Acorde para a vida! - Marco Aurélio / Marcelo Cezar

Página 4 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Acorde para a vida! - Marco Aurélio / Marcelo Cezar

Mensagem  Ave sem Ninho em Seg Jul 04, 2016 10:04 am

47 - Fora da caridade não há salvação?

Por que sempre dizem que "Fora da caridade não há salvação"?.
No centro que frequento, ouço a frase toda semana, e o dirigente me diz que a frase significa pensar no bem-estar do outro antes do meu, que tenho de amar o próximo muito mais do que a mim mesmo.
Acho tão difícil...
Não é difícil. Eu diria impossível.
A frase de Kardec que se tornou lema do Espiritismo perdeu muito de seu significado original, e muitos direccionaram o conceito de acordo com suas convicções.
O verdadeiro sentido de caridade é amor.
Amor por si, pelo próximo, pela vida, por Deus.
A questão 886 de O Livro dos Espíritos responde claramente à pergunta de Kardec sobre o verdadeiro sentido da caridade:
"Benevolência para com todos, indulgência para com as imperfeições alheias, perdão das ofensas".
Então, vamos ser mais claros e abrir mais a resposta?
Benevolência para com todos, ou seja, bondade, boa vontade com as pessoas.
Indulgência para as imperfeições alheias:
indulgência nada mais é do que desculpar, entender que os outros têm limites, não são como imaginamos e, mais fácil de entender: cada um dá o que tem.
Perdão das ofensas:
esta se resolve bem rápido, sabe por quê?
Porque perdão é coisa de orgulhoso.
Só gente orgulhosa se ofende.
Se você é de boa, não está nem aí com nada, muito na sua, não liga para o que os outros dizem a seu respeito, vai se ofender com algum comentário maledicente que façam sobre sua pessoa?
Não. Vai dar de ombros.
Detalhe: ser bondoso com os outros, ajudar, ser um "bom camarada", entender e aceitar numa boa que as pessoas podem e vão falhar com você e não ligar para as ofensas...
Tudo isso só pode ser bem processado se você estiver cheio de amor por você mesmo.
Tem que ter muito boa vontade, muita paciência, muito jogo de cintura com você, em primeiro lugar, para depois poder exercer com o próximo.
Como ter um pingo de paciência com seu filho se você não se aguenta nem um minuto?
Se fica se chamando de burra a todo instante?
Se fica se cobrando, pegando no seu pé, achando que deveria ter feito isso, aquilo, que nunca faz nada certo na vida?
Enquanto não fizer as pazes com você, enquanto não fizer caridade com você, não vai ser possível exercê-la com quem quer que seja.
Diante do exposto, percebe que discordo do seu dirigente.
Porque ninguém consegue amar, ajudar, dar o ombro ou estender a mão para o outro se não estiver bem consigo mesmo.
É impossível. É desumano.
É falta de amor por si.
E você veio para este mundo para aprender a se amar, ser feliz.
Só pode conseguir alcançar a felicidade quem sente amor por si mesmo.
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 73027
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 61
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Acorde para a vida! - Marco Aurélio / Marcelo Cezar

Mensagem  Ave sem Ninho em Seg Jul 04, 2016 10:05 am

48 - Na onda da corrupção

Parece que a onda de corrupção que nos assola tomou proporções absurdas.
Vemos a Polícia Federal apurar, organizar grandes prisões.
São políticos, empresários, gente de muito poder.
Mas isso já vem ocorrendo há séculos.
Para você ter uma ideia, na época de Dom João VI, por exemplo, o Visconde de São Lourenço pintou e bordou nas altas esferas da administração pública.
É. Impunidade e corrupção, em nosso país, vêm de muito longe.
Contudo, o que temos de aprender com isso?
Qual é a lição para nós?
Não é que estejamos sempre lesando o próximo, mas, de maneira geral, não somos firmes connosco, não há comprometimento de nossa parte, porquanto fazemos concessões, por menor que sejam.
E essas pequenas concessões são actos de corrupção.
Deixe ser mais didáctico por meio de exemplos da vida diária.
O guarda o para na estrada por excesso de velocidade.
Você tenta, de todo jeito, safar-se da multa; chega a hora de fazer o Imposto de Renda e você, para pagar menos tributos ou aumentar a sua restituição, coloca um dependente que de facto não é seu dependente, compra recibos médicos, cria despesas de instrução; começa o curso de línguas e, um mês depois, abandona; começa a academia e, na segunda semana, também larga; e sem contar a dieta que vai começar na segunda-feira...
Exemplos assim mostram claramente um aparente ganho, o tal de levar "vantagem" que muitos adoram.
A conta do restaurante chega, você observa que não cobraram um prato e fica quieto. Pensa:
"Problema deles que erraram".
E fica feliz com a falta de atenção do caixa.
Mas alguém vai ter de pagar a conta.
Em algum momento, sempre tem alguém que paga.
É triste ver esse tipo de concessão ganhar corpo e fazer parte da sua vida.
Porque, sem perceber, acaba entrando no automático e, com o tempo, vai minando seus valores, atrapalhando seu bom senso, nublando sua percepção de justiça.
Dessa forma, a honestidade, que é uma questão interior, demora a aparecer como algo concreto e firme em sua vida.
E honestidade se pratica por meio desses pequenos actos citados acima.
É preciso boa vontade consigo próprio, perseverança para mudar suas ideias e crenças, ter uma postura mais firme e ética consigo.
Mudando você, perceberá que a desonestidade ficará cada vez mais longe da sua vida, e as pequenas concessões irão desaparecer.
Assim poderemos formar um elo de positividade, uma grande corrente do bem, pois que o bem se dissipa e é muito mais forte que tudo, é soberano.
Só a força do bem, do positivo, é capaz de acabar de vez com a corrupção.
Vamos nos unir nesse grande elo de força positiva para acabar de vez com aqueles que insistem em fazer concessões e corromper os valores?
Vem comigo!
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 73027
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 61
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Acorde para a vida! - Marco Aurélio / Marcelo Cezar

Mensagem  Ave sem Ninho em Seg Jul 04, 2016 10:05 am

49 - Uma dose de perdão

Estou estudando e conhecendo mais sobre o mundo espiritual.
Estive casada por trinta anos e só agora, depois de dez, consegui perdoar a traição de meu marido.
Confesso que foi muito difícil perdoá-lo, embora não o queira ver na minha frente.
O que você pode dizer sobre o perdão?
Perdoar não é fácil.
Quando a gente leva uma desfeita, toma uma rasteira, sofre uma traição, sofre uma ofensa, putz, como é difícil perdoar, ainda mais se a pessoa que cometeu tamanha injúria for uma pessoa por quem tenhamos algum carinho, amizade, um laço de afecto.
Além do mais, cresceu cheia de culpas, medos, sensações de fracasso.
Você é a primeira pessoa a quem precisa pedir perdão.
Se não tem um pingo de consideração por si e flexibilidade para se perdoar, como fazer isso com o outro?
Praticamente impossível.
Até perdoa, mas fica nesse perdão superficial do tipo "perdoo, mas não quero vê-lo na minha frente, nunca mais"!.
Isso é auto-engano, é querer enrolar a mente, empurrar a raiva contida para baixo do tapete e não lidar com a situação.
Também há muita gente que adora dizer que perdoa só para ser aplaudida, amada, querida, respeitada.
Espero que não seja o seu caso.
O perdão nada mais é do que desculpar a si (e ao outro) por uma falta cometida contra você.
"Ah, eu não me perdoo por ter feito aquilo"; "Ela me traiu, isso não é justo"; "Ela me xingou, não esperava"; "Não acredito que saí com ele de novo"; os motivos
são vários. Somos muito machucáveis.
Qualquer coisinha já fere, já dói.
Quando diz frase assim, nesse tom, está se posicionando como vítima, como coitada.
Eu, particularmente, acredito que atraímos todas as situações em nossas vidas, para nosso crescimento, fortalecimento, para sairmos do mesmo lugar e seguirmos em frente.
Às vezes a vida usa o outro para desafiar você.
O outro provoca, instiga.
Você, claro, vê como problema, como pedra no sapato, como acinte. Fica indignada.
Se quer saber, só o orgulhoso se ofende.
Quem está ligado com as forças inteligentes da vida, está bem centrado em seu espírito não está nem aí com nada disso.
Uma pessoa assim, quando leva uma desfeita, rebate na hora, ou não liga; se toma uma rasteira, reflecte e vê o porquê atraiu aquele caloteiro na vida dela; se é traída, das duas uma: ou dá um insight e pula fora, ou também não liga, não leva a sério; se é ofendida, dá risada.
Quer dizer, tudo depende da reacção de cada um.
Você pode responder aos estímulos da vida no dia a dia com drama, raiva, choramingos; ou pode viver sempre de bom humor, achando tudo engraçado, tirando preciosas lições de tudo que lhe acontece, meditando com profundidade sobre tudo.
Você é quem escolhe como quer viver.
Prefere ficar vivendo a exigir perdão dos outros, ou prefere viver na modéstia?
A vida é toda sua!
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 73027
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 61
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Acorde para a vida! - Marco Aurélio / Marcelo Cezar

Mensagem  Ave sem Ninho em Seg Jul 04, 2016 10:05 am

50 - Trajectória dos romances espíritas

Em uma sessão espírita, algum tempo atrás, discutíamos, eu e meus colegas, sobre o surgimento do primeiro romance espírita.
Afinal, o romance espírita é genuinamente brasileiro?
Se não, quando foi publicado o primeiro romance espírita no país?
E quando foi lançado o primeiro romance nacional?
Quando as obras de Kardec foram traduzidas para o português e em que ano?
Diante de tantas indagações, não teve outro jeito. Fomos pesquisar.
Segue, adiante, um panorama básico do Espiritismo.
Obviamente, muito sobre a história do Espiritismo foi omitido, porquanto o panorama foi traçado com o objectivo de dar enfoque aos romances na história do Espiritismo.
Interessante.
Veja a trajectória feita até o lançamento de meu primeiro romance, em 2000.
1848 - A curiosidade por assuntos ligados à vida após a morte chega ao Ocidente por conta do famoso caso das irmãs Fox - Estados Unidos.
1857 - O Livro dos Espíritos, de Allan Kardec (1804-1869), é lançado na França.
Alguns exemplares, traduzidos para o português por Alexandre Canu, sob o nome O Espiritismo são vendidos no Rio de Janeiro.
1862 - O Espiritismo na sua mais simples expressão - exposto sumário do ensino dos espíritos e das suas manifestações é lançado no Brasil.
1865 - Fundação do primeiro centro espírita no país - Grupo Familiar do Espiritismo, em Salvador, por Luís Olímpio Teles de Menezes (1828-1893).
1865 - Kardec faz referência a romances espíritas na Revista Espírita do mesmo ano (dez/1865).
1873 - Em 2 de agosto é fundado o primeiro centro espírita na cidade do Rio de Janeiro, o "Grupo Confucius", fundado pelo médico homeopata Sequeira Dias.
Dado interessante:
o nome do centro não tinha nada a ver com o célebre filósofo chinês; era um espírito de alto nível moral que se apresentava através de um médium em sessões na casa do doutor Sequeira Dias.
1875 - Lançados no Brasil a segunda edição de O Livro dos Espíritos, O Livro dos Médiuns, O Evangelho Segundo o Espiritismo, e O Céu e o Inferno, todos de Kardec.
Tradução de Joaquim Carlos Travassos (1839-1915), publicados pela Editora Garnier.
1884 - Fundação da Federação Espírita Brasileira - FEB.
1886 - Episódio da vida de Tibério - primeiro romance de -era Krijanowsky (tb. Wera Ivanovna Kiyzhanovskaia, 1861-1924) pelo espírito conde John Wilmot Rochester (1647-1680). Publicado primeiramente na França.
1889 - O médico Bezerra de Menezes (1831--1900) é eleito presidente da FEB.
O doutor Bezerra formata e alinha o estudo do Espiritismo em todos os centros, fortalecendo a doutrina no país.
1903 - O romance A vingança do judeu, do conde de Rochester, é publicado no Brasil, primeiramente, pela Editora Garnier.
1908 - O Caboclo das Sete Encruzilhadas comunica-se através do médium Zélio Fernandino de Moraes; surge a Umbanda no Brasil.
1912 - Publicação de Habilitação à assistência de sessões práticas de espiritismo por Anália Franco (1853-1919).
1917 - Primeiro romance genuinamente brasileiro.
Trata-se da novela Na sombra e na luz, de Zilda Gama (1878-1969), ditado à médium pelo espírito Victor Hugo.
1932 - Chico Xavier (1910-2002) se torna conhecido com o lançamento de Parnaso de além-túmulo.
Sete anos depois, publica seu primeiro romance, Há dois mil anos, ditado por Emmanuel.
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 73027
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 61
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Acorde para a vida! - Marco Aurélio / Marcelo Cezar

Mensagem  Ave sem Ninho em Seg Jul 04, 2016 10:06 am

1944 - Nosso lar, ditado por André Luiz a Chico Xavier, é publicado.
Trata-se do primeiro romance que descreve com detalhes o plano espiritual, cidades astrais, modo de vida dos espíritos etc.
1954 - Yvonne do Amaral Pereira (1900--1984) lança Memórias de um suicida, ditado por Camilo Castelo Branco e Léon Denis.
1958 - Zibia Gasparetto (1926-) publica seu primeiro romance, O amor venceu, ditado por Lucius.
1993 - Zibia Gasparetto se torna a autora número 1 de romances espíritas no país.
Suas vendas são estimadas em mais de 17 milhões de exemplares (2015).
1993 - Vera Lúcia Marinzeck de Carvalho publica Violetas na janela, um mega-sucesso.
1998 - Elisa Masselli faz sua estreia na literatura espírita com a publicação de Quando o passado não passa.
2000 - Mónica de Castro (1962-) publica seu primeiro romance, Uma história de ontem, ditado por Leonel.
2000 - Marcelo Cezar (1967-) lança seu primeiro romance, A vida sempre vence, ditado por Marco Aurélio.
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 73027
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 61
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Acorde para a vida! - Marco Aurélio / Marcelo Cezar

Mensagem  Ave sem Ninho em Ter Jul 05, 2016 9:37 am

51 - Guerra interior

Você acorda, faz suas preces, mentalizações, beija os santinhos, toca nos talismãs, lê um trecho da Bíblia, de O Evangelho Segundo o Espiritismo, tem pensamentos positivos e nada dá certo.
Batalhou por aquela vaga no escritório, fez tudo direitinho, se matou de tanto trabalhar para fazer bonito para o chefe e perdeu para aquela, justo aquela que passa o dia como se estivesse a passeio no serviço.
Ai que raiva!
Então, por que Deus ajuda essas pessoas e não você, que faz tudo certinho, é uma "boa" pessoa, mas sempre toma na cabeça?
Primeiro vamos por partes.
A sua amiga, por mais raiva que você sinta dela, é muito inteira, muito na dela, confia no taco dela, faz o que tem de fazer no trabalho com segurança, não puxa o saco, não fica fazendo tipo para o chefe, não tem medo de perder o emprego.
Para ela, a empresa precisa dela porque ela é talentosa, e não o contrário.
Daí ela ser promovida e benquista.
Você já é meio fraquinha na fé.
Porque, se fica pedindo muito, orando demais, fazendo muita mentalização etc., é sinal de que não acredita muito no seu taco.
Acredita mais nas forças exteriores do que nas interiores.
Acha que não vale tanto, que é uma coitadinha, sofredora, que está ralando muito nessa vida sofrida e que Deus tem que ajudar você porque tudo é muito difícil.
Afinal, você dá um duro danado e merece um tiquinho de felicidade.
Um pouquinho que seja.
Além do mais, você precisa do emprego, porque a situação do país está dificílima, e você não pode bobear porque senão pode ir para o olho da rua.
E imagina ficar sem emprego numa altura dessas?
Deus me livre!
Bate três vezes os dedos da mão em qualquer pedaço de madeira que encontrar.
Ficar desempregada nessa altura da vida?
Vai arrumar emprego de quê?
Com certeza, para ganhar bem menos, porque o mercado de trabalho está saturado.
Essa é, basicamente, a diferença entre você e sua amiga.
Ela é inteira; você é dividida.
Pessoas desanimadas, revoltadas, indignadas, geralmente, estão divididas.
É o tipo de pessoa que não gosta de si, que tem maus olhos para si, que tem baixa auto-estima, que se critica, que se menospreza, que diz "sim" quando na verdade está louca para gritar um sonoro
"não".
A inteira se expressa com liberdade, sem medo dos outros.
Você, porém, tem medo dos outros.
É aquela que está sempre perguntando:
"O que você acha"?; "O que vamos comer"?; "Qual vestido coloco"?.
Você vive com medo do que vão dizer, tem pavor de que façam comentários negativos a seu respeito, ofende-se com qualquer coisinha que digam sobre você.
Já aquela colega do escritório, quando escuta um comentário maledicente a respeito dela, sorri e dá de ombros.
Não está nem aí.
E ainda você vai lá e cutuca, maldosa:
- Mas estão falando mal de você!
Não quer saber?
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 73027
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 61
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Acorde para a vida! - Marco Aurélio / Marcelo Cezar

Mensagem  Ave sem Ninho em Ter Jul 05, 2016 9:38 am

- Não. Não importa o que os outros pensam ou digam de mim. O que vale é o que eu sinto por mim.
É o carinho, é o amor, é a consideração que tenho comigo.
Nossa!
Ela acaba com você, comigo, com todo mundo.
Já está pronta para, assim que morrer, ser mentora.
É gente assim que dá saltos grandiosos na vida, faz uma carreira de sucesso, se sobressai, vai bem em todas as áreas.
É o tipo de pessoa que valoriza muito o que sente, está muito ligada no feeling dela, segue a vida com coragem, não tem medo de nada.
Agora, quanto a você, pare de lamentar, pare de brigar consigo. Reaja!
E digo mais:
Deus, Força Inteligente, Santo, nada vai ajudar, porque a ajuda só vem quando você para com a guerra interior, faz as pazes consigo e daí a protecção vem e a ajuda também.
Não é para você ficar mal, depressiva, sentir-se culpada. Longe disso.
É para você tomar consciência, reflectir que, enquanto não parar de pegar no seu pé, enquanto continuar a ser chata com você e não parar com essa guerra interior, não reagir, seu coração não vai se acalmar.
Não quer ficar boa? Não quer ganhar promoção igual àquela amiga?
Mude. Agora.
Para melhor!
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 73027
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 61
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Acorde para a vida! - Marco Aurélio / Marcelo Cezar

Mensagem  Ave sem Ninho em Ter Jul 05, 2016 9:38 am

52 - Se ligue em você

Viver no planeta não é fácil.
É uma pressão lascada porque você não consegue seguir sua jornada sem se deixar influenciar pelos comentários dos outros.
Qualquer que seja e de toda sorte.
Somos muito vulneráveis, extremamente sensíveis aos comentários alheios.
O fulano importante faz um discurso na tevê.
Você absorve aquilo como verdade; vai ao consultório e também aceita tudo o que o médico diz; lê uma teoria e se entrega a ela como se fosse a mais absoluta verdade.
Dessa forma, ao longo do tempo, você vive cada vez mais fora da sua natureza, perde o contacto com seu mundo interior e fica desorientado na vida.
Com isso, perde a capacidade de seleccionar o que serve e o que não serve, o que é bom e o que não é bom para você.
Você sente o mundo perturbado, agressivo, violento e se torna uma pessoa perturbada, agressiva, violenta.
Fica perdido, transtornado.
Envolve-se totalmente na vida dos outros sem dar o mínimo de atenção para a sua:
"Tenho de ir à casa dela fazer uma visita"; "Preciso telefonar para minha tia"; "Minha amiga está com um problemão e tenho de resolver".
Você absorve o mundo do outro, a negatividade do outro, a aflição do outro sem perceber e, quando se dá conta, já está envolvido pelas doenças, ondas negativas, ondas de agressividade, vícios, tentações.
Vai se afundando a tal ponto que um dia acorda, em total apatia, depressivo, sem ao menos saber o porquê desse estado.
A vida pode ser boa.
Você pode ter boa saúde, prosperidade, amor, amizades, sucesso.
Mas precisa saber seleccionar os pensamentos, saber o que deve e o que não deve entrar na cabeça.
Porque todos estão na lei.
As leis dos homens podem ser falíveis e beneficiar alguns que acabam se safando, mas as leis divinas são infalíveis.
Não há um predilecto de Deus. Não existe.
Deus nos criou a todos com o mesmo amor e, na hora da ajuda, Ele estende a mão do mesmo jeito.
Ocorre que, se você burla a lei, perde a protecção divina. Deus não estende a mão.
O que fazer para não ferir as leis?
De imediato, precisa começar a praticar, digamos, o respeito interior.
Respeitar sua verdade, seu bem, ter amor e respeito por si.
Quer ser bem tratado? Aprenda a se tratar bem.
Quer ser respeitado?
Aprenda a se dar respeito.
Está na hora de perceber o quanto você se deixa levar pelos problemas dos outros, ou o quanto se mete na vida dos outros porque fica com pena e quer ajudar.
Cuidado!
Tem muita gente que se faz de vítima para sugar você, usar suas forças, fazer você ficar com peninha dela e bum!
Você pega toda - eu disse toda - a carga negativa, pesada, da pessoa; entra no carma dela, na vibração dela e vai se afastando dos anseios da sua alma.
Pode até comprometer a sua encarnação.
Não sabia? Mas é a pura verdade.
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 73027
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 61
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Acorde para a vida! - Marco Aurélio / Marcelo Cezar

Mensagem  Ave sem Ninho em Ter Jul 05, 2016 9:38 am

Antes de ajudar o outro, precisa ajudar você.
Para realizar-se como pessoa, precisa parar, seleccionar os pensamentos, as crenças.
Fazer aquela típica limpeza de armário de fim de ano, manja?
Ver o que não serve mais e manda embora, se livra daquilo.
Olhe para você com carinho.
Não deixe que pensamentos ruins sobre você o atormentem.
Jogue-os fora. Empurre-os para longe.
"Eu só fico com o que é bom.
Só aceito o bem em minha vida".
Não fique como esses acumuladores, como vemos em programas de tevê, guardando o que não serve, o que não presta, o que não faz bem para você.
Viu o estado emocional dessas pessoas, que vão acumulando coisas, trecos e cacarecos ao longo da vida?
Elas deixam de viver a própria vida, perdem o prazer, tornam-se fanáticas.
Você não merece isso.
Não merece viver sob a influência do mundo lá de fora, mas do seu mundo interior, porque Deus fala só neste mundo interior e você precisa escutar para poder sentir paz, honestidade consigo e, acima de tudo, recuperar a dignidade do seu espírito!
Então, não é uma bela vantagem se ligar no seu mundo interior?
Claro que é!
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 73027
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 61
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Acorde para a vida! - Marco Aurélio / Marcelo Cezar

Mensagem  Ave sem Ninho em Ter Jul 05, 2016 9:38 am

53 - Casamento

"Quero casar, com um lindo vestido, grinalda, um véu longuíssimo, festa, tudo a que tenho direito".
Tá, tudo bem. Perfeito.
Creio que hoje, mais que tudo, o casamento é uma cerimónia válida e interessantíssima.
No meu ponto de vista, claro.
Olha só: o casamento foi uma das grandes conquistas da civilização ocidental.
Fortaleceu a constituição familiar, a procriação, a propriedade, a legitimidade da herança etc.
Durante muitos séculos foi uma eficiente maneira de as famílias manterem seus títulos, suas terras, suas heranças por gerações a fio.
Até as primeiras décadas do século passado, as pessoas geralmente não se casavam por amor.
Não era como hoje.
Não havia essa liberdade de a mulher conhecer o homem, namorar, experimentar, ter intimidade e, se sentir mesmo atracção forte e ter sentimentos, poder naturalmente juntar os trapos, seja de maneira oficial ou não, seja com grandes eventos ou não.
Quando garoto, pelas histórias que escutava na minha família, meus bisavós não casaram por amor.
Casaram por necessidade, por quaisquer outros interesses, menos por amor.
Era natural.
O amor, como forma de unir duas pessoas pelo matrimónio, começou a tomar força depois da Segunda Guerra Mundial.
E, embora pouco mais de meio século tenha se passado, já está claro que aliança, lei, vestido, festa e buquê não garantem o casamento.
Já escrevi com propriedade sobre isso no meu romance O amor é para os fortes.
Creio que o sucesso do livro seja porque mostra claramente os enganos e tropeços que muitos cometem por conta das relações afectivas.
"Não existe relação perfeita, e sim relação possível".
Foi uma grande sacada do meu mentor, Marco Aurélio, afirmar isso.
Até porque quem casa e descasa é o coração, a alma.
O resto é fantasia, puro folclore.
Embora diante de toda a liberdade conquistada pela mulher até os dias de hoje, podendo escolher, experimentar e namorar à vontade, ainda há aquela que quer casar para "mostrar para as amigas que conseguiu", que "largou o trabalho ou mudou de profissão porque ele pediu", que depois do casamento "passa a usar outras roupas", ou "muda o comportamento", "deixa de ser espontânea", tudo para segurar um único homem.
Será que vale a pena?
Às vezes quer sair de casa, não aguenta os pais, a família, quer logo fazer um filho porque aí ele vai sossegar ao seu lado.
Criança, hoje, não segura homem.
Isso acabou.
Em 1950 uma criança segurava o casamento. Hoje, não.
Este texto não é para desencorajá-la, tampouco para fazer você perder a esperança.
Como disse no início, acho bonita a festa de casamento e tudo o que a envolve, a começar pelos preparativos até a cerimónia, desde que os noivos estejam verdadeiramente entregues um ao outro.
E agora a lei vale para as várias sexualidades.
Duas pessoas, independentemente da orientação sexual, podem se unir.
Todo mundo pode festejar, do jeito que quiser, como quiser.
É um avanço.
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 73027
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 61
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Acorde para a vida! - Marco Aurélio / Marcelo Cezar

Mensagem  Ave sem Ninho em Ter Jul 05, 2016 9:38 am

Mas voltando a você... só vá se unir a um homem se houver amizade, romance, carinho, respeito, tesão.
O tesão é muito importante porque mantém as glândulas do corpo astral activadas, em nível de excitamento que produzem vitalidade, dando condições de gerar vida.
Agora, concorda que não é qualquer um que vai produzir isso em você?
Para provocar essa alegria, esse contentamento todo em você, tem que ser um cara de confiança, pelo menos, que toque profundamente os seus sentimentos.
E, para isso, precisa namorar.
As pessoas perderam essa coisa boa do namoro.
Mas o homem quer sexo, quer ir pra cama, você rebate.
É. Faz parte da natureza do homem.
Ele foi criado para preservar a raça humana, ser o chefe da família, o provedor.
É da natureza dele esse despertar do interesse sexual.
Simples assim.
E você não pode também querer ficar fazendo a bonitinha dependente.
Homem não gosta de mulher falsa.
E nem de entrona, que banca a gostosona.
Deixe de fazer tipo.
Aja com naturalidade.
Seja você mesma.
Com a sua graça, o seu jeito.
Porque você é única, não tem outra igual.
Sei que é difícil entender, porquanto nossa sociedade nos obriga à comparação, mas, se quer mesmo ser feliz e encontrar seu amor, não se compare a mulher que seja.
Alguém vai se interessar por você pelo que você é e não pelo que você pretende ser.
Se for para ser desse jeito, então dou a maior força.
Case. Faça festa.
E me mande uns bem-casados.
Adoro esses docinhos.
Que delícia!
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 73027
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 61
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Acorde para a vida! - Marco Aurélio / Marcelo Cezar

Mensagem  Ave sem Ninho em Ter Jul 05, 2016 9:39 am

54 - Facilidades da vida

Sua vida anda muito complicada?
Tudo anda enrolado, arrastado, tipo parece que vai dar certo e, na hora H, dá tudo errado?
Acha que sua vida é difícil, ou conseguir as coisas na vida e até viver seja uma tarefa dificílima?
Sei. Então você é uma pessoa difícil.
Deve lutar muito para conseguir as coisas, deve ter muitos empecilhos no seu caminho.
Acredita que o povo tem muita inveja de você e bota muito olho gordo, atrapalhando seus projectos, seu trabalho, seus sonhos.
Não é bem assim.
É que você se perde tanto querendo dar atenção aos outros e, por consequência, querendo carinho e consideração dos outros, que se coloca numa postura de vítima e fica ali, no cantinho, amuada, sentindo-se a mais frágil das criaturas, sem tomar consciência do seu poder de realização.
É. Porque fomos dotados de um incrível poder realizador.
Nunca ouviu a frase já batida:
"O universo conspira a seu favor"?.
Pois é.
O universo conspira mesmo, todinho a seu favor, porque as forças divinas só podem se realizar através de você.
Não tem jeito.
Nada vem de lá de cima, nada cai do céu, excepto chuva, algumas espécies voadoras, asteróides etc.
Poder e milagre não caem.
Você é uma porta de realização do inconsciente.
Precisa ter consciência dessa força e começar a repensar suas atitudes e crenças.
Elas não devem ser muito positivas.
Ao contrário, devem ser meio caídas, negativas, cheias de pensamentos nada animadores acerca de si mesma ou sobre o seu futuro.
As crenças têm o poder de moldar a nossa realidade e podem nos levar para um caminho de vida próspera e mais feliz, ou tortuoso e infeliz, calcado em posturas ligadas numa ilusão de quem você é de verdade.
Primeiro de tudo: compreenda que tudo é bem mais fácil do que parece.
O drama e o medo precisam ser deixados de lado.
Tem gente que tem sucesso, ganha bem, está feliz.
"Ah, mas nasceu assim". Não é bem assim.
Tem gente que nasceu sentada no dinheiro e está aí, numa miséria de fazer gosto.
Nascer ou não com dinheiro não vai determinar se você terá ou não uma vida boa.
Tudo depende da sua cabeça.
Em vez de ficar grudado no outro, pensando no outro, olhando o sucesso do outro, incomodada com a alegria da colega, não acha melhor procurar examinar dentro de você mesma e tentar encontrar onde está dificultando as coisas para o seu lado? Onde você está colocando os empecilhos que emperram sua felicidade?
Às vezes, você pode estar forçando a barra, indo para um caminho que não é o seu.
Pode estar seguindo um rumo porque "os pais quiseram", "porque os amigos sugeriram", "porque o namorado/ marido achou mais lucrativo".
Tome cuidado com esses conselhos de que seguir esse ou aquele caminho não vale a pena porque não vai fazer você "ganhar muito".
Muito o quê? O que é muito?
Cada um tem um valor que considera necessário para suas despesas, para levar sua vida.
Além do mais, não tem dinheiro nenhum do mundo que pague pela satisfação de trabalhar naquilo que você gosta, tem afinidade.
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 73027
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 61
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Acorde para a vida! - Marco Aurélio / Marcelo Cezar

Mensagem  Ave sem Ninho em Ter Jul 05, 2016 9:39 am

Por isso, peça à Vida, a Deus, às forças inteligentes que ajudem você nessa busca.
Que você possa receber esclarecimento, orientação, sugestão, seja por meio de um livro, de um curso, de uma amiga, de uma revista, enfim, que você possa ser tocada e começar a usar, de facto, o seu poder de realização e transformar positivamente a sua vida, mudando-a para melhor.
Entenda que, se você melhorar, eu também melhoro, o outro também melhora, e o mundo fica melhor.
É uma corrente, pois estamos todos ligados.
A felicidade de um toca o outro e assim por diante.
A sua felicidade é a felicidade de outros também, tenha certeza disso.
Todo mundo neste planeta precisa do sucesso, da realização, do bem-estar do outro dentro da nossa sociedade.
Está tudo ligado.
Em vez de ficar pensando nas dificuldades da vida, pare com as lamentações e vá ao encontro do que deseja, do que gosta, do que a faz feliz.
Abra sua mente para uma nova ideia de sucesso, de dinheiro, de progresso, de realização.
Compreenda, de uma vez por todas, que, se está enfrentando uma dificuldade, é porque você mesma a criou.
E use e abuse de Deus para ajudá-la a ter uma vida mais próspera e feliz.
Sem dó nem piedade.
Ele vai adorar fazer esse serviço para você.
Experimente!
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 73027
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 61
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Acorde para a vida! - Marco Aurélio / Marcelo Cezar

Mensagem  Ave sem Ninho em Ter Jul 05, 2016 9:39 am

55 - Fim de ano

Quando o fim do ano se aproxima, várias emoções tomam conta da gente.
Há uma sensação de que logo um novo ciclo vai começar e daí tudo, absolutamente tudo o que ficou de lado neste ano será realizado no ano que virá.
De modo geral, o fim de ano, de certa forma, não teria muito significado, partindo do pressuposto de que podemos mudar e nos refazer a cada instante, a cada momento.
Contudo, temos uma cabeça e, para nos organizarmos de maneira disciplinada, somos guiados pelo tempo.
O tempo é essencial para nos dar a consciência de que tudo pode ser refeito, de maneira ordenada.
E sinto que fim de ano tem muito disso: repensar, rever, reordenar.
É o fim de mais um ciclo.
É o momento oportuno de reciclar emoções, sentimentos, avaliar o que você conseguiu de bom no ano que termina.
Às vezes coisas não muito boas aconteceram e você não vê a hora de riscar o ano do calendário.
É compreensível.
No entanto, ainda há muito o que fazer.
Por isso...
O que passou, passou.
Seja o rompimento de um relacionamento, a perda de alguém que ama (verbo no presente, porque continuamos amando as pessoas queridas que morreram),
a perda de emprego, uma instabilidade passageira.
Deixe tudo isso para trás, porque já se foi e não tem como mudar.
Cultive o bem, abrace seus ideais, dedique-se a transformar seus sonhos em realidade.
Firme o propósito de, no ano que vai se iniciar, cuidar de seu corpo, de sua mente, de sua saúde, de seu espírito.
Dê-se um tempo para ficar só com você, arrumar armários, desfazer-se do que não usa mais.
Desapegar-se das coisas faz bem e abre espaço para o novo, para que coisas melhores entrem na sua vida.
Acredite na sua capacidade de inovar, mudar, crescer e alcançar a felicidade.
Neste novo ano, todas as chances de sucesso estão à sua disposição.
Afinal, ser feliz é mudar, sempre, para o melhor.
E o melhor existe para quem acredita que merece!
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 73027
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 61
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Acorde para a vida! - Marco Aurélio / Marcelo Cezar

Mensagem  Ave sem Ninho em Ter Jul 05, 2016 9:39 am

Mensagem aos leitores

Há quase quarenta anos tive contacto com o Espiritismo, e a minha vida se transformou positivamente, pois me encontrei diante da eternidade do espírito e da grandeza da vida.
Os livros que escrevi, por mim ou psicografados, enriqueceram-me com valores e sei que muitos leitores despertaram para a espiritualidade por meio desses romances.
Por intermédio dos livros, eu e você construímos automaticamente um grande elo, invisível aos olhos humanos, mas forte e poderoso aos olhos espirituais.
Mesmo distantes fisicamente, estamos ligados por esses laços que fortalecem nossos espíritos, unidos no mesmo objectivo de progresso e de estar ligados ao bem, sempre!
Espero que, ao ler minhas histórias, você possa conscientizar-se do seu grau de responsabilidade diante da vida e accionar a chave interior para viver melhor consigo
e com os outros, tornando nosso mundo um lugar bem mais interessante e prazeroso de se viver.
Eu e meus amigos espirituais desejamos que você continue trilhando o seu caminho do bem e a sua vida seja cada vez mais repleta de felicidade, sucesso e paz.
Gostaria muito que me escrevesse para contar os sentimentos que meus livros despertaram em você.
Devido à grande quantidade que recebo, não consigo responder a todos, mas garanto que leio, pessoalmente, cada e-mail.
Mesmo sem lhe enviar a resposta, fique sabendo que eu e meu mentor lemos e vibramos positivamente por você!
Acesse o meu site: www.marcelocezar.com.br e clique no canto superior direito na aba
"contacto". Você será direccionada(o) a uma página na qual poderá deixar sua mensagem
e enviá-la por e-mail, directamente para mim.
Você também pode me encontrar no Facebook: www.facebook.com/marcelocezar.escritor.
Aguardo, com carinho, o seu contacto.
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 73027
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 61
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Acorde para a vida! - Marco Aurélio / Marcelo Cezar

Mensagem  Ave sem Ninho em Qua Jul 06, 2016 9:31 am

Grandes sucessos de Zibia Gasparetto
Com 17 milhões de títulos vendidos, a autora tem contribuído para o fortalecimento da literatura espiritualista no mercado editorial e para a popularização da espiritualidade.
Conheça os sucessos da escritora.
Romances pelo espírito Lucius
A verdade de cada um (nova edição)
A vida sabe o que faz
Entre o amor e a guerra
Esmeralda (nova edição)
Espinhos do tempo
Laços eternos
Nada é por acaso
Ninguém é de ninguém
O advogado de Deus
O amanhã a Deus pertence
O amor venceu
O encontro inesperado
O fio do destino (nova edição)
O poder da escolha
O matuto
O morro das ilusões
Onde está Teresa?
Pelas portas do coração (nova edição)
Quando a vida escolhe (nova edição)
Quando chega a hora
Quando é preciso voltar (nova edição)
Se abrindo pra vida
Sem medo de viver
Só o amor consegue
Somos todos inocentes
Tudo tem seu preço
Tudo valeu a pena
Um amor de verdade
Vencendo o passado

Crónicas
A hora é agora!
Bate-papo com o Além Contos do dia a dia
Pare de sofrer
Pedaços do quotidiano
O mundo em que eu vivo - O repórter do outro mundo
Voltas que a vida dá (nova edição)

Colecção - Zibia Gasparetto no lealro
Esmeralda
O advogado de Deus
Laços eternos
O amor venceu
Ninguém é de ninguém
O matuto
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 73027
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 61
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Acorde para a vida! - Marco Aurélio / Marcelo Cezar

Mensagem  Ave sem Ninho em Qua Jul 06, 2016 9:32 am

Outras categorias
Conversando Contigo!
Eles continuam entre nós - vol. 1
Eles continuam entre nós - vol. 2
Eu comigo!
Momentos de inspiração
Pensamentos - vol. 1
Pensamentos - vol. 2

Recados de Zibia Gasparetto
Reflexões diárias
Conheça os Romances da Editora Vida C Consciência

Marcelo Cezar pelo espírito Marco Aurélio
A última chance
A vida sempre vence
Coragem para viver
Ela só queria casar...
Medo de amar
Nada é como parece
Nunca estamos sós
O amor é para os fortes
O preço da paz
O próximo passo
O que importa é o amor
Para sempre comigo
Só Deus sabe
Treze almas
Um sopro de ternura
Você faz o amanhã

Amadeu Ribeiro
A visita da verdade
Juntos na eternidade
O amor não tem limites
O amor nunca diz adeus
Reencontros

Ana Cristina Vargas pelos espíritos Layla e José António
A morte é uma farsa
Em busca de uma nova vida
Em tempos de liberdade
Encontrando a paz Intensa como o mar
O bispo (nova edição)
O quarto crescente (nova edição)
Sinfonia da alma

Eduardo França
A escolha
A força do perdão
Enfim, a felicidade
Vestindo a verdade
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 73027
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 61
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Acorde para a vida! - Marco Aurélio / Marcelo Cezar

Mensagem  Ave sem Ninho em Qua Jul 06, 2016 9:32 am

* Galcia pelo espírito Moacyr
O que faço de mim?
Sem medo do amanhã

* Sérgio Chímoulpelo espírito Anele
Apesar de parecer...
Ele não está só
Ecos do passado
Lado a lado
Os protegidos

Flávio Lopes pelo espírito Emanuel
A vida em duas cores
Uma outra história de amor

Guvunize lulhino pelos espíritos Ferdinando e Bernard
O símbolo da vida
Leonardo Rásim
Luzes do passado Celeste - no caminho da verdade

Rose Elizobelh Mello
Desafiando o destino
Verdadeiros Laços

Lúcio Moriqi
O cientista de hoje

Evaldo Ribeiro
Eu creio em mim
O amor abre todas as portas

Carlos Henrique de Oliveira
Ninguém foge da vida

André Ariel Filho
Surpresas da vida Em um mar de emoções

Maura de Albanesi pelo espírito Joseph
O guardião do sétimo portal

§.§.§- Ave sem Ninho
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 73027
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 61
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Acorde para a vida! - Marco Aurélio / Marcelo Cezar

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 4 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum