E s p e r a n ç a

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

E s p e r a n ç a

Mensagem  Ave sem Ninho em Qui Set 29, 2011 10:50 pm

Esperança
Livro: A Mensagem do Dia
Scheilla & Clayton B.Levy

Quando a dor chegar para você, serei a promessa de alívio e renovação.
Se o cenário se converter em noite escura, serei a estrela-guia para o rumo certo.

Quando a fadiga se apresentar, serei o abrigo seguro e específico.

Quando os conflitos se fizerem presentes, serei a indicação para a calma e a fraternidade.
Em todos os momentos, desejo ser sua companheira fiel.

Sou amiga de todos, embora quase sempre encontre guarida entre os crentes e idealistas.

Hoje, bato à sua porta.
Não me recuse morada em seu coração.

Onde chego, renovo os pensamentos e vivifico a certeza no futuro melhor.
Sou irmã do optimismo e filha da confiança em Deus.

Agora, sou também sua irmã.
Dê-me sua mão.

Venha comigo.
Meu nome é ESPERANÇA.

Muita Paz
Gilberto Adamatti

§.§.§- O-canto-da-ave
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 70295
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 61
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E s p e r a n ç a

Mensagem  Ave sem Ninho em Qui Set 29, 2011 10:50 pm

Manter a Esperança
Livro: Irmãos Unidos
Por Meimei & Chico Xavier

Nunca percas a esperança.

Se o pranto te encharca a existência, recorre a Deus no exercício do bem e acharás Deus nas entranhas da própria alma, a propiciar-te consolo.

Se sofres incompreensão, auxilia ainda e sempre aos que te não entendem e encontrarás Deus no imo do próprio espírito, a fortalecer-te com o bálsamo da piedade pelos que se desequilibram na sombra.

Se tem menosprezam ou te injuriam, guarda-te em silêncio no auxílio ao próximo e surpreenderás Deus no íntimo de teus mais íntimos pensamentos, prestigiando-te as intenções.

Se te golpeiam ou censuram, cala-te edificando a felicidade dos que te rodeiam e Deus falará por ti na voz inarticulada do tempo.

E, se erraste, não tombes em desespero, mas, trabalhando e servindo receberás de Deus a oportunidade da rectificação e da paz.

Sejam quais forem as aflições e problemas que te agitem a estrada, confia em Deus, amando e construindo, perdoando e amparando sempre, porque Deus, acima de todas as calamidades e de todas as lágrimas, te fará sobreviver, abençoando-te a vida e sustentando-te o coração.

§.§.§- O-canto-da-ave
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 70295
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 61
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

SABER ESPERAR

Mensagem  Ave sem Ninho em Qui Set 29, 2011 10:51 pm

Marcos Vinícius

Certa vez, em antiga cidade da Arábia, havia um velho mercador que vivia pobremente em humilde casebre.
Seu velho sonho era o de possuir um belo tapete com o qual pudesse adornar sua casa enquanto vivesse, e seu túmulo quando a morte o convocasse inexorável.

Entretanto, não desejava um tapete comum, mas um raro e custoso trabalho que encerrasse todas as qualidades e não tivesse nenhum defeito, por mais insignificante que fosse.

Há longo tempo trabalhava para o seu sustento e economizava dos seus parcos recursos a fim de amealhar o suficiente para a realização do seu velho sonho! Após a poupança de muitos anos calculou que já possuía quantia animadora e resolveu procurar a peça para verificar se já estava em condições de adquiri-la.

Começou então a busca.
Pelas suas mãos experientes e pelos seus olhos inquiridores passaram dezenas de peças em uma variedade verdadeiramente prodigioso, todavia, se algumas provocaram verdadeira explosão de entusiasmo, decepcionava-se em seguida porque logo se lhe atentava em algum defeito.

Gastou assim longo tempo e, chegou por fim à conclusão que o tapete com o qual sonhava, não existia.
Ninguém ainda conseguira fabricá-lo.

Os amigos aconselhavam-no a desistir da busca ou a contentar-se com os belos mais imperfeitos trabalhos que examinara, mas, o velho mercador abanou a cabeça resoluto, dizendo:
- Se o tapete perfeito que eu desejo não existe, é preciso fazê-lo.
E, se ninguém consegue fazê-lo, eu o farei!


Alguns, observando a sua idade um tanto avançada, riam-se dele, acreditando-o senil, outros tentavam dissuadi-lo mostrando-lhe sua ignorância na arte difícil do artesanato.

Mas, o mercador, obstinado, procurou por uma casa onde se fabricavam lindos e coloridos tapetes e, humildemente começou a trabalhar como aprendiz, iniciando-se na tecelagem.

Depois de algum tempo de esforço e forca de vontade, julgou-se com conhecimentos suficientes e, despedindo-se dos companheiros que o tinham ensinado, preparou-se para iniciar seu trabalho.

Adquiriu todo o material, tendo cuidadosa e pacientemente examinado sua qualidade e finalmente iniciou corajosamente o trabalho.

Durante os anos que lhe restaram de vida, trabalhou na confecção do seu tapete.
Cada dia, ao encerrar a tarefa admirava embevecido sua obra e não hesitava em desmanchar o ponto que lhe parecia imperfeito.
Sentia-se feliz.

E pensava:
- Jamais alguém realizou um tapete tão belo e perfeito como este!

Quando desencarnou, não havia conseguido terminá-lo, mas, seus amigos conhecendo-lhe o velho desejo, adornaram seu túmulo com o tapete inacabado, procurando assim cumprir seu último desejo.

Durante muito tempo o espírito do mercador desencarnado, permaneceu jungido ao tapete procurando terminá-lo.
Nada pôde afastá-lo dessa obstinação, até que foi novamente atraído à reencarnação na terra.

Continua...
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 70295
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 61
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E s p e r a n ç a

Mensagem  Ave sem Ninho em Qui Set 29, 2011 10:53 pm

Continua...

Viveu existência difícil e obscura, procurando por algo que não sabia definir.
Quando o sofrimento o atingiu nas lutas de cada dia, objectivando reajuste inevitável com a Lei, encontrou nele reservas inusitadas de paciência e resignação, de esperança e confiança no porvir.

E, assim, seu espírito foi atravessando algumas existências, enriquecendo-se cada vez mais de virtudes, até que, após uma proveitosa e vitoriosa encarnação, foi recebido festivamente pelos amigos e companheiros alegres, no plano espiritual.

Durante a recepção, emocionado diante de tantas atenções e demonstrações de carinho, num vislumbre retrospectivo, recordou-se de algumas encarnações anteriores e, num átimo, lembrou-se, como a criança que se recorda de uma travessura, do seu antigo desejo de obter um tapete perfeito.

Usando os arquivos da memória, desejou rever o tapete inacabado que durante tanto tempo o maravilhara.
Todavia, o trabalho que se lhe apresentou à visão decepcionou-o.

Não possuía nada de maravilhoso, pelo contrário, agora, vendo-o como realmente era, notava-lhe uma porção de defeitos.

Um tanto acabrunhado, verificou que seu sonho de tantos anos não passava de um trabalho de principiante, muito inferior aos que tantas vezes examinara e se recusara a comprar.

Foi quando notou a presença de luminoso companheiro e amigo, que acompanhando-lhe o pensamento, disse-lhe:
- Não te envergonhes da tua obra, por mais imperfeita que ela agora te pareça.

Há muito mais valor na obra que sai das nossas mãos, do nosso esforço, da nossa vontade, por mais carentes que sejam, do que as que passam pelos nossos olhos por mais belas que se nos afigurem.

O tapete inacabado, é precioso para ti, porque a ele deves o desenvolvimento da tua força de vontade, a conquista da humildade reiniciando em idade avançada um aprendizado difícil.

Recorda-te, que já tuas mãos não eram firmes, teus olhos não enxergavam claro e teu corpo doía no esforço da posição que o trabalho exigia.

A ele deves a conquista da paciência construindo com tuas próprias mãos o trabalho desejado.
Olha bem para ele e perceberás o quanto lhe deves!


O ex-mercador, comovido, fitou novamente o velho tapete inacabado e, com espanto notou que ele se revestia de luz em diversos pontos, colorindo-se de maneira admirável.

Em poucos instantes, transformou-se no mais belo e maravilhoso tapete que jamais vira.
Surpreendido, voltou-se para o amigo que explicou, sorrindo:
- Enquanto continuavas tuas lutas na Terra, os teus amigos resolveram ajudar-te para que continuasses a confecção do teu tapete.

Para isto, constituíram pontos de contacto entre as virtudes que desenvolvestes na confecção da peça, impregnando-a tu mesmo, à medida que as desenvolvia, calorias e melhoravas o tapete que ora, na festividade do teu regresso, te entregamos, como símbolo que é da conquista da tua perfeição espiritual que como sabes era e é a única meta que inconscientemente te norteava os desejos.

Leva-o agora para adornar o lar que te espera no aconchego deste regresso feliz e lembra-te sempre que na vida, para a conquista do que almejamos, é imprescindível saber esperar.


Quando a vida parece nos convidar a esperar, saibamos esperar

§.§.§- O-canto-da-ave
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 70295
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 61
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Abandonado mas não a Sós

Mensagem  Ave sem Ninho em Qui Set 29, 2011 10:54 pm

Livro: Dimensões da Verdade
Por Joanna de Ângelis & Divaldo P. Franco

Tristeza pertinaz teima por dominar os painéis coloridos da tua alma, convertendo aspirações acalentadas anos-a-fio em amargura, fazendo que experimentes ressaibos de profundas nostalgias.

Desfilam, rapidamente, todos os quadros que te marcaram o espírito com os sulcos vigorosos da decepção.

Amigos enganados que te enganaram; irmãos insensatos que te ofenderam;
bocas irresponsáveis que te atingiram com as farpas da maledicência;
corações que pareciam afeiçoados e que seguiram adiante...


Repassas, emocionado, cenas que se foram mas não esqueceste:
promessas ardentes, testemunhos de afeição, olhares incendiados de entusiasmos, emoções explodindo em palavras fáceis que teciam grinaldas de ternura...

E perguntas, agora, em soledade, onde estão os amigos de outrora, os co-partícipes das tuas horas de triunfo?


Tens a impressão de que o peso de mil deserções se acumula sobre a tua fragilidade, e temes por ti mesmo.

Desde há algum tempo a tristeza secunda os teus passos e tange monótona balada que vagarosamente te domina, conduzindo o teu carro de júbilos para o abismo dos desencantos.

E crês que não resistirás por muito tempo.
Fraco é o bastão da tua fé, poderosa a força do sítio que te ameaça.
Levanta, porém, os olhos e dirige-te a Ele, o Grande Ignorado.

Além do que consideras o teu horto, transporta as fronteiras da tua dor, quanta dor!...
Perdeste amigos e admiradores, fugiram afectos e simpatizantes, mas em verdade nunca os tivestes contigo.

Eram apenas acompanhantes da oportunidade.
Faziam algazarra, comungavam presenças, fora, todavia, da realidade que buscavas.

E a realidade é esta: solidão com a verdade.

Tributo valioso exige a liberdade - quantas vidas físicas exige o carro da guerra para doá-la?
Preço elevado impõe o dever - quantas lágrimas são vertidas no cultivo da gleba onde ele medra?


Soma ponderável deve ser igualmente oferecida para o consórcio com o amor - único espólio de uma existência modelar.
Não te descoroçoes, pois.
Voltarão, mais tarde, os que te deixaram.

Brilhará novamente o sol dos sorrisos.
Soarão, vibrantes, depois, as palavras em festival demorado de admiração.
Será, porém, tarde para eles, porquanto já não te terão ao lado.

Há doentes cuja gravidade do mal passa despercebida por ignorarem a doença.
Há aflições que não enlouquecem por ainda desconhecidas dos que as encontrarão logo mais.

Há delinquentes que conseguem caminhar por teimarem desconsiderar o crime.
Há solidões escondidas na balbúrdia, que se cercam de fantasias...

Por mais, porém, que todos desejem ignorar o drama que conduzem consigo, nem por isso mesmo conseguirão passar na romagem evolutiva sem o despertamento para a responsabilidade.

Mais infelizes são todos esses, cujo amanhã está assinalado por pesadas sombras, aguardando por eles.
Tu, porém, embora sofrendo e chorando, crês, já travaste contacto com a fé e és amigo da esperança.
Conserva o óleo da certeza no lume do dever e espera o dia, após esta noite demorada.

Ninguém poderia supor que a multidão exaltada que seguiu o Mestre, em Jerusalém, devidamente açulada por vândalos mercenários, seria o coro que o vilipendiaria logo depois a caminho do Calvário.

Ninguém poderia supor que aqueles que o aclamaram quando viam cegos recuperarem a visão, paralíticos recobrarem os movimentos, surdos recomporem os ouvidos, mudos voltarem a falar e leprosos sararem ao contacto daquela voz e daquelas mãos, seriam as mesmas bocas estertoradas que O exortariam com sarcasmo a sair da Cruz.

Ninguém poderia supor que, embora abandonado na Terra, o Pai Celeste estava com Ele, sem O deixar a sós;
nem que depois de uma tarde de tempestade e de uma longa noite, Ele voltaria vitorioso sobre todos e tudo, para continuar o ministério junto aos que O abandonaram...

§.§.§- O-canto-da-ave
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 70295
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 61
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E s p e r a n ç a

Mensagem  Ave sem Ninho em Sex Set 30, 2011 10:26 pm

Convite à Perseverança
Livro: Convites da Vida
Por Joanna de Ângelis & Divaldo P. Franco

"...Mas quem perseverar até o fim, esse será salvo."
(Mateus: 10-22).

Não asseveres: "é-me impossível fazer!"

Nem redargas: "Não consigo!"

Nunca informes: "sei que é totalmente inútil aceitar."

Nem retruques: "é maior do que as minhas forças."

Para aquele que crê, o impossível é tarefa que somente demora um pouco para ser realizada, já que o possível se pode realizar imediatamente.

Instado a ajudar não te permitas condições, especialmente se fruis o tesouro da possibilidade.

Fácil ser delicado sem esforço, ser amigo sem sacrifício, ser cristão sem auto-doação...

Perseverança nos objetivos elevados, com oferenda de amor, é materialização de fé superior.

Para que seja actuante, a fé deve nutrir-se do poder dos esforços caldeados para as finalidades que parecem inatingíveis.

Todos podem iniciar ministérios...
Tarefas começantes produzem entusiasmos exaltados.

Mede-se, porém, o verdadeiro cristão e, particularmente, o espírita pelo investimento que coloca na bolsa de valores imortalistas a render juros de paz...

Unge-se, portanto, de fé e deixa que resplandeça a tua fidelidade ao lado de quem padece.

Não fosse o sofrimento, ninguém suplicaria socorro.
Não fosse a angústia ninguém se encorajaria a romper os tecidos da alma para exibir exulcerações...

Ninguém se compraz carregando demorada canga, não obstante, confiando em alívio, lenitivo...

Nas cogitações que te cheguem ao plano da razão, interroga como gostarias que fizessem contigo se foras o outro, o sofredor, o necessitado que ora te roga ajuda.

Assim, envolve-te na lã do "Cordeiro de Deus" e persevera ajudando.
Não somente dando o que te sobra mas aquela doação maior que te parece difícil, a quase impossível...

A perseverança dar-te-á paz e plenitude.
Insiste na sua execução.

§.§.§- O-canto-da-ave
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 70295
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 61
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E s p e r a n ç a

Mensagem  Ave sem Ninho em Sex Set 30, 2011 10:26 pm

CONVITE À ESPERANÇA

"Tudo suporta, tudo crê, tudo espera, tudo sofre."
(I Corintios : 13-7.)

Não obstante estejam carrancudas as nuvens do teu céu, prenunciando borrasca próxima aflitiva, espera.

Após a tempestade que, talvez advenha, talvez não, defrontarás dia claro pelo caminho.
Embora a soledade amarga a fazer-te sofrer fel e dor como se já não suportasses mais a lenta e silenciosa agonia, espera.

Amanhã, possivelmente dois braços amigos estarão envolvendo-te e voz veludosa cantará aos teus ouvidos gentil canção...
Mesmo que tudo conspire contra os propósitos abraçados, ameaçando planos zelosamente cuidados, espera.

Há surpresas que constituem interferência Divina, modificando paisagens humanas, alterando rumos considerados correctos.
Apesar de a chibata caluniosa fazer-te experimentar reproche e desconsideração, arrojando-te à rua do descrédito, espera.

A verdade chega após a calamidade da intrujice para demonstrar a grandeza da sua força, renovando conceituações.
A borda do abismo do desespero, incompreendido e em sofrimento, estuga o passo e espera.

Reconsidera atitudes mentais e recomeça o labor.
O futuro se consolida mediante as realizações do presente...

Esperança expressa integração no organograma da vida.
O rio muda o curso, a montanha desaparece, a árvore fenece, o grão germina, enquanto esperam...

A mão grandiloquente do tempo tudo muda.
O que agora parece sombras, logo mais surge e ressurge em ouro fulvo de luz.

Espera, diz o Evangelho, e ama.
Espera,
responde a vida, e serve.
Espera,
proclamam os justos, e perdoa.

Espera no dever distribuindo consolo e compreensão, porquanto, a fim de que houvesse a gloriosa ascensão do Senhor, na montanha da Betânia, aconteceram a traição infame, o cerco da inveja, a gritaria do julgamento arbitrário e a Cruz odienta, que em sublime esperança o Justo transformou na excelsa catapulta para o Reino dos Céus.

"Emmanuel"

§.§.§- O-canto-da-ave
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 70295
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 61
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E s p e r a n ç a

Mensagem  Ave sem Ninho em Sex Set 30, 2011 10:27 pm

Disseram ...

que não vencerás em teus empreendimentos;

que o teu doente querido está no clima da morte;

que atravessarás longa noite de provações;

que não mais encontrarás o trabalho que mais desejas;

que não te recuperarás de certas perdas sofridas;

que não realizarás os sonhos que acalentas;

que os entes amados distantes de ti nunca mais te voltarão ao convívio;

que o desgaste do corpo físico não mais te permitirá as realizações que tanto almejas;

que, por essa ou aquela falta, andarás sobre a Terra constantemente sobre pedras e espinhos.

Tudo isso disseram...

Entretanto, continua agindo e servindo, orando e esperando, porque as opiniões de Deus são diferentes.

Emmanuel / F.Cândido Xavier / Momentos de Paz

Muita Paz
Gilberto Adamatti

§.§.§- O-canto-da-ave
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 70295
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 61
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E s p e r a n ç a

Mensagem  Ave sem Ninho em Sex Set 30, 2011 10:28 pm

Libertação de Consciência
Livro: Momentos Enriquecedores
Joanna de Ângelis & Divaldo P. Franco

Não aguardemos que o aplauso do mundo coroe as nossas expectativas.
Não esperemos que as alegrias nos adornem de louros ou que uma coroa de luz desça sobre a nossa cabeça, vestindo-nos de festa.

Quem elegeu Jesus, não pode ignorar a cruz da renúncia.
Quem O busca, não pode desdenhar a estrada áspera do Gólgota.

Quem com Ele se afina, não pode esquecer que, Sol de primeira grandeza como é, desceu à sombra da noite, para ser o porto de segurança luminosa, no qual atracaremos a barca de nosso destino.

Jesus é o nosso máximo ideal humano, Modelo e Guia seguro.

Aquele que travou contacto com a Sua palavra nunca mais O esquece.
Quem com Ele se identifica, perdeu o direito à opção, porque a sua, passa a tornar-se a opção dEle, sem o que, a vida não tem sentido.

Não é esta a primeira vez que nos identificamos com o Seu verbo libertador.
Abandoná-lo é infidelidade, que O troca pelos ouropéis e utopias do mundo, de breve duração.

Não é esta a nossa experiência única no santuário da fé, que abraçamos desde a treva medieval, erguendo monumentos ao prazer, distantes da convivência com a dor.

Voltamos à mesma grei, para podermos, com o Pensamento Divino vibrando em nós, lograr uma perfeita identificação.
Lucigênitos, procedemos do Divino Foco, para o qual marchamos.

Seja, pois, a nossa caminhada assinalada pelas pegadas de claridade na Terra, a fim de que, aquele que venha após os nossos passos, encontre as setas apontando o caminho.

Jesus não nos prometeu os júbilos vazios dos tóxicos da ilusão.
Não nos brindou com promessas vãs, que nos destacassem no cenário transitório da Terra.
Antes, asseverou, que verteríamos o pranto que precede à plenitude, e teríamos a tristeza e a solidão que antecedem à glória solar.

Não seja, pois, de surpreender que, muitas vezes, a dificuldade e o opróbrio, o problema e a solidão caracterizem a nossa marcha.
Não seja de surpreender, portanto, que nos vejamos em solidão com Ele, já que as Suas, serão as mãos que nos enxugarão o pranto, enquanto nos dirá, suavemente: Aqui estou!

Perseveremos juntos, cantando o hino da alegria plena na acção que liberta consciências, na actividade que nos irmana e no amor que nos felicita.

Muita Paz
Gilberto Adamatti

§.§.§- O-canto-da-ave
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 70295
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 61
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E s p e r a n ç a

Mensagem  Ave sem Ninho em Sab Out 01, 2011 9:59 pm

Difundir a Esperança
Livro: Vida Feliz
Joanna de Ângelis & Divaldo P. Franco

Difunde a esperança em melhores dias.

Nunca houve tanta necessidade da verde palma, quanto nestes momentos.

A esperança dá forças aos ideais e coragem às criaturas, que se renovam, mesmo quando tudo parece a ponto de perder-se.

É ela que sustenta o herói e mantém o santo nos propósitos superiores que abraçam.

Preservando-a em ti, nunca desfalecerás, nem te sentirás abandonado, quando as circunstâncias te convidarem ao testemunho e à solidão.


Morte e Reencontro
Livro: Chico Xavier Pede Licença
Figueiredo Silva & Francisco Cândido Xavier

Apagara-se a luz, de pupila a pupila!...
Começa noite enorme! O quarto faz-se escuro...
Rígido, o corpo lembra inesperado muro,
Carga de pedra e cal que me prende e aniquila!...

Em torno escuto ainda a palavra intranquila
Dos que choram na sombra em que me desfiguro!...
Guardo estranha aflição, no temor do futuro,
Espírito algemado a casulo de argila.

Em vão clamo sem voz na dor que me subleva...
Mas de repente, oh! Deus! um clarão rasga a treva.
Sinto o afago de alguém... Vejo-me de alma erguida!...

Torno a ver minha Mãe, na morte que transponho
E em seus braços de amor, como na luz de um sonho.
Encontro, além da Terra, a vida de Outra Vida!...

§.§.§- O-canto-da-ave
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 70295
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 61
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E s p e r a n ç a

Mensagem  Ave sem Ninho em Sab Out 01, 2011 9:59 pm

Aguardemos
Livro: Palavras de Vida Eterna
Emmanuel. & Francisco Cândido Xavier

Em qualquer circunstância, espera com paciência.

Se alguém te ofendeu, espera.
Não tomes desforço a quem já carrega a infelicidade em si mesmo.
Não precisas vingar-te de quem já se encontra assinalado pela justiça.

Se sofres, espera.
A dor é sempre aviso santificante.

Se o obstáculo te visita, espera.
O embaraço de hoje, muita vez, é benefício amanhã.

A fonte, ajudando onde passa, espera pelo rio e atinge o oceano vasto.
A árvore, prestando incessante auxílio, espera pela flor e ganha a bênção do fruto.
Todavia, a enxada que espera, imóvel, adquire a ferrugem que a desgasta.

O poço que espera, guardando águas paradas, converte a si próprio em vaso de podridão.

Sejam, pois, quais forem as tuas dificuldades, espera, fazendo em favor dos outros o melhor que puderes, a fim de que a tua esperança se erga sublime, em luminosa realização.

§.§.§- O-canto-da-ave
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 70295
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 61
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E s p e r a n ç a

Mensagem  Ave sem Ninho em Sab Out 01, 2011 9:59 pm

Evitar a Ansiedade
Livro: Vida Feliz
Joanna de Ângelis & Divaldo P. Franco

Acompanha a marcha dos acontecimentos sem sofreguidão.

A tua ansiedade e o teu receio não alterarão o curso das horas.

Aguarda o que há de suceder, sem que te imponhas sofrimento desde a véspera.

O que pensas que acontecerá, talvez se dê, não porém da forma como aguardas, porquanto, a vida obedece a um plano de incessantes mudanças e transformações.

Desse modo, espera com harmonia íntima, afastando do teu programa a agitação e o medo.


De Novo
Livro: O Essencial
Emmanuel & Francisco Cândido Xavier

Se caíste em serviço
Levanta-te e caminha.
Por nada te envergonhes
Começar outra vez...

Nem te humilhe rogar
Auxílio a um companheiro.
Ainda moras na Terra,
Não no País dos Anjos.

Toma a charrua e lavra
O solo que te espera.
De novo, planta o Bem,
Deus te protegerá.

§.§.§- O-canto-da-ave
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 70295
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 61
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E s p e r a n ç a

Mensagem  Ave sem Ninho em Sab Out 01, 2011 10:00 pm

Oferta de Esperança
Livro: Seara de Fé
Maria Dolores & Francisco Cândido Xavier

Quando a tribulação te mostre a face
Por ferida pungente
Que viesse e ficasse,
Dentro de ti e em derredor,
Não te permitas arrasar-te,
Recorda simplesmente
Que o Céu nos oferece, em qualquer parte,
Tão somente o melhor.

Quando a prova te alcance,
Na crítica mordaz que te magoa,
Que teu sonho se apure, cresça e avance
Na direção da Vida Superior;
Trabalha, serve e crê, eleva-te e perdoa,
Semeando alegria,
A relembrar que, em cada novo dia,
A vida é um cântico de amor.

Quando tudo, na senda, ao teu olhar,
Pareça desencanto, amargura e exaustão,
Não lamentes em vão,
Mesmo entre lágrimas, sorri!...
Ergue-te da tristeza e põe-te a trabalhar,
Que o trabalho te afasta as dores e os problemas...
Todos somos de Deus, segue e não temas,
Não olvides que Deus vela por ti.

§.§.§- O-canto-da-ave
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 70295
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 61
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E s p e r a n ç a

Mensagem  Ave sem Ninho em Dom Out 02, 2011 9:12 pm

O Santo Desiludido
Livro: Jesus no Lar
Neio Lúcio & Francisco Cândido Xavier

Inclinara-se a palestra, no lar humilde de Cafarnaum, para os assuntos alusivos à devoção, quando o Mestre narrou com significativo tom de voz:
- Um venerado devoto retirou-se, em definitivo, para uma gruta isolada, em plena floresta, a pretexto de servir a Deus.

Ali vivia, entre orações e pensamentos que julgava irrepreensíveis, e o povo, crendo tratar-se de um santo messias, passou a reverenciá-lo com intraduzível respeito.

Se alguém pretendia efetuar qualquer negócio do mundo, dava-se pressa em buscar-lhe o parecer.
Fascinado pela alheia consideração, o crente, estagnado na adoração sem trabalho, supunha dever situar toda gente em seu modo de ser, com a respeitável desculpa de conquistar o paraíso.

Se um homem activo e de boa-fé lhe trazia à apreciação algum plano de serviço comercial, ponderava, escandalizado:
- É um erro.
Apague a sede de lucro que lhe ferve nas veias.
Isto é ambição criminosa. Venha orar e esquecer a cobiça.

Se esse ou aquele jovem lhe rogava opinião sobre o casamento, clamava, aflito:
- É disparate.
A carne está submetendo o seu espírito.
Isto é luxúria. Venha orar e consumir o pecado.

Quando um ou outro companheiro lhe implorava conselho acerca de algum elevado cargo, na administração pública, exclamava, compungido:
- É um desastre.
Afaste-se da paixão pelo poder.
Isto é vaidade e orgulho. Venha orar e vencer os maus pensamentos.

Surgindo pessoa de bons propósitos, reclamando-lhe a opinião quanto a alguma festa de fraternidade em projecto, objectava, irritadiço:
- É uma calamidade.
O júbilo do povo é desregramento.
Fuja à desordem. Venha orar, subtraindo-se à tentação.

E assim, cada consulente, em vista da imensa autoridade que o santo desfrutava, se entristecia de maneira irremediável e passava a partilhar-lhe os ócios na soledade, em absoluta paralisia da alma.

O tempo, todavia, que tudo transforma, trouxe ao preguiçoso adorador a morte do corpo físico.

Todos os seguidores dele o julgaram arrebatado ao Céu e ele mesmo acreditou que, do sepulcro, seguiria directo ao paraíso.
Com inexcedível assombro, porém, foi conduzido por forças das trevas a terrível purgatório de assassinos.

Em pranto desesperado indagou, à vista de semelhante e inesperada aflição, dos motivos que lhe haviam sitiado o espírito em tão pavoroso e infernal torvelinho, sendo esclarecido que, se não fora homicida vulgar na Terra, era ali identificado como matador da coragem e da esperança em centenas de irmãos em humanidade.

Silenciou Jesus, mas João, muito admirado, considerou:
- Mestre, jamais poderia supor que a devoção excessiva conduzisse alguém a infortúnio tão grande!

O Cristo, porém, respondeu, imperturbável:
- Plantemos a crença e a confiança entre os homens, entendendo, entretanto, que cada criatura tem o caminho que lhe é próprio.
A fé sem obras é uma lâmpada apagada.
Nunca nos esqueçamos der que o acto de desanimar os outros, nas santas aventuras do bem, é um dos maiores pecados diante do Poderoso e Compassivo Senhor.


§.§.§- O-canto-da-ave
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 70295
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 61
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E s p e r a n ç a

Mensagem  Ave sem Ninho em Dom Out 02, 2011 9:13 pm

Tesouro de Luz
Livro: Encontro de Paz
Por Emmanuel & Francisco Cândido Xavier

Nem sempre disporás da finança precisa para solver problemas ou extinguir aflições.
Ninguém está impedido, entretanto, de acumular o tesouro de luz da esperança no próprio coração.
Ninguém que não possa engajar-se nessa empresa de investimentos divinos.

Todos necessitamos de semelhante apoio para viver e todos nos achamos habilitados a ministrá-lo, a fim de que os outros vivam.

Julgamos frequentemente que a esperança seria providência apenas em auxílio dos últimos na retaguarda humana.
No entanto, não é assim. As vítimas de frustração, tristeza, desequilíbrio ou desalento estão em todos os lugares.

Arma-te de compreensão e bondade para esparzir esse recurso de refazimento e renovação.
Para isso, comecemos por omitir pessimismo e perturbação em todas as manifestações que nos digam respeito.

Os necessitados dessa luminosa moeda, a expressar-se por bênção de energia, se te revelam em todos os lances da experiência comum.

Emergem dos vales de penúria, onde podes estendê-lo em forma de socorro assistencial;
entretanto, surgem muito mais do próprio campo de acção em que transitas e das cúpulas da organização social em que vives.

Doarás a todos os aflitos que te procurem semelhante amparo, a fim de que a força de realizar e de construir não se lhes esmoreça na vida.

Falarás de coragem aos que se fixaram no medo de servir, de perdão aos que se imobilizaram no ressentimento, de confiança aos tristes, de perseverança aos fracos, de paz aos que tombaram na discórdia e de amor aos que se reconheceram atirados à solidão.

Nem sempre lograrás ajudar com possibilidades monetárias - repitamos - mas, raciocinando com a bênção da caridade, podes ainda hoje entrar nas funções de poderosa usina distribuidora de optimismo e de fé.

Não percas o ensejo de investir felicidade com esse tesouro de luz e amor porquanto, em verdade, onde não mais exista esperança desaparece o endereço da paz.

§.§.§- O-canto-da-ave
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 70295
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 61
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E s p e r a n ç a

Mensagem  Ave sem Ninho em Dom Out 02, 2011 9:13 pm

No Futuro
Livro: Pão Nosso
Por Emmanuel & Francisco Cândido Xavier

"E não mais ensinará cada um a seu próximo, nem cada um a seu irmão, dizendo:
- Conhece o Senhor! Porque todos me conhecerão, desde o menor deles até ao maior".
Paulo. (Hebreus, 8:11).

Quando o homem gravar na própria alma os parágrafos luminosos da Divina Lei, o companheiro não repreenderá o companheiro e o irmão não denunciará outro irmão.

O cárcere cerrará suas portas e os tribunais quedarão em silêncio.

Canhões serão convertidos em arados e homens de armas volverão à sementeira do solo.

O ódio será expulso do mundo e as baionetas repousarão.

As máquinas não vomitarão chamas para o incêndio e para a morte, mas cuidarão pacificamente do progresso planetário.

A justiça será ultrapassada pelo amor.

Os filhos da fé não somente serão justos, mas bons, profundamente bons.

A prece constituir-se-á de alegria e louvor e as casas de oração estarão consagradas ao trabalho sublime da fraternidade suprema.

A pregação da Lei viverá nos actos e pensamentos de todos, porque o Cordeiro de Deus terá transformado o coração de cada homem em tabernáculo de luz eterna em que o seu Reino Divino Resplandecerá para sempre.

§.§.§- O-canto-da-ave
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 70295
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 61
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E s p e r a n ç a

Mensagem  Ave sem Ninho em Dom Out 02, 2011 9:14 pm

Esperança [1]

Sua mente é um projector

Nós nunca somos vítimas das circunstâncias.

A crença esposada pelo povo de que as causas estão fora de nós no mundo exterior é mera crença.
O modelo da consciência mostra que a causa está dentro de nós.

Sua mente é um projetor e sua vida é a tela.
O que você vê na tela da vida é um reflexo perfeito de sua consciência interior.

Aceitar a responsabilidade pela sua vida significa reconhecer que, num nível qualquer, você cria sua própria realidade.

Todos temos uma escolha a fazer na vida.
Ou podemos ser responsáveis ou podemos ser vítimas.

A primeira escolha dá a você o poder de mudar sua vida, ao mesmo passo que o sentido que você dá aos acontecimentos de sua vida é o sentido que decidiu dar-lhes.

Tudo depende de você e do modo pelo qual enxerga o mundo. Você nunca é uma vítima, a não ser que decida sê-lo.

Richard Barret

§.§.§- O-canto-da-ave
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 70295
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 61
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E s p e r a n ç a

Mensagem  Ave sem Ninho em Seg Out 03, 2011 8:49 pm

Cultivar a Esperança
Livro: Vida Feliz
Joanna de Ângelis & Divaldo P. Franco

Nunca percas a esperança.

Haja o que houver, permanece confiando.

Se tudo estiver contra e o insucesso te ameaçar com o desespero, ainda aí espera a divina ajuda.

Somente nos acontece o que será de melhor para nós.

A lei de Deus é de amor. E o amor tudo pode, tudo faz.

Quando pensares que o socorro não te chegará em tempo, se continuares esperando, descobrirás, alegre, que ele te alcançou minutos antes do desastre.

Quem se desespera já perdeu parte da luta que irá travar, avançando prejudicado.

§.§.§- O-canto-da-ave
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 70295
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 61
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E s p e r a n ç a

Mensagem  Ave sem Ninho em Seg Out 03, 2011 8:50 pm

Semear Esperança
Livro: A Mensagem do Dia
Scheilla & Clayton B. Levy

Eles existem aos milhões.
Habitam casebres e palácios.

Muitos ocultam-se sob o verniz de posições transitórias.
São os desesperados do mundo.

Você os encontrará nas ruas, no local de trabalho, em seu próprio lar.
Criaturas que se viram colhidas pela provação e perderam o ânimo e o equilíbrio.

Este viu o afecto partir para o Além, sem compreender que a vida continua.
Aquele foi alcançado pela enfermidade de longo curso.

Outro se viu ante decepções e passou a desacreditar de todos.
Diante deles, não critique nem questione. Ajude. Ouça com interesse e auxilie com amor.

Cada espírito é um campo a ser cultivado.
Semear esperança é dever de todo aquele que já encontrou a luz da verdade.

Por certo, a Misericórdia Divina sabe como amparar os sofredores.
Entretanto, Jesus não dispensa a colaboração de todos os aprendizes do bem, para amenizar o sofrimento e recuperar a esperança para quem chora.

§.§.§- O-canto-da-ave
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 70295
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 61
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E s p e r a n ç a

Mensagem  Ave sem Ninho em Seg Out 03, 2011 8:50 pm

Esperança Constante
Livro: Atenção
Emmanuel & Francisco Cândido Xavier

O Pessimismo é uma espécie de taxa pesada e desnecessária sobre o zelo que a responsabilidade nos impões, induzindo-nos à aflição inútil.

Atenção, sim.
Derrotismo, não.

Para que nos livremos de semelhante flagelo, no campo íntimo, é aconselhável desfixar o pensamento, muitas vezes, colado a detalhes ainda sombrios da estrada evolutiva.

Para que se sustente desperto o entendimento, quanto à essa verdade, recordemos as bênçãos que excedem largamente às nossas pequenas e transitórias dificuldades.

É inegável que o materialismo passou a dominar muita gente, perante o avanço tecnológico da atualidade terrestre;
contudo, existem admiráveis multidões de criaturas, e cujos corações a fé se irradia por facho resplendente, iluminando a construção do mundo novo.

As enfermidades ainda apresentam quadros tristes nos agrupamentos humanos;
no entanto, é justo considerar que a ciência já liquidou várias moléstias, dantes julgadas irreversíveis, anulando-lhes o perigo com a imunização e com as providências adequadas.

Destacam-se muitos empreiteiros da guerra, tumultuando coletividades;
todavia, os obreiros da paz se movimentam em todas as direcções.

Muitos lares se desorganizam;
mas outros muitos se sustentam consolidados no equilíbrio e na educação, mantendo a segurança entre os homens.

Grande número de mulheres se ausentam da maternidade;
entretanto, legiões de irmãs abnegadas se revelam fiéis ao mais elevado trabalho feminino ao Planeta, guardando-se na condição de mães admiráveis no devotamento ao grupo doméstico.

Os processos de violência aumenta, quase que em toda parte;
ampliam-se, porém as frentes de amor ao próximo que os extinguem.

Anotando as tribulações que se desdobram no Plano Físico, não digas que o mundo está perdido.

Enumera as bênçãos de Deus que enxameiam, em torno de ti.

E se atravessas regiões de trevas, que se te afiguram túneis de sofrimento e desolação, nos quais centenas ou milhares de pessoas perderam a noção da luz, é natural que não consigas transformar-te num sol que flameje no caminho para todos, mas podes claramente acender um fósforo de esperança.

§.§.§- O-canto-da-ave
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 70295
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 61
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E s p e r a n ç a

Mensagem  Ave sem Ninho em Seg Out 03, 2011 8:51 pm

Supere a Perturbação
Livro: Para Uso Diário
Joannes & J. Raul Teixeira

É bem verdade que o seu dia-a-dia tem o valor de uma trama de desafios, aptos a lhe conferir a diplomação em diversas virtudes.

Essas virtudes o auxiliarão a transpor as barreiras morais que ainda o afastam da alegria verdadeira e da paz-conquista, que o erguerão do chão comum do mundo aos cimos da consciência iluminada por seus esforços na existência terrena.

No seu período diário, não são poucas as ocasiões de se exasperar, de lhe desnortear ou de entristecer seu íntimo, aguardando pela sua coragem e lucidez para não passar recibo a tais perturbações.

Você se angustia com os preços mais altos da feira onde se abastece;
Você se entristece com a indiferença ou frieza emocional dos que lhe devem afetividade e amor;
Você se enraivece com a mentira deslavada que toma ares de legislação digna, nos arraiais em que se movimentam seus passos;

Você se irrita com os baixos salários, enquanto se apercebe das múltiplas necessidades materiais da sua vida, que têm que ser adiadas;
Você se curva perante o familiar que não o ouve, que não lhe considera os arrazoados honestos, e tudo isso, com certeza, pesa sobre seu estado psico-emocional.


Não podemos afirmar que nas caminhadas do mundo você não possa desenvolver esses sentimentos, ou que não lhe devesse passar pela mente as amarguras que passa.

Entretanto, se você sabe que no mundo apenas conheceremos aflições, conforme o assegurou Jesus, O Cristo, é de se esperar que pelas Suas trilhas na busca do sonhado progresso todas essas agruras ocorram, todas essas frustrações apareçam.

Você não está errado quando se insurge contra o desvario, quando se nega a aceitar a impostura, quando recrimina o vício, ou quando se indispõe perante o cinismo, a desfaçatez que costuma mascarar tantos rostos a sua volta.

O que as vozes do bem decantam aos nossos ouvidos, o que Jesus nos ensinou com seu testemunho terrestre é que você pode dizer isso ou aquilo, você pode fazer isso ou aquilo;
você pode pensar isso ou aquilo, sem que se tenha de apoiar no destempero verbal;

Sem que precise se envenenar com a agressiva violência;
sem que necessite gritar, explodir, perdendo o próprio controle em face das situações diversas e desafiadoras que se lhe defrontem.


Adopte o hábito, que os mais antigos recomendavam, de "contar até 10", antes de fazer ou acontecer.
Apóie-se na harmonia íntima que lhe trará luzes e refrigério ao discernimento, impedindo que você se atire ao abismo de tormentos da alma, que, indubitavelmente, o farão infeliz e arrependido.

Pense e repense a respeito do aprendizado que as situações difíceis lhe propiciam.
As bênçãos da paciência, da moderação, da tranquilidade, da frugalidade, da tolerância, da fraternidade, da compreensão, da indulgência, do autocontrole, tornando-o amadurecido para merecer compromissos mais altos na oficina de Deus, que é a Terra inteira.

A questão principal em tudo é saber como tomar cada providência, sem passar recibo às sombras, não o esqueça.

Caso você esteja no lar, no local de trabalho, no lazer, nas actividades desportivas ou nas lidas da sua fé, não se esqueça que está diante de importantes desafios que visam a diplomá-lo em virtude, ante os olhos amorosos do criador.

Mais uma vez, queremos lhe advertir para que não se deixe perturbar com as ocorrências diárias.

Para que não passe recibo ao mal ou às insinuações do mal, quando cada dia no mundo, com todos os seus episódios, não passa de mais um dia de aulas, com estranhos professores chamados a conferir-lhe o devido grau, na abençoada escola terrestre.

Pensamento

O homem jamais deve esquecer que se acha num mundo inferior, ao qual somente as suas imperfeições o conservam preso.

A cada vicissitude, cumpre-lhe lembrar-se de que, se pertencesse a um mundo mais adiantado, isso não se daria e que só de si depende não voltar a este, trabalhando por se melhorar.

§.§.§- O-canto-da-ave
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 70295
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 61
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E s p e r a n ç a

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum