C a r i d a d e

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: C a r i d a d e

Mensagem  Ave sem Ninho em Qua Ago 03, 2011 10:35 pm

Realização em Caridade
Livro: Alegria de Viver
Joanna de Ângelis & Divaldo P. Franco

Sim, existe grande número de pessoas mais bem qualificadas do que tu, para o ministério do amor e a realização da solidariedade na Terra.
Sem dúvida, há multidões que estão menos capacitadas para o mesmo mister, em relação a ti.

O importante, porém, não é como se encontram uns e outros, mas sim, como estás, a fim de que a acção do bem se manifeste, alterando as atuais estruturas morais anárquicas e ensejando a implantação da bondade, do perdão, da caridade entre os homens.

A renovação do mundo jamais se dará mediante imposições legais, embora estas sirvam para frear os desconcertos emocionais e éticos;
todavia, será resultante da transformação pessoal de cada criatura, cuja conduta espelhará a excelência do seu equilíbrio e da sua realização superior.

-0- -0- -0-

Numa obra de conjunto, todos os elementos são de importância para os resultados que se pretendem.
Há factores que respondem pela decisão e qualidade do trabalho, como existem os que se responsabilizam pela resistência e durabilidade.
São valiosos os de grande porte, nos quais outros se fixam, como os de pequeno volume que acionam o todo e se encarregam da harmonia geral.

Funcionam em equilíbrio, porque cada peça obedece à finalidade para a qual foi elaborada, cada uma cumprindo com a função que lhe é destinada.
No mundo social e moral não é diferente.
Quando alguém se ajusta, surge a harmonia no todo; quando se descontrola ou cai, aparece o desequilíbrio.

-0- -0- -0-

Fala-se demais em técnica e qualificação como condições essenciais para os empreendimentos relevantes.
Sem os desconsiderar, enquanto estes não chegam, que os valores da dedicação e do serviço se apresentem e dêem início ao programa.

Antes de surgir o arado mecânico, largos tratos de terra foram revolvidos pelo de tração animal;
até o advento da lâmpada, lampiões, candeeiros e outros mecanismos rudes se fizeram instrumentos da claridade vencendo as sombras.

Assim, não te detenhas, porque te consideres desarmado de altos valores a que muitas criaturas se referem.
Se não podes implantar a paz, vence a tua violência íntima.
Se não consegues transformar o mundo, melhora-te interiormente.

Se não logras ser uma estrela, torna-te uma lamparina modesta, porém valiosa.
Da mesma forma, evita o desânimo, quando considerando a massa humana volumosa que se encontra em condição menos feliz que a tua.

O adubo, mesmo desprezado, é facto de vida.
A chuva,
embora rápida, beneficia.
O Sol,
mesmo no entardecer, aquece.

Recorda-te de que "... Deus é caridade;
e quem está em caridade está em Deus e Deus nele", conforme anotou o apóstolo João, na sua primeira carta, capítulo quatro, versículo dezasseis.

Muita Paz
Gilberto Adamatti

§.§.§- O-canto-da-ave
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 74020
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 61
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: C a r i d a d e

Mensagem  Ave sem Ninho em Qua Ago 03, 2011 10:36 pm

A Fraternidade realiza Milagres
Livro: Sublime Expiação
Victor Hugo & Divaldo P. Franco

Expulsa a antiga lepra do mal, transformando-a em flores do bem, a recenderem aroma por onde passes, onde estejas, como te encontres, no serviço da Imortalidade.

O Senhor seguirá contigo, e mesmo quando todos estiverem aparentemente contra ti, tem em mente que o desprezo do mundo, por causa do Senhor, testifica que o Senhor está connosco, Ele que até hoje continua ignorado e, mesmo quando proclamado por milhões, prossegue esquecido...

Quando o homem entender e praticar as lições do otimismo, nos momentos mais graves, e entregar-se às mãos de Deus, em quaisquer conjunturas, sofrerá muito menos, porque se libertará do antigo hábito da autocompaixão e do egoísmo, para plainar acima das vicissitudes e das constrições malsinantes da autocomiseração, de resultados sempre molestos.

Essa tarefa o Espiritismo conseguirá realizar, a seu tempo, ajustando o pensamento humano à só valorização das coisas legítimas e boas, sem quaisquer conúbios com a insensatez e o comodismo, que engendram expressões de secundária significação e mórbidos desequilíbrios.

A fraternidade realiza milagres.
O pensamento é o dínamo da vida:
bom ou mau, culmina sempre por alcançar aquele que se lhe torna receptivo e a quem se dirige.

Bem-aventurados aqueles que já podem expungir o mal de suas almas, com resignação e esperança!
Para esses, os dias claros de sol logo voltarão, a alegria depressa reacenderá e a música dos sorrisos tornará muito em breve aos lábios restaurados.

Resguardemo-nos, os que seguimos descuidados.
Ouçamos as advertências da Doutrina Espírita, insculpindo no coração e na mente os conceitos libertadores com que Allan Kardec postulou e viveu as informações do Mundo Espiritual encarregado de clarificar a Humanidade.

O medo é algoz impenitente que destrói, seguro de si, estilhaçando tudo, tudo transformando em maior razão de pavor:
pequenos ruídos semelham trovões, o cicio do vento parece voz de fantasma, a própria respiração soa como estertor de gigante, prestes a desferir golpe fatal.

Muita Paz
Gilberto Adamatti

§.§.§- O-canto-da-ave
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 74020
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 61
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: C a r i d a d e

Mensagem  Ave sem Ninho em Qua Ago 03, 2011 10:36 pm

Ante a Caridade
Livro: Mais Perto
Emmanuel & Francisco Cândido Xavier

Provavelmente não nos será difícil exercer a caridade do plano exterior, canalizando o supérfluo, em benefício do companheiro necessitado.

A moeda generosa, o agasalho para o corpo e o pão dividido, tanto quanto a visitação directa aos irmãos sofredores constrangidos à comunhão com a enfermidade e a penúria, constituem expressões de bondade edificante que não nos cabe esquecer em tempo algum.

Entretanto, não olvidemos a difícil caridade do mundo interno.
Saibamos oferecer o prato invisível da tolerância aos que se deixaram vencer pela irritação ou pela cólera.
Distribuamos a água pura da humildade aos que se fizeram vítimas da vaidade e do orgulho.

Temos amigos e parentes na furna do ódio ou da ilusão que devemos buscar, sem alarde, com as nossas melhores testemunhas de carinho.
Possuímos afeições e laços valiosos que desceram a escuros chavascais do desequilíbrio, que não podemos relegar ao abandono.

Há muita gente que padece fome em pleno banquete da vida material e sofre sede, à frente de preciosos mananciais terrestres.
Aprendamos a ajudá-los com o nosso trabalho e com a nossa fé.

Todos sabem dar.
Raros, porém, sabem dar de si mesmos.

Não te esqueças do auxílio em forma de segurança e de estímulo que podes oferecer aos que te cercam, através das demonstrações do dever bem cumprido, da solidariedade, da cooperação e da paciência.

Cultivando pequenos sacrifícios, amealhamos o tesouro do amor.
Jesus é o nosso Divino Modelo.

Depois de dar-se à terra, na Manjedoura, socorreu a Humanidade na solução de aflitivos problemas, completando a lição da caridade, oferecendo-se ao mundo, nas tribulações da cruz - o excelso ensinamento do qual, ainda hoje, estamos recebendo a luz imperecível na laboriosa romagem da própria libertação.

§.§.§- O-canto-da-ave
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 74020
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 61
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: C a r i d a d e

Mensagem  Ave sem Ninho em Qua Ago 03, 2011 10:37 pm

Serviço de Caridade
Livro: Escrínio de Luz
Emmanuel & Francisco Cândido Xavier

Calemo-nos, diante da maledicência.

Auxiliemos o companheiro de luta, quanto possível.

Abstenhamo-nos de maldizer onde não possamos louvar.

Distanciemo-nos das ideias de vingança, quando o mal nos visite o coração.

Busquemos a conciliação fraterna, ajudando, ainda mesmo de longe, àqueles que nos ofendem.

Desculpemos quantas vezes se fizerem necessárias, cada dia, exercitando-nos para o verdadeiro perdão.

Esqueçamos os velhos caprichos de nosso "eu" que, muitas vezes, nos prendem a escuras ilusões.

Aprendamos com a vida para sermos mais úteis.

Multipliquemos as bênçãos do serviço no campo das nossas horas, como quem sabe que o tempo é também um empréstimo inestimável da Providência Divina.

E, assim procedendo, estejamos certos de que praticaremos a caridade com o próximo e connosco, de vez que, corrigindo em nós aquilo que nos aborrece nos outros, estaremos acompanhando Jesus em nosso esforço de ascensão.


Gentileza e Gratidão
Livro: Vida Feliz
Joanna de Ângelis & Divaldo P. Franco

Exercita a gentileza e a gratidão para com todas as pessoas, especialmente os idosos.

A velhice é fase inexoral que alcançarás, caso a morte não te arrebate o corpo antes.

Nesse período difícil, as forças diminuem, os orgãos se debilitam, as lembranças se apagam e a dependência física, emocional e afectiva se faz imperiosa.

Pode parecer cansativa a presença do idoso; ele, porém, é rico da experiência que te pode brindar, mas carente dos recursos que lhe podes oferecer.

Muita Paz
Gilberto Adamatti

§.§.§- O-canto-da-ave
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 74020
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 61
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: C a r i d a d e

Mensagem  Ave sem Ninho em Qua Ago 03, 2011 10:38 pm

Gentilezas Salvadoras
Livro: Glossário Espírita-Cristão
Marco Prisco & Divaldo P. Franco

Aquele cuja afabilidade e doçura não são fingidas nunca se desmente:
é o mesmo, tanto em sociedade, como na intimidade.
(Alan Kardec. E.S.E. Cap. IX. Item 6.)

Quando você afasta do piso uma casca de fruta deixada pela negligência de alguém, não pratica apenas um acto de gentileza.
Evita que algum desavisado escorregue, sofrendo tombo violento.

Ao ceder o lugar no transporte colectivo a um ancião, você não realiza um gesto de cortesia somente.
Atende a um corpo cansado, poupando as energias de quem poderia ser seu progenitor.

Se você oferece braço moço à condução de um volume, poupando aquele que o carrega, não pratica unicamente uma delicadeza.
Contribui fraternalmente para o júbilo de alguém que, raras vezes, encontra ajuda.

Portando a boa palavra em qualquer situação, você não atende exclusivamente à finura do trato.
Realiza entre os ouvintes o culto do verbo são, donde fluem proveitosos e salutares ensinamentos.

Silenciando uma afronta em público, você não atesta apenas o refinamento social.
Poupa-se à dialogação violenta, que dá margem a ódios irremediáveis.

Se você oferece agasalho a algum desnudo, não só atende à delicadeza humana, por filantropia.
Amplia a cultura da caridade pura e simples.

Ao sorrir, discretamente, dando ensejo a um desafecto de refazer a amizade, você não age tão-somente em tributo à educação.
Apaga mágoas e ressentimentos, enquanto "está no caminho com ele".

Procurando ajudar um enfermo cansado a galgar e vencer dificuldades, você não procede imbuído apenas de gentileza.
Coopera para que a vida se dilate no debilitado, propiciando-lhe ensejos evolutivos.

Atendendo impertinente criança que o molesta, num grupo de amigos, você não se situa só na formosura da conduta externa.
Liberta um homem futuro de uma decepção presente.

No exercício da gentileza, a alma dilata recursos evangélicos e vive o precioso ensino do Mestre ao enfático doutor da lei, com afabilidade e doçura, quando Ele afirmou: "Vai e faz o mesmo!".

§.§.§- O-canto-da-ave
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 74020
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 61
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: C a r i d a d e

Mensagem  Ave sem Ninho em Qui Ago 04, 2011 9:31 pm

Gentileza com as crianças
Livro: Vida Feliz
Joanna de Ângelis & Divaldo P. Franco

Sê gentil com as crianças.

Elas necessita, de oportunidade e de amor para lograrem o triunfo.

Esses cidadãos em formação ignoram as lutas que os aguardam.

Distende-lhes o gesto de simpatia, transmitindo-lhes confiança na humanidade que representas.

Não as atemorizes, nem as maltrates.

Quem visse aquele menino, em Nazaré, no passado, entre outras crianças brincando descuidadamente, não poderia imaginar que era o Construtor da Terra, nosso Modelo e Guia.

Muita Paz
Gilberto Adamatti


Aceitar as Pessoas
Livro: Vida Feliz
Joanna de Ângelis & Divaldo P. Franco

Aceita as pessoas, conforme estas se te apresentam.

Este homem prepotente que te desagrada, está enfermo, e talvez não o saiba.

Esse companheiro recalcitrante é infeliz em si mesmo.

Aquele conhecido exigente sofre dos nervos Uns, que parecem orgulhosos, são apenas portadores de conflitos que procuram ocultar.

Outros, que se apresentam indiferentes, experimentam medos terríveis.

A Terra é um grande hospital de almas.

Quem te veja, apenas, superficialmente, não te verá, como analisaste, com acerto.

Concede a liberdade para que cada um seja conforme é e não como pretendes que sejam.

§.§.§- O-canto-da-ave
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 74020
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 61
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: C a r i d a d e

Mensagem  Ave sem Ninho em Qui Ago 04, 2011 9:32 pm

Aceitar as Pessoas
Livro: A Minha Paz vos dou...
Amilcar Del Chiaro Filho

Ouvi dois amigos conversando e um deles se queixava da incompreensão das pessoas, das agressões verbais, dos desentendimentos.

Isto o revoltava e ele dizia invejar a serenidade e o equilíbrio do interlocutor.
- Qual é o segredo? perguntou.
- Não existe segredo, mas somente paixão pela vida e esforços contínuos para aprender, respondeu o outro.

- Aprender o quê?
- A aceitar as pessoas, mesmo que ela nos desapontem, quando não aceitam os ideais que escolhemos.
Quando nos agridem e nos ferem com palavras e atitudes impensadas.

- Mas é muito difícil aceitar pessoas assim.
- É verdade. É difícil aceitá-las como elas são e não como gostaríamos que elas fossem. Mas qual é o nosso direito de mudá-las?

- E como você consegue?
- Estou aprendendo a amar.
Estou aprendendo a escutar, mas não apenas com os ouvidos, também com os olhos, com o coração, com a alma, com todos os sentidos.
Muitas vezes as pessoas não falam com palavras, mas com a postura.
Fique atento para os que falam com os ombros caídos, os olhos e as mãos irrequietas.

Assim como você pode ler as entrelinhas de um texto, pode ouvir coisas entre as frases de uma conversa corriqueira, banal, que somente o coração pode ouvir.
Não raro, há angústia e desespero disfarçados, insegurança escondida em palavras ásperas, solidão fantasiada na tagarelice.

Aos poucos estou aprendendo a amar, e amando estou aprendendo a perdoar.
Perdoando, apago as mágoas e curo as feridas, sem deixar cicatrizes nos corações magoados e tristes.

Aprendo com a vida o valor de cada vida e procuro entender os rejeitados, os incompreendidos.
Nem sempre consigo, mas estou tentando.

Quanto a nós, vamos tentar construir a paz, sem desânimo, com muito amor, muito amor no coração.

Muita Paz
Gilberto Adamatti

§.§.§- O-canto-da-ave
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 74020
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 61
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: C a r i d a d e

Mensagem  Ave sem Ninho em Qui Ago 04, 2011 9:33 pm

Auxilia Sempre
Joanna de Ângelis & Divaldo P. Franco

Se queres ser feliz, Auxilia!!!
Se desejas que te ouçam, Ouça!!!
Se queres ser amado, Ame!!!

Quando descobrires o caminho, e, ao, indicá-lo fores desacreditado; crê em ti e segue, pois algum dia vislumbrarás bem distante espontar pequenas luzes na estrada.

Assim é a vida!!!
Um longo caminho!!!
Um grande aprendizado!!!

Onde o correcto, o verdadeiro por vezes começa só, mas um dia perceberá muitos a seguí-lo.

Portanto:
- Não te afastes de tuas verdadeiras convicções!!!
Não questiones se fostes ouvido, seguido ou amado!!!

Esta estrada a ser achada é individual.
É longa, cheia de percalços e para muitos ainda está bloqueada!!!

Procura afastar as pedras de teu caminho e se conseguires afasta também as do teu próximo.
Sem que ele perceba propicia-lhe um atalho.

Deixa o caminho pronto e segue!!!
Completa a tua Obra e Crê naqueles que te enviam Luzes.

"Vive de tal forma, que deixes pegadas luminosas no caminho percorrido, como estrelas apontando o rumo da felicidade"

Muita Paz
Gilberto Adamatti

§.§.§- O-canto-da-ave
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 74020
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 61
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: C a r i d a d e

Mensagem  Ave sem Ninho em Qui Ago 04, 2011 9:34 pm

Palavras de Caridade
Livro: Poetas Redivivos
Auta de Souza & Francisco Cândido Xavier

O apoio... A simpatia... Uma oração apenas,
Carregada de fé na Bondade Divina...
A bênção do sorriso... A página que ensina
A vencer o amargor das lágrima terrenas...

O minuto de paz... O auxílio que armazenas,
Na supressão do mal, ao trabalho em surdina...
O bilhete fraterno... Uma flor pequenina...
O socorro... A brandura... As palavras serenas...

A esmola... A roupa usada... O copo de água fria...
O pão... O entendimento... Um raio de alegria...
Um fio de esperança... A atitude sincera...

Da migalha mais pobre à dádiva mais rica,
Tudo aquilo que dás a vida multiplica
Nos tesouros de amor da glória que te espera!...

Muita Paz
Gilberto Adamatti

§.§.§- O-canto-da-ave
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 74020
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 61
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: C a r i d a d e

Mensagem  Ave sem Ninho em Qui Ago 04, 2011 9:34 pm

A Caridade do Sorriso
Livro: Vida Feliz - 180
Joanna de Ângelis & Divaldo P. Franco

Irradia a caridade da tua fé, através do teu sorriso, das tuas palavras, e da tua atitude perante a vida.

O mundo necessita de luz para superar as sombras dominantes.

Distende a tua presença confiante e rica de luminosidade, auxiliando os tímidos e os desanimados, os que caíram e os revoltados.

A luz atrai sempre, enriquecendo de beleza.
Não deixes que se apague essa estrela, porque haja factores dissolventes e agressões em volta.

Deixa brilhar, apontando rumos ditosos para os que anelam por uma oportunidade de realização.


Diante de Compromissos
Livro: Vida Feliz
Joanna de Ângelis & Divaldo P. Franco

Quando assumas um compromisso honra-o com a tua presença.

Antes de aceitares qualquer incumbência, medita a respeito, a fim de que não te situes numa posição desagradável.

Sucedendo algum impedimento à tua comparência ou desincumbência da tarefa, comunica-o com antecipação, de modo a não prejudicares quem te aguarda, ou aquele que confia na tua palavra.

Sejam de pequena monto ou alta responsabilidade, desincumbe-te de todos os deveres que assumires.

Muita Paz
Gilberto Adamatti

§.§.§- O-canto-da-ave
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 74020
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 61
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: C a r i d a d e

Mensagem  Ave sem Ninho em Sex Ago 05, 2011 9:35 pm

Pontualidade
Livro: Vida Feliz
Joanna de Ângelis & Divaldo P. Franco

A pontualidade, além de um dever, é também uma forma de respeito em homenagem a quem te espera ou depende de ti.

Agindo com cuidado, o tempo jamais te trairá deixando-te em atraso.

O hábito de chegar em tempo é adquirido da mesma forma que o da irregularidade de horários.

Programa os teus compromissos e desincumbe-te serenamente de todos eles, cada um de sua vez.

Quando não possas comparecer, ou tenhas que te atrasar, dize-o antes, a fim de liberar quem te aguarda.

Deste modo, quando ocorrer um imprevisto, e tenhas que chega tarde, mesmo que não acreditem na tua justificativa, estarás em paz.

§.§.§- O-canto-da-ave
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 74020
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 61
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: C a r i d a d e

Mensagem  Ave sem Ninho em Sex Ago 05, 2011 9:35 pm

Caridade e Oração
Livro: Lindos Casos de Chico Xavier
Ramiro Gama

O Centro Espírita Luiz Gonzaga ia seguindo para frente...

Certa feita alguns populares chegaram à reunião pedindo socorro para um cego acidentado.

O pobre mendigo, mal guiado por um companheiro ébrio, caíra sob o viaduto da Central do Brasil, na saída de Pedro Leopoldo para Matozinhos, precipitando-se ao solo, de uma altura de quatro metros.

O guia desaparecera e o cego vertia sangue pela boca.
Sozinho, sem ninguém.

Chico alugou pequeno pardieiro, onde o enfermo foi asilado para tratamento médico.
Caridoso facultativo receitou, graciosamente.
Mas o velhinho precisava de enfermagem.

O médium velava junto dele à noite, mas durante o dia precisava atender às próprias obrigações na condição de caixeiro do Sr. José Felizardo.
Havia, por essa época, 1928, uma pequena folha semanal, em Pedro Leopoldo.

E Chico providenciou para que fosse publicada uma solicitação, rogando o concurso de alguém que pudesse prestar serviços ao cego Cecílio, durante o dia, porque à noite, ele próprio se responsabilizaria pelo doente.

Seis dias se passaram sem que ninguém se oferecesse.

Ao fim da semana, porém, duas meretrizes muito conhecidas na cidade se apresentaram e disseram-lhe:
- Chico, lemos o pedido e aqui estamos. Se pudermos servir...
- Ah! como não?
- replicou o médium - Entrem, irmãs! Jesus há de abençoar-lhes a caridade.

Todas as noites, antes de sair, as mulheres oravam com o Chico, ao pé do enfermo.
Decorrido um mês, quando o cego se restabeleceu, reuniram-se pela derradeira vez, em prece, com o velhinho feliz.

Quando Chico terminou a oração de agradecimento a Jesus, os quatro choravam.
Então, uma delas disse ao médium:
- Chico, a prece modificou a nossa vida. Estamos a despedir-nos.
Mudamo-nos para Belo Horizonte, a fim de trabalhar.

E uma passou a servir numa tinturaria, desencarnando anos depois, e a outra conquistou o título de enfermeira, vivendo, ainda hoje, respeitada e feliz.

§.§.§- O-canto-da-ave
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 74020
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 61
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: C a r i d a d e

Mensagem  Ave sem Ninho em Sex Ago 05, 2011 9:36 pm

Considerando a Parábola do Bom Samaritano
Livro: Espírito e Vida
Joanna de Ângelis & Divaldo P. Franco

Conta Lucas, no versículo 25 e seguintes, do capítulo 10, do Evangelho, que interrogado o Mestre por um doutor pusilânime que O tentava, a respeito da herança celeste, narrou-lhe o Senhor, após inquiri-lo sobre a Lei, a parábola do bom samaritano, a fim de informar-lhe, na aplicação do amor, quem seria o próximo.

Sintetizemos a narrativa:
- "assaltado por malfeitores, um pobre homem foi deixado à margem da estrada que descia de Jerusalém a Jericó.

Casualmente passou pela mesma via um doutor, e depois um levita que, embora o vissem, seguiram indiferentes.

Um Samaritano, porém, por ali passando e o vendo, tomou-se de piedade e o assistiu carinhosamente, conduzindo-o na sua alimária até uma hospedaria onde o deixou cercado de cuidados, dispondo-se a resgatar quaisquer compromissos excessivos, quando por ali passasse de retorno".

E ante o assombro do interlocutor, o Mestre indagou-lhe quem seria o próximo do homem sofrido, ao que este responde:
- "O que usou de misericórdia para com ele".
Disse, então, Jesus:
"Vai, e faz da mesma maneira."

Considerando as nobres sessões de socorro mediúnico aos desencarnados em sofrimento, hoje realizadas pelos adeptos da Doutrina Cristã, recorramos ao ensino de Jesus, na excelente parábola.

O recinto das experiências medianímicas pode ser comparado à hospedagem acolhedora e gentil;
o homem caído na orla do caminho, consideremo-lo o Espírito tombado nos próprios enganos;
o médium doutrinador, assemelhemo-lo ao encarregado da estalagem;

os médiuns recalcitrantes, examinemo-los como o doutor indiferente e o levita sem piedade;
o médium obediente ao mandato do serviço socorrista, tenhamo-lo como o bom samaritano, e a via entre Jerusalém e Jericó convencionemos a estrada dos deveres fraternos por onde todos transitamos.

Ainda poderíamos considerar o bálsamo e o unguento postos nas feridas do assaltado, como sendo as orações do círculo de corações devotados à tarefa mediúnica;
as moedas pagas ao hospedeiro, simbolizemo-las como as renúncias e dificuldades, lutas e testemunhos solicitados aos membros da reunião, e o doutor da lei, zombeteiro e frio, representemos como sendo os companheiros conhecedores da vida imortal, notificados das surpresas além-do-túmulo, indiferentes, entretanto, às tarefas sacrificiais do auxílio fraterno...

Se abrasado pela mensagem espírita, militas na mediunidade, em qualquer das suas múltiplas manifestações, ou fazes parte de algum círculo de socorro espiritual, unge-te de bondade e dá a tua quota de esforço aos falidos na vida da Imortalidade.

Não lhes sindiques quem são, donde vêm, para onde vão, por que caíram...
Não lhe imponhas verbosidades estrondosas nem debatas, apaixonado, convicções...
Fala-lhes do novo Amanhã e medica-os agora, socorrendo-os com bondade e abnegação.

Sê, em qualquer função que desempenhares na tarefa espírita de assistência mediúnica, "o bom samaritano", considerando todo e qualquer Espírito que chegue ao núcleo de trabalho, não como o adversário de ontem, o obsessor de hoje ou o sempre inimigo, mas como o teu próximo a quem deves ajudar, assim como Jesus, redivivo na Mensagem Espírita, continua ajudando-te carinhoso e anónimo.

§.§.§- O-canto-da-ave
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 74020
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 61
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: C a r i d a d e

Mensagem  Ave sem Ninho em Sex Ago 05, 2011 9:37 pm

Caridade e Você
Livro: Plantão da Paz
Emmanuel & Francisco Cândido Xavier

Suspirando pelo domínio do espaço, embriaga-se o homem, prelibando a contemplação dos reinos multifário da natureza cósmica, e muitas vezes, fascinado pelas grandes promessas religiosas, antecipa-se ao julgamento da Humanidade, mentalizando cataclismas de variada expressão, com os quais cessaria a Divina Providência de reformar-se a oportunidade de trabalho e progresso, burilamento e elevação sobre a Terra.

Entretanto, lembra-te de que, para as milhares de consciências que hoje partiram ao encontro da grande renovação pelos braços da morte, todo o painel da existência sofreu modificações viscerais e profundas.

Há revelações e surpresas todos os dias para quantos se vêem inelutavelmente chamados a definitivas transformações.

E cada viajor constrangido a alterações dessa espécie caminha, segundo as suas próprias afinidades e preferências, para a esfera que lhe corresponde aos desejos.

Não olvides que além da terra, em cuja protectora vestimenta agora estagias, outros círculos te aguardam o cérebro e o coração.

Qual ocorre na experiência terrestre, em que diversos sectores de actividade se entrosam no espaço de que dispomos, além do túmulo os delinquentes fazem a flagelação da penitenciária, os viciados constroem o cortiço da treva adequada à loucura em que respiram, os trabalhadores fiéis ao bem sustentam e os devotos da fé prosseguem construindo o túnel de esperança entre a dúvida humana e a certeza inalienável.

Não cabe, desse modo, desatar teus laços de trabalho permanecendo no êxtase inútil, na previsão ociosa de paisagens e acontecimentos que surgirão para quem se libertar pela própria sublimação, porque o mundo que, em verdade, nos alçará ao céu pleno será o mundo de nós mesmos, quando nos afastarmos da sombra para vivermos inteiramente na luz.

§.§.§- O-canto-da-ave
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 74020
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 61
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: C a r i d a d e

Mensagem  Ave sem Ninho em Sex Ago 05, 2011 9:37 pm

Caridade e Razão
Livro: Encontro Marcado
Emmanuel & Francisco Cândido Xavier

Indiscutivelmente estamos ainda muito longe da educação racional.

Conquanto necessitados de ponderação, agimos, via de regra, sob o impulso de alavancas emotivas accionadas por sugestões exteriores.

De modo geral, muito antes que nos decidamos a discernir, assimilamos ideias que nos são desfechadas por informações e exibições que nem sempre se vinculam à verdade e passamos a esposar opiniões que, comumente, nos induzem a desastres morais no comboio da existência.

Habitua-te a essa realidade e não te entregues às impressões tumultuárias que porventura te visitem o coração.
Com isso, não te queremos pedir para que te transformes em palmatória de corrigenda ou para que apresentes ouvidos de pedra à frente dos semelhantes.
Às vezes, há muito mais caridade na atenção que no conselho.

Fraternalmente, escuta o que se te diga e observa o que vês, sem escandalizar os interlocutores ou ferir os companheiros de romagem terrestre, opondo-lhes censuras ou contraditas que apenas lhes agravariam as dificuldades e os problemas.

Ao invés disso, aprendamos a filtrar aquilo que nos alcance o campo íntimo, aproveitando os elementos que se façam úteis aos outros e a nós mesmos, e esquecendo tudo - mas realmente tudo - o que não nos sirva à construção do melhor.

Conversação, na essência, é permuta de almas.
Através da palavra, damos e recebemos.
Isso, porém, não se refere a doacções e recepções teóricas.

Entendendo-nos uns com os outros, fornecemos e adquirimos determinados recursos de espírito, que influirão em nossa conduta e a nossa conduta forma a corrente de planos, coisas , encontros e realizações que nos determinarão o destino.

Escolha de hoje no livre-arbítrio será consequência amanhã.
Causa de agora será resultado depois.

Cultivemos harmonia, à frente de tudo e de todos; no entanto é preciso que essa atitude de entendimento não exclua de nossa personalidade o optimismo irradiante, a sinceridade construtiva, o reconforto da intimidade e a alegria de viver.

Em suma, diante de todos e de tudo, deixemos que a caridade nos ilumine o crivo da razão, a fim de que não venhamos a perder os melhores valores do tempo e da vida, por ausência de equilíbrio ou falta de amor.

§.§.§- O-canto-da-ave
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 74020
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 61
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: C a r i d a d e

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum