EM BUSCA DO AMANHÃ / Elisa Masselli

Página 8 de 11 Anterior  1, 2, 3 ... 7, 8, 9, 10, 11  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: EM BUSCA DO AMANHÃ / Elisa Masselli

Mensagem  Ave sem Ninho em Ter Maio 23, 2017 7:21 pm

O ENCONTRO
Marcos e Raquel não conversaram mais sobre Yara.
Ela queria muito que aquele casamento se realizasse, mas conhecia o filho e sabia que ele nunca se deixaria dominar pela pressão.
Resolveu esperar o momento oportuno para voltar ao assunto.
O dia do aniversário de José Carlos chegou.
Após vestir um terno azul-marinho, uma camisa rosa - clara, e de se olhar no espelho pela quarta vez, Marcos saiu do quarto e foi para a sala, onde Raquel e Lia conversavam.
Entrou e, ainda da porta, perguntou:
- Como estou? Sei que muito bem! - disse rindo.
Lia e Raquel levantaram-se.
Lia disse, entusiasmada:
- Você está lindo, Marcos!
- Está mesmo, meu filho, mas não sei por que você está tão surpresa, Lia?
Ele sempre foi bonito, parece com o pai!
- É verdade, Raquel.
Francisco era um homem muito bonito.
- Seu irmão também vai à festa?
- Não, mamãe.
Embora José Carlos tenha convidado, Moacir, desde que se casou, não faz mais parte da nossa turma.
Não entendo como ele se casou com Joice, aquela pedante...
- Não fale assim, Marcos.
Ela é uma boa moça, de uma boa família.
- Pode ser de uma boa família, mas não deixa de ser pedante.
Não sei o que Moacir viu nela.
Nunca pensei que se casaria com uma moça como aquela.
Logo ele que é tão responsável!
Será que ele não vê como ela gosta de dinheiro!
Ela vai levá-lo à falência!
- Você está exagerando!
Ele gosta dela e, quando isso acontecer com você, vai entender.
- Nem pense isso, dona Lia!
Nunca vou me apaixonar por mulher alguma!
Lia olhou para Raquel e, rindo, disse:
- Vai sim. Todos, um dia, se apaixonam.
- Só quando eu for bem velho!
Antes disso, tenho muitas moças para conhecer!
Não quero me prender a ninguém!
Beijou-as e, fazendo uma espécie de continência, sorrindo, saiu.
Assim que saiu, Raquel disse:
- Ele é mesmo muito bonito, Lia...
- É sim, Raquel, por isso que namora tantas moças de uma só vez.
- Isso me preocupa...
- Preocupa, por que, Raquel?
- Ele já está com vinte e oito anos.
Está passando da hora de se casar.
- Ora, Raquel, deixe o menino!
Você é a primeira mãe que conheço que quer que os filhos se casem!
Nunca vi isso!
- Sabe que o casamento dele com Yara é importante para a empresa.
- Pode ser para a empresa, mas não é para Marcos.
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 74080
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 61
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: EM BUSCA DO AMANHÃ / Elisa Masselli

Mensagem  Ave sem Ninho em Ter Maio 23, 2017 7:21 pm

Deixe o menino viver a vida!
- Eu não entendo como um irmão pode ser tão diferente do outro.
Enquanto Marcos é assim, folgadão e brincalhão, Moacir é sério e concentrado no trabalho e já está casado.
- É verdade, mas não se esqueça de que ele é mais velho do que Marcos.
- Tem razão, mas, mesmo assim, ele sempre foi muito responsável.
- Marcos não suporta a Joice.
Ele diz que ela só anda com roupas caras e que gasta mais do que tem.
- Já notei isso, Lia, mas tudo isso vai passar.
Ela vai entender que não pode continuar assim.
- Tomara que isso seja verdade, Raquel.
Raquel ia dizer algo, quando uma das empregadas entrou na sala.
- Com licença, dona Lia, parece que o senhor Norberto não está bem.
Lia e Raquel levantaram-se e, apressadas, foram para o quarto.
Assim que entraram, correram para junto da cama onde Norberto estava.
Lia se ajoelhou e, olhando para o rosto dele, desesperada, gritou:
- Ele não está bem mesmo, Raquel!
O que vamos fazer?
- Acalme-se, Lia.
Ele já teve essas crises outras vezes.
Vamos levá-lo ao hospital.
Marcos saiu com o carro e o seu está na oficina. Como vamos fazer?
- Vou telefonar para o hospital e pedir que mandem uma ambulância.
- Vai ficar muito caro, Raquel!
- Graças a Deus temos dinheiro para isso, Lia.
No final das contas é só dinheiro!
Fique aqui com ele, vou até a sala e já volto.
Raquel saiu e voltou em seguida.
- A ambulância já está vindo.
Lia não conseguia parar de chorar.
Raquel permaneceu ao seu lado até que a ambulância chegou.
Rapidamente, Norberto foi colocado nela e levado para o hospital.
Após um exame, o médico internou-o.
Diferente do tempo de Francisco, agora, Raquel podia pagar, por isso, ele foi colocado em um quarto particular e elas puderam ficar ao lado dele.
Raquel disse:
- Não chore mais, Lia.
Ele vai ficar bem.
- Não vai, não, Raquel!
Ele, dessa vez, não está bem.
Nem me ouve mais...
- Parece que não a está ouvindo, Lia, mas olhe, ele está olhando para frente e sorrindo!
- Será que ele está nos ouvindo, Raquel?
- Não sei, Lia.
Norberto, olhando para frente, sorrindo, disse:
- Mãe, pai, José?
Lia olhou para Raquel e, assustada, perguntou:
- Ele está vendo seus pais e seu irmão que morreram Raquel?
- Não sei, Lia, mas parece que sim...
- Será?
Elas não podiam ver, mas Norberto, efectivamente, estava vendo seu pai, sua mãe e seu irmão.
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 74080
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 61
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: EM BUSCA DO AMANHÃ / Elisa Masselli

Mensagem  Ave sem Ninho em Ter Maio 23, 2017 7:22 pm

Sua mãe, sorrindo, disse:
- Está na hora, meu filho, e estamos aqui para acompanhar você.
Não tenha medo, tudo vai ficar bem.
- Sua mãe tem razão, meu filho.
Você vai ficar bem e todas essas dores que sente vão desaparecer.
Lágrimas surgiram em seus olhos.
- Não vou mais sentir dor, pai?
- Não, meu filho.
Seu tempo aqui na Terra está terminando e você está voltando vitorioso.
Desta vez, conseguiu cumprir quase tudo o que havia prometido.
- Ainda não posso ir...
- Por que não?
- Como vai ficar Lia?
Vivemos tanto tempo juntos.
Ela vai sofrer muito...
- Vai sofrer, sim, mas o tempo se encarregará para que essa dor fique cada vez mais distante.
Ela ainda vai ficar um pouco mais, mas, como acontece com todos, logo estará ao seu lado.
Você, agora, tem um novo caminho para seguir e nós estaremos ao seu lado.
Agora, você precisa dormir.
Durma meu filho.
Ele abriu os olhos, olhou para Lia e sua respiração parou.
Seus pais pegaram o espírito adormecido e o levaram embora.
Lia e Raquel perceberam que ele acabara de morrer.
Lia começou a chorar.
Raquel, abraçando-a, disse:
- Terminou, Lia.
O sofrimento dele terminou...
- Sei que o sofrimento terminou, mas é triste, Raquel.
Como vou viver sem ele?
- Da mesma maneira que eu continuei, Lia.
Como dona Catarina me disse naquele dia, ele, apenas, está indo na sua frente.
Assim como você fez comigo, vou ficar ao seu lado.
Embora você não seja minha irmã, eu a considero como se fosse.
Sabe o quanto eu e meus filhos gostamos de você.
Não está e nunca ficará sozinha.
Estaremos sempre ao seu lado.
Lia ouviu o que ela disse, mas não conseguiu parar de chorar.
Depois, olhou para Norberto e disse:
- Parece que ele está dormindo, Raquel...
- É verdade, Lia.
Agora, a dor passou.
Precisamos ir.
Temos de avisar os meninos e Martin.
- Não, Raquel.
Vamos deixar para mais tarde.
Moacir telefonou dizendo que ia ao teatro com Joice e Marcos estava tão animado com a festa.
Vamos para casa e vamos esperar que Marcos volte.
Mais tarde, avisaremos Moacir.
- Tem razão, Lia.
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 74080
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 61
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: EM BUSCA DO AMANHÃ / Elisa Masselli

Mensagem  Ave sem Ninho em Ter Maio 23, 2017 7:22 pm

Podemos esperar que Marcos volte para casa, mas acho que precisamos chamar o Martin.
Ele é mais experiente.
- Vamos fazer isso.
Lia olhou mais uma vez para Norberto, beijou sua testa e, abraçada por Raquel, saiu.
Conversaram com o médico que as encaminhou até a recepção do hospital.
Ali, depois de esperarem um pouco, pegaram o atestado de óbito e as instruções de como deveriam agir.
Raquel pagou a conta e foram para casa.
Em casa, telefonaram para Martin.
Lia, por mais que quisesse, não conseguia parar de chorar.
- Foram tantos anos juntos, Raquel.
Como vai ser a minha vida sem ele?
Por que a morte existe?
Já que existe, acho que as pessoas que se amam deveriam morrer todas juntas e no mesmo dia.
Só assim um não ficaria sofrendo tanto pela falta do outro.
- É verdade, Lia, mas como vamos saber os mistérios da vida e da morte.
Hoje, enquanto Norberto partiu, garanto que muitas crianças estão nascendo e, assim, a vida vai continuar.
O mundo vai evoluir e cada um deixará um pouco de si, uma história...
Enquanto isso, Marcos, na festa, conversava com algumas moças junto a uma mesa de salgados que estava em um dos cantos de uma sala enorme.
Entre as moças que o rodeavam, estava Yara, que disse:
- A festa está boa, não é, Marcos.
- Está sim e esses salgados estão uma delícia!
- Você diz isso, porque ainda não foi até a mesa dos doces.
Eles, sim, é que estão maravilhosos!
- Mais tarde vou até lá.
- Como está sua mãe?
- Está bem. Hoje está em casa com a dona Lia.
O seu Norberto não está bem.
- Ele tem sofrido muito...
- Tem sim e não acho justo.
Foi sempre um homem tão bom.
Foi o pai que não tive.
Ele não merecia sofrer tanto.
É difícil vê-lo sofrendo daquela maneira sem poder fazer nada.
Não entendo por que a vida é assim, Yara.
- Nem eu, Marcos, mas, como você disse, não há o que se fazer.
Só mesmo esperar a vontade de Deus.
- Não me fale em Deus, Yara!
Como sua vontade pode ser a de ver alguém sofrendo como o que está acontecendo com seu Norberto?
Percebendo que ele estava alterado, ela disse:
- Acho que você tem razão, mas vamos mudar de assunto?
Hoje é dia de festa, precisamos festejar!
Depois que terminar de comer, vamos dançar?
- Vamos, sim.
As outras moças também ficaram conversando.
Todas tentando chamar a atenção de Marcos, mas ele não se interessou por nenhuma delas.
Na realidade, dava a mesma atenção para todas, igualmente.
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 74080
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 61
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: EM BUSCA DO AMANHÃ / Elisa Masselli

Mensagem  Ave sem Ninho em Ter Maio 23, 2017 7:22 pm

Quando terminou de comer, disse:
- Agora vamos dançar?
Quem vai ser a primeira?
Yara, sorrindo, respondeu:
- Eu, Marcos.
- Está bem.
Você vai ser a primeira, mas não se esqueça de que vou dançar com todas.
Não vim até aqui para ficar somente com uma!
Quero a todas!
Elas, que já o conheciam, sorriram.
Ele, pegando a mão de Yara para conduzi-la até o centro da sala, onde as pessoas estavam dançando, voltou-se rapidamente e deu de encontro com uma moça que carregava uma bandeja com copos que continham cervejas e refrigerantes.
O encontro foi tão forte que os copos caíram sobre ele, molhando todo seu paletó e camisa.
Desnorteada, a moça quase chorou:
- Desculpe moço, não pensei que fosse se virar...
Yara, procurando secar o paletó dele com um guardanapo, gritou:
- Você é uma irresponsável!
Não olha por onde anda!
- Desculpe...
- Agora não adianta pedir desculpas!
Como ele vai ficar molhado dessa maneira?
- Acalme-se, Yara.
Não é para tanto.
Foi um acidente, não foi, moça?
Ela levantou os olhos que se encontraram com os dele.
Um arrepio percorreu o corpo dos dois.
Marcos ficou algum tempo olhando para aqueles olhos que parecia conhecer.
Ela, desajeitada, abaixou os seus.
Yara, sem perceber o que estava acontecendo, disse, quase gritando:
- Isso é imperdoável!
- Já disse para se acalmar, Yara!
Não é para tanto!
Moça pode me levar a algum lugar para que eu possa me secar?
- Só se for à cozinha.
Há toalhas e panos de prato.
Mesmo assim, acho que não vai conseguir se secar.
Molhou muito...
- Sei disso, mas, pelo menos me secarei um pouco.
Pode me acompanhar?
- Eu vou com você, Marcos.
- Não precisa Yara.
Vou, me seco e volto imediatamente.
- Eu vou, Marcos.
Ele, nervoso, disse:
- Já disse que não precisa Yara!
Vou com a moça e você vá dançar com alguém!
Yara, raivosa, mas não querendo contrariá-lo, obedeceu.
Ele, acompanhado por aquela moça que o havia impressionado tanto, foi para a cozinha.
Assim que entrou, encontrou Lena, a cozinheira da casa.
Ao vê-lo com a roupa molhada e manchada, curiosa, perguntou:
- O que aconteceu com suas roupas, Marcos?
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 74080
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 61
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: EM BUSCA DO AMANHÃ / Elisa Masselli

Mensagem  Ave sem Ninho em Qua Maio 24, 2017 8:55 pm

Quem respondeu foi a moça:
- Fui eu quem derramou uma bandeja com copos sobre ele...
- Como foi fazer uma coisa dessa, Marília?
Logo hoje, no seu primeiro dia de trabalho!
Marcos interferiu:
- Ela não teve culpa, Lena.
Eu me voltei rápido, ela não teve como desviar.
Lena, parecendo não ouvir o que ele dizia, continuou falando:
- Sei que não está acostumada, mas precisa prestar mais atenção minha filha.
- Não tive como evitar, mãe...
- Mãe? Ela é sua filha, Lena?
Conheço você desde que era menino e nunca ouvi falar que você tivesse uma filha!
- É minha filha, sim, Marcos.
Quando o pai dela morreu, ela só tinha cinco anos.
A cidade em que eu morava era muito pobre.
Não tinha trabalho.
Minha tia, que trabalhava aqui, ficou doente e perguntou se eu não queria ocupar o seu lugar.
Sabendo que, com o dinheiro que eu ia ganhar aqui, poderia dar uma vida melhor para minha filha, vim embora e ela ficasse com minha mãe.
Agora que minha mãe morreu e ela já está com dezoito anos, veio para cá e vai trabalhar aqui por algum tempo, até conseguir coisa melhor.
Ela é estudada, não é burra como eu.
Marcos olhou para a moça que o olhava.
- Ela é muito bonita, Lena...
- É, sim, mas não pense que vai brincar com ela.
Conheço você, sei o que faz com todas as moças...
Ele, rindo, disse:
- Nem pense nisso.
Ela é diferente...
Novamente os olhos se encontraram e novamente os corações bateram forte.
Lena, percebendo algo, disse:
- Marília, vá servir mais bebidas.
Ela, desajeitada, pegou alguns copos, colocou sobre a bandeja e saiu.
Ele a acompanhou com os olhos.
Lena, após Marília sair, pegou um pano de pratos, molhou e, enquanto limpava o paletó e a camisa dele, disse:
- Ela não é diferente coisa nenhuma, Marcos!
É uma moça como outra qualquer e não é do seu meio.
É honesta, mas pobre.
Não brinque com ela.
- Não se preocupe com isso, Lena.
Pode dizer que ela não é diferente, mas eu digo o contrário.
Ela é, sim, diferente de todas as moças que conheci até aqui.
- Pode parar Marcos!
Ela não é do seu meio.
É honesta, mas pobre.
Fique longe dela!
Ele, rindo novamente, disse:
- Vou tentar Lena.
Prometo que vou tentar...
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 74080
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 61
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: EM BUSCA DO AMANHÃ / Elisa Masselli

Mensagem  Ave sem Ninho em Qua Maio 24, 2017 8:56 pm

Ela, após terminar de limpar, disse:
- Foi o que deu para fazer.
Não ficou muito bom, mas deu para disfarçar.
- Está óptimo, Lena.
Também já são quase dez horas.
A festa está terminando.
- É verdade.
Aproveite para se divertir um pouco mais.
Ele, rindo, saiu da cozinha.
Entrou na sala.
As pessoas continuavam dançando, conversando, bebendo e comendo.
Com os olhos, procurou por Marília, que servia a todos.
Yara se aproximou:
- Conseguiu limpar?
- Mais ou menos, mas está bom.
Também, a festa já está terminado.
- Você vai me levar para casa?
Ainda com os olhos em Marília, ele respondeu:
- Como foi que você veio?
- Com um táxi, mas há esta hora é difícil conseguir um.
Você sempre me leva de volta, por isso não me preocupei.
- Está bem, eu levo você.
Marília continuou servindo, mas, mesmo não querendo, não conseguia evitar que seus olhos procurassem por ele.
Ficaram assim pelo resto da noite.
Quando todos começaram a se despedir, Marcos se aproximou dela:
- Boa noite, Marília.
Seja bem-vinda.
Fiquei feliz em conhecê-la espero poder vê-la outras vezes.
Ela pegou a mão que ele lhe oferecia e, olhando em seus olhos, sorriu:
- Obrigada. Boa noite.
O contacto das mãos fez com que os dois estremecessem.
Rapidamente, ela retirou a mão e se afastou.
Ele, sorrindo, acompanhou-a com os olhos.
Yara, sem que ele imaginasse, seguia todos os seus movimentos.
Assim que Marília se afastou, ela se aproximou de Marcos.
- Vamos embora, Marcos?
Ele, ainda olhando em direcção à Marília, respondeu:
- Vamos, Yara.
Despediram-se de todos, saíram e entraram no carro.
Enquanto ele dirigia em silêncio, ela, tentando disfarçar o nervosismo, perguntou.
- Quem é aquela moça, Marcos?
- Que moça, Yara?
- Aquela serviçal, Marcos.
- Por que está falando assim a seu respeito?
- Porque ela é uma serviçal, além de negra!
- Que preconceito é esse, Yara?
Ela, não conseguindo esconder seu ciúme e nervosismo, respondeu:
- Não é preconceito, é uma realidade!
Ela é uma serviçal e negra!
- Tem razão, mas também é filha da Lena que conhecemos desde que éramos crianças.
Ela veio morar e trabalhar com a mãe.
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 74080
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 61
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: EM BUSCA DO AMANHÃ / Elisa Masselli

Mensagem  Ave sem Ninho em Qua Maio 24, 2017 8:56 pm

Só não entendo o motivo da sua preocupação.
Percebendo que ele estava nervoso, ela, procurando se controlar, disse:
- Não estou preocupada, só achei que ela é uma desastrada!
Não viu o que fez com sua roupa?
- Foi um acidente, Yara, e também tive minha parcela de culpa.
- Você não teve culpa, era ela quem devia ter prestado atenção.
Ele ficou calado.
O carro chegou a frente à casa de Yara.
Marcos parou o carro, desceu, deu a volta e abriu a porta para que ela saísse.
- Não quer entrar um pouco?
- Não, já está tarde. Boa noite, Yara.
Ela, percebendo que ele estava nervoso, resolveu não insistir.
- Boa noite, Marcos.
Ele deu a volta, entrou no carro, ligou e saiu.
Chegou a casa, desceu do carro e abriu o portão.
Voltou ao carro e, assim que entrou, viu que o carro de Martin estava ali.
Preocupado, estacionou o carro e entrou apressado.
Assim que entrou, viu Lia, Raquel e Martin conversando.
Preocupado, perguntou:
- O que aconteceu para estarem acordados há esta hora?
Lia, chorando, levantou-se e abraçou-se a ele:
- Norberto morreu.
Marcos abraçou-a e perguntou:
- Como? Onde ele está?
- Hoje à noite, assim que você saiu Marcos, ele passou mal, levamos para o hospital, mas ele não resistiu, morreu. Está lá.
- Porque não me chamou?
Sabiam onde eu estava!
- Sabíamos que estava bem e que logo chegaria a casa.
Martin está aqui e vai nos ajudar com a papelada.
Só então Marcos se lembrou que Martin estava ali.
- Boa noite, Marcos.
- Boa noite, Martin.
O que vamos fazer?
- Já peguei os papéis que o hospital deu, com eles, vamos providenciar o sepultamento.
Só estava esperando você chegar.
- Vamos agora mesmo!
Beijaram Raquel e Lia, depois saíram.
No dia seguinte, pela tarde, acompanhado por parentes, amigos e conhecidos, Norberto foi sepultado.
Lia inconformada, abraçada à Raquel, chorava sem parar ao mesmo tempo em que pensava.
Você foi meu companheiro por tantos anos.
Sei que vou sentir sua falta, mas, ao menos, não está sofrendo mais.
Espero que, de onde estiver, possa me ajudar a terminar minha jornada...
Olímpia e Samuel, que estavam ali, sorriram e jogaram luzes brancas sobre todos os presentes, principalmente sobre Lia.
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 74080
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 61
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: EM BUSCA DO AMANHÃ / Elisa Masselli

Mensagem  Ave sem Ninho em Qua Maio 24, 2017 8:56 pm

A DECISÃO
Mais de um mês se passou.
Daquele dia em diante, Lia, apesar de chorar pelos cantos, aos poucos, foi se envolvendo com os afazeres da casa.
Enquanto Raquel trabalhava, era ela quem comandava as compras, os empregados e tudo de que os meninos precisavam.
Marcos, por mais que tentasse, não conseguiu esquecer-se de Marília, que, por sua vez, embora tivesse sido avisada por sua mãe de como ele era namorador, também não se esquecia dele.
Em uma manhã, enquanto tomava café, ele disse:
- Dona Lia, pela primeira vez em minha vida, acho que estou apaixonado.
Lia começou a rir:
- O que está dizendo, Marcos? Você, apaixonado?
Deve estar brincando!
- Não sei se estou apaixonado, mas não consigo esquecer o rosto lindo de uma moça que conheci no dia da festa do José Carlos!
Ela é linda! A senhora precisa ver os seus olhos!
Nunca vi iguais!
- Nossa! Parece que está apaixonado mesmo!
Que bom, meu filho, já estava na hora!
Quando vai trazê-la aqui em casa para que possamos conhecê-la?
- Não sei...
- Como não sabe?
- Eu disse que estou apaixonado, mas ela ainda não sabe.
Lia começou a rir:
- O que está dizendo, a moça não sabe que você está apaixonado por ela?
Você não disse?
Estou desconhecendo você!
- Só a vi na festa.
- Ela gosta de você?
- Não sei. Porém, conhecendo as mulheres como conheço, acho que sim.
Ela me olhou de um jeito...
- Que jeito?
- Não sei explicar, de um jeito que só olhamos quando gostamos da pessoa.
- Quem é ela, a que família pertence?
Sabe que sua mãe já tem planos para você...
- Aí é que está o problema.
Ela não pertence a nenhuma família importante e não tem um nome, como mamãe diria.
Ela é filha da empregada da casa de José Carlos.
- Filha da Lena?
- Dela mesmo. Seu nome é Marília e é linda!
- Mas a Lena é...
- Negra? É isso que ia dizer?
- Sim, exactamente.
Ela é negra, portanto, a filha deve ser também...
- Ela, além de ser negra, é linda!
Estou verdadeiramente apaixonado!
Lia, preocupada, disse:
- Por mim, não vejo problema algum, já com sua mãe, não sei, não.
Ela, para o bem da empresa, quer muito o seu casamento com Yara.
- Ela pode querer, mas eu não quero!
Eu sempre disse que nunca me casaria, mas, agora, se tiver de me casar, vai ser com Marília!
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 74080
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 61
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: EM BUSCA DO AMANHÃ / Elisa Masselli

Mensagem  Ave sem Ninho em Qua Maio 24, 2017 8:56 pm

- Será que não está interessado justamente por ela ser diferente?
- Não, dona Lia!
Não sei o que aconteceu, mas assim que olhei seus olhos, senti que era a mulher da minha vida!
- Não consigo acreditar que estou ouvindo você dizer isso!
Pretende falar com ela?
- Eu não disse que estou apaixonado?
Preciso falar com ela, mas não sei como me aproximar.
Sabe que a Lena, assim como à senhora, me conhece e não quer que eu me aproxime da filha.
- Ela tem razão.
Está vendo, ganhou a fama, agora deite na cama.
Vai ser difícil você convencer a Lena ou qualquer pessoa que o conheça.
Todos sabem que você é um namorador...
- Eu era, agora, não sou mais!
Só quero Marília.
- Sendo assim, não vejo motivo algum para que não vá até a casa de José Carlos.
Sempre foi lá e sempre foi bem recebido.
Vá até lá, converse com a moça e com Lena e veja o que acontece.
Na vida, para uma pergunta, existe somente uma resposta: é um sim ou um não.
- Tem razão, é isso que vou fazer.
Hoje à tarde, após a faculdade, vou com José Carlos até sua casa.
Vou falar com Marília, depois com a Lena.
Como você disse, só posso ter uma resposta: sim ou não.
Tomara que seja um sim.
- Faça isso, meu filho.
Vai dar tudo certo.
Marcos beijou Lia no rosto e saiu apressado.
A tarde, no fim das aulas, aproximou-se de José Carlos:
- Preciso ir a sua casa.
- A minha casa, por quê?
Não temos que estudar!
- Quero falar com Marília.
- Marília? Por quê?
Marcos contou o que havia acontecido e como estava desde o dia da festa.
Terminou, dizendo:
- Ela é o amor da minha vida! Não consigo esquecê-la por um minuto!
É a mulher com quem quero me casar!
José Carlos ficou nervoso:
- Marcos! Conheço você, sei o que costuma fazer, mas não vai fazer com Marília!
Ela é uma moça simples, não merece ser enganada!
Além do mais, é filha da Lena!
Sabe como a Lena gosta de mim e dos meus irmãos e como gostamos dela!
Não vou permitir que a faça sofrer!
Agora, quem ficou nervoso foi Marcos:
- Será que você não entendeu o que falei?
Eu disse que ela é a mulher da minha vida e que quero me casar com ela!
É difícil entender o que estou falando?
- Não, não é difícil, só é inacreditável.
- Pode parecer inacreditável, mas é a verdade, José Carlos!
Nunca senti por outra mulher o que estou sentindo por ela!
- Não acredito no que está dizendo, mas, supondo-se que fosse verdade, já pensou nas consequências disso que está querendo fazer?
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 74080
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 61
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: EM BUSCA DO AMANHÃ / Elisa Masselli

Mensagem  Ave sem Ninho em Qua Maio 24, 2017 8:57 pm

- Que consequências?
Apenas vou me casar.
- Como pode dizer isso?
- Eu só disse que vou me casar!
O que tem isso demais?
- Todos sabem que você vai se casar com a Yara!
- Todos? Que todos?
- Todos os nossos amigos!
Todos aqueles que fazem parte do nosso meio social!
- Eu nunca, até hoje, disse que ia me casar com Yara nem com outra qualquer!
- Nunca disse, mas sempre deixou isso muito claro!
- Como, muito claro?
- Estão sempre juntos!
Depois da cada festa, se não estiver acompanhado, leva-a para casa!
Alem disso, sua mãe e os pais dela têm certeza de que esse casamento vai acontecer!
Todos sabemos que, depois de se cansar de todas as outras, vai ficar com ela!
- Eu gosto da Yara como companhia.
Nós nos conhecemos desde que éramos crianças!
Ela é alegre, engraçada, mas nunca a namorei nem fiz qualquer promessa!
Estão todos enganados!
- Sua mãe também?
- Principalmente ela!
Já discutimos várias vezes a esse respeito e sempre deixei bem claro que não vou me casar com Yara nem com outra qualquer que ela escolha!
Até agora, apesar de ter namorado muitas moças, nunca me interessei realmente por nenhuma delas!
Hoje, sei que amo Marília e, se ela me aceitar, com ela, sim, quero me casar!
- Está bem, mas, supondo-se que esteja falando a verdade, acha que sua mãe vai consentir nesse casamento?
- Não vai por quê?
- Marília não pertence ao nosso nível social e, além de ser pobre, é negra...
- O que tem isso, José Carlos.
Não me importo a que nível social ela pertença!
Não me importo de que cor ela é!
Só sei que a amo!
Minha mãe não vai se importar com isso.
Ela se orgulha de ter começado do nada e de ter chegado aonde chegou e, pelo que saiba, nunca teve preconceito de cor ou de qualquer coisa.
Nenhum desses motivos será um empecilho para que eu e Marília sejamos felizes.
- Você está perturbado! Está doente!
- Não, meu amigo, estou apaixonado!
- Nossa, Marcos, pelo seu tom de voz, parece que está dizendo a verdade!
Nunca vi você assim!
- Claro que estou dizendo a verdade!
Só preciso que me leve a sua casa para poder conversar com ela!
Não acha engraçado estarmos tendo essa conversa sem que ela imagine o que está acontecendo?
Sem saber se ela me quer?
Preciso falar com ela, José Carlos!
- Está bem, vou ajudar você, mas, se fizer algo que a magoe, nunca vou perdoar!
Ela não merece!
- Sei disso, e jamais farei algo que a machuque!
Só quero é amá-la e fazer com que seja feliz!
Vamos para sua casa!
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 74080
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 61
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: EM BUSCA DO AMANHÃ / Elisa Masselli

Mensagem  Ave sem Ninho em Qua Maio 24, 2017 8:57 pm

- Não adianta irmos para minha casa.
Ela não está lá.
- Como não?
O que aconteceu, ela foi embora?
- Não, está trabalhando como balconista na mercearia.
- Balconista?
- Sim, ela não se acostumou como doméstica e Lena conseguiu esse trabalho para ela.
Com o salário das duas, alugaram uma casa pequena.
Lena não mora mais lá em casa, mas continua trabalhando lá.
- Até que horas Marília trabalha você sabe?
- Acho que é até as seis.
- Ainda são duas horas.
Vou para casa e, mais tarde, vou até a mercearia, esperar que ela saia.
Vou conversar com ela, dizer do meu amor e espero que me aceite.
Da maneira como me olhou na festa, acho que a impressionei.
- Não sei, não, Marcos.
A Lena já deve ter dito a ela como você é namorador.
- Sei disso, mas vou provar o contrário.
Vou fazer com que ela acredite em mim, no meu amor.
José Carlos começou a rir:
- Do que está rindo?
- Nunca pensei, em minha vida, que um dia veria você dizer algo como o que está dizendo.
Imaginem Marcos, o namorador, aquele que sempre teve a mulher que queria apaixonado!
Acha que isso não é para rir?
- Não amole José Carlos...
- Não quero amolar você, só não posso deixar de rir.
- Está bem, ria à vontade.
Estou indo para casa.
Amanhã, vou contar o que ela decidiu.
Acenando com a mão, Marcos entrou no carro e foi para casa.
José Carlos, ainda não acreditando no amigo, respondeu ao aceno e também entrou em seu carro.
Marcos chegou a casa. Lia o esperava.
Assim que entrou, ela percebeu que alguma coisa estava acontecendo. Perguntou:
- O que aconteceu, Marcos?
- Nada aconteceu, dona Lia, mas vai acontecer.
Conversei com José Carlos e ele me disse que a Marília está trabalhando em uma mercearia.
Hoje, às seis horas, vou até lá para conversar com ela.
- O que ele achou disso que pretende?
- Não acreditou, mas não me importo.
Gosto dela de verdade!
- Você disse que ela não sabia do seu interesse...
- Não sabe, mas vai saber.
Sinto que ela também gosta de mim!
Vai dar tudo certo, a senhora vai ver!
- O que é que vai dar certo, Marcos?
Voltaram-se e viram Raquel que havia feito a pergunta.
- Nada, mamãe...
- Como nada?
Estou vendo que você está eufórico.
Posso saber o que está acontecendo?
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 74080
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 61
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: EM BUSCA DO AMANHÃ / Elisa Masselli

Mensagem  Ave sem Ninho em Qua Maio 24, 2017 8:57 pm

- Ele está apaixonada, Raquel, e diz que vai se casar.
- Apaixonado? Casar?
- É isso mesmo, mãe!
Assim que eu terminar a faculdade, pretendo me casar.
- Com quem?
Lia começou a rir e respondeu:
- Com uma moça que não sabe das intenções dele.
- Como é?
- Isso mesmo, mamãe.
Estou apaixonado, quero me casar, mas ela ainda não sabe.
Raquel começou a rir:
- Como pode ser isso?
- É uma longa história.
Agora, não posso contar.
Vou tomar um banho e me preparar para um encontro muito importante.
Dona Lia, conte para ela o que está acontecendo.
- Está bem. Vá tomar seu banho.
Ele foi para seu quarto. Raquel sentou-se ao lado de Lia:
- Que história é essa, Lia?
Lia contou tudo o que havia acontecido e terminou, rindo e dizendo:
- Como pode ver Raquel, parece que ele está apaixonado mesmo!
- Sabe que eu preferia que fosse com Yara, mas se ele não quer nada posso fazer.
- Ainda bem que pensa assim.
Estava preocupada, achei que você não fosse aceitar e, conhecendo Marcos como conheço isso seria um problema.
- Estou estranhando você, Lia.
- Por quê?
- Disse que conhece Marcos, mas me conhece muito mais.
Sabe que a única coisa que sempre quis nesta vida foi a felicidade dos meus filhos.
- Sei disso, mas...
- Não tem mais nem menos.
Você disse que ele conheceu essa moça na festa de José Carlos.
Quem é e a que família pertence?
- Ela é filha da Lena.
- Que Lena?
- A empregada da Cândida.
Raquel parou e ficou pensando. Transtornada, perguntou:
- Filha de uma empregada?
- Sim e negra...
- Negra? Não pode ser, Lia!
- Você nunca teve preconceito algum, Raquel.
- Não tenho, mas isso não quer dizer que quero uma negra como nora! Não vou aceitar de maneira alguma!
- Não fale assim, Raquel.
Marcos está apaixonado e decidido.
Nada vai fazer com que mude de ideia.
- Vai ter de mudar! Não vou aceitar!
- Você não pode agir assim, se continuar intransigente dessa maneira, vai perder seu filho.
Não faça com que ele precise escolher entre você e ela.
- Vai ter de escolher, sim, Lia!
Se ele a escolher, eu não o quero como filho!
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 74080
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 61
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: EM BUSCA DO AMANHÃ / Elisa Masselli

Mensagem  Ave sem Ninho em Qua Maio 24, 2017 8:57 pm

Depois de tanto sacrifício que fiz para criá-lo!
Não vou permitir que se una a uma moça que, além de ser pobre, ainda é negra!
Não vou aceitar! Não vou!
- Não faça isso, Raquel...
Raquel, calada e pisando firme, foi para seu quarto.
Olímpia e Samuel, que estavam ali, olharam-se. Ela disse:
- Será que tudo vai se repetir, Samuel?
- Não sei Olímpia.
Tomara que não.
Ela, até aqui, se comportou tão bem.
Superou todos os problemas.
Agora está em suas mãos resvalar o que fez de mal.
Como você sabe, não podemos interferir.
Ela tem seu livre-arbítrio.
Por isso, só ela pode decidir.
- Tem razão, Samuel.
Vamos esperar que, desta vez, ela decida bem.
Faltavam dez minutos para as seis horas e Marcos já estava em frente à mercearia onde Marília trabalhava.
De onde estava, podia vê-la atendendo, com um sorriso, aos clientes.
Ele estava nervoso, com medo de que ela não o aceitasse.
Sabia da sua fama de namorador, sabia também que, por causa disso, teria dificuldade para convencê-la, mas estava decidido:
Ela precisa acreditar em mim.
Estou realmente apaixonado.
Os minutos demoraram a passar, até que, finalmente, Marília saiu.
Apressada, sem imaginar que ele a esperava, se encaminhou para o ponto de ônibus.
Ele, rapidamente, atravessou a rua e seguiu-a.
Assim que se aproximou, chamou:
- Marília!
Ela se voltou e, ao vê-lo, estremeceu.
Seu coração começou a bater forte.
- Marcos? O que está fazendo aqui?
- Preciso conversar com você.
- Comigo, conversar sobre o quê?
- Para onde está indo?
- Para o ponto de ônibus.
Ele tem hora certa para passar por aqui e, se me demorar, eu o perco e o outro vai demorar muito.
- Meu carro está ali na esquina.
Posso levar você até a sua casa.
Ela pensou um pouco, depois disse:
- Não, obrigada.
Vou de ônibus.
- Precisamos conversar. Não se preocupe, prometo que estará em casa no mesmo horário.
- Não sei sobre o que deseja conversar, Marcos.
- Preciso conversar sobre nós.
- Sobre nós? Não entendo o que está dizendo.
- Eu queria que fosse diferente, mas, já que insiste em não me ouvir, vou ser directo.
Eu, desde que a conheci na festa, estou apaixonado e quero namorar você.
Ela, com um sorriso assustado, perguntou:
- O quê?
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 74080
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 61
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: EM BUSCA DO AMANHÃ / Elisa Masselli

Mensagem  Ave sem Ninho em Qua Maio 24, 2017 8:58 pm

- Isso que ouviu.
Desde aquela noite, não consigo me esquecer de você.
Por isso, precisamos conversar.
Ela, lembrando-se de tudo o que sua mãe havia dito sobre ele, disse:
- Minha mãe me avisou sobre você.
Não quero envolvimento algum com você.
- Tem razão em pensar assim.
Sei que já namorei muitas, mas um você é diferente.
Nunca senti por ninguém o que estou sentindo por você.
Estou realmente apaixonado.
Nunca levei moça alguma para conhecer minha mãe, mas, se você quiser, estou disposto a levar você, Marília.
- Está ouvindo o que está falando, Marcos?
- Sim, claro que estou!
- Sabe que somos diferentes.
- Diferentes por que, em quê, Marília?
- Não pertenço ao seu meio.
Sou filha de uma doméstica e esclarecida o suficiente para saber que sua mãe nunca me aceitaria, pois, além de pobre, sou negra.
- Minha mãe nunca teve preconceito algum.
Ela foi muito pobre trabalhou muito para chegar aonde chegou.
Ela só quer a minha felicidade e a minha felicidade só será completa no dia em que me casar com você.
- Casar?
- Sim, casar!
Não estou brincando, estou falando sério.
Da maneira como me olhou, naquele dia, sei que você também gostou de mim.
Ela ficou calada.
Ele continuou:
- Quero muito ficar com você e, se me aceitar, hoje mesmo, vou falar com sua mãe.
Marília começou a rir:
- Ela vai colocar você para fora de casa!
Ele também riu:
- Tem razão, sei que é isso que vai acontecer, mas não se preocupe.
Sei que vou convencê-la e, se você me aceitar, não haverá empecilho algum.
Ela ficou sem saber o que dizer.
Ele, segurando-a pelos braços e fazendo com que seus olhos se encontrassem, disse:
- Olhe em meus olhos e diga que também não tem pensado em mim...
Ela tentou desviar o olhar, mas ele não deixou:
- Diga que não pensou em mim.
- Não posso fazer isso, pois, embora saiba que não devo, não consegui evitar pensar em você.
- Está vendo?
Eu sabia que também havia gostado de mim!
Sendo assim, nada poderá nos separar!
Assim que eu terminar a faculdade, vamos nos casar.
Minha mãe sempre quis que eu trabalhasse com ela, eu nunca quis, mas agora, para ter o meu próprio dinheiro e poder sustentar você e aos nossos filhos que vão nascer, vou trabalhar muito!
- Não sei o que falar...
- Somente diga que quer me namorar!
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 74080
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 61
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: EM BUSCA DO AMANHÃ / Elisa Masselli

Mensagem  Ave sem Ninho em Qua Maio 24, 2017 8:58 pm

- Não sei, custa-me acreditar que está falando a verdade...
- Estou falando a verdade, sim!
Para provar, podemos pegar o meu carro e ir até sua casa para falar com sua mãe.
- Ela, assim como eu, não vai acreditar.
- Sei que vai ser difícil, mas vou conseguir convencê-la, porque estou falando a verdade!
Vamos pegar o meu carro?
Sem que ela tivesse tempo de pensar, ele pegou sua mão e quase a obrigou a segui-lo.
Percebendo que ele não ia desistir, ela resolveu acompanhá-lo.
Entraram no carro e após dirigir por mais de vinte minutos, ele parou em frente a uma casa que ela lhe mostrou.
Desceram e entraram por um corredor longo.
- Eu e minha mãe alugamos um quarto e cozinha nos fundos.
Ele, calado, acompanhou-a.
Quando estavam chegando, Lena saiu à porta e, ao vê-los, estranhando, perguntou:
- Marcos? O que está fazendo aqui?
Ele, rindo, respondeu:
- Boa noite, Lena!
Estou acompanhando sua filha.
- Ela não precisa de companhia!
Conhece o caminho muito bem!
- Não precisa ficar nervosa.
Estou aqui para conversarmos.
- Não sei o que tem para conversar comigo, Marcos!
- Sei que deve estar estranhando a minha presença, mas logo saberá do que se trata.
Posso entrar?
Ela, a contragosto, se afastou para que ele entrasse.
Ele entrou, percebeu que, embora fosse uma casa pobre, estava limpa e bem arrumada.
Lena, ainda desconfiada, mostrou-lhe uma cadeira onde ele se sentou.
Ela e Marília sentaram-se em outras.
Depois de sentados, Lena, muito nervosa, perguntou:
- Agora pode me dizer qual é o motivo da sua visita?
- Pensei que gostasse de mim.
Afinal, me conhece desde que eu era ainda um menino.
- Gosto, sim, mas não entendo o porquê da sua visita e acompanhado pela minha filha.
- É muito simples.
Eu e Marília estamos namorando.
- O quê?
- O que a senhora ouviu.
Eu e Marília estamos namorando e estou aqui para pedir o seu consentimento.
Ela olhou para a filha e perguntou nervosa:
- Por que não me contou Marília?
- Também não sabia mãe...
- Como não sabia?
- Vou explicar para a senhora o que aconteceu.
Contou tudo, desde a primeira impressão que teve quando conheceu Marília na festa. Terminou, dizendo:
- Sei que não vai acreditar, mas, assim que vi sua filha, senti que era a mulher que eu queria para minha esposa.
Aquela com a qual vou passar o resto da minha vida!
Aquela com a qual vou ter uma porção de filhos!
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 74080
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 61
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: EM BUSCA DO AMANHÃ / Elisa Masselli

Mensagem  Ave sem Ninho em Qua Maio 24, 2017 8:58 pm

Ela, ao ouvir aquilo, levantou-se e, apontando o dedo para ele, disse nervosa:
- Você está brincando ou quer mais uma para sua colecção!
- Não, Lena, não estou brincando e não quero outra para minha colecção!
Tudo o que disse é verdade!
Quero me casar com sua filha!
- Não pode ser!
Se não estiver brincando, não está bom da cabeça!
- Não entendo o porquê de todas as pessoas falarem isso!
- Porque todas as pessoas estão vendo aquilo que você não está!
Elas têm bom senso!
Somos pobres, Marcos!
Não pertencemos ao seu meio!
- E são negras!
Não é isso que vai dizer Lena?
- Isso mesmo, somos negras, Marcos!
- Será que só eu ouvi que a escravidão terminou?
Será que só eu não vejo motivo algum para julgar as pessoas pela cor da sua pele?
Não me importo que sejam pobres ou negras!
Amo sua filha e ela também gosta de mim, isso, sim, é o que importa!
- Não pode ser... Não pode ser...
- Claro que pode e é!
Sua mãe não vai aceitar.
- Ela vai, sim.
Sempre disse que só quer a minha felicidade e a do meu irmão.
Ela vai entender que minha felicidade é me casar com a sua filha.
Lena olhou para Marília e perguntou:
- O que você acha de tudo isso?
Gosta mesmo dele, Marília?
- A senhora sabe que sim.
Eu já havia comentado, mas tentei esquecê-lo por saber quem era.
- Embora ele diga que não vai haver problema algum, sei que vai.
Está disposta a enfrentar?
Ela olhou para ele que, pegando sua mão, sorriu.
- Estou mãe. Vamos enfrentar tudo o que vier pela frente.
- Sendo assim, não posso me opor.
Como sua mãe disse Marcos, só o que me importa é a felicidade da minha filha.
Estou acreditando no que está dizendo, mas se for mentira, eu mato você!
Ele, sem pensar, levantou-se e beijou Lena no rosto;
- Não vai precisar me matar!
Sua filha vai ser feliz ao meu lado, a senhora vai ver!
- Está bem. Espero que esteja dizendo a verdade.
Agora, já que está aqui, não quer jantar?
A comida é simples, mas garanto que está muito boa.
- Eu conheço sua comida, Lena, por isso, não posso me recusar a comê-la uma vez mais.
Lena sorriu e voltou-se para o fogão.
Ele, segurando a mão de Marília, sorriu.
Enquanto isso acontecia na casa de Lena, Raquel, em seu quarto, nervosa, pensava:
Eu não vou permitir que meu filho se case com uma doméstica! Com uma negra!
Não foi para isso que trabalhei tanto!
Não foi para isso que sacrifiquei a minha vida!
Sacrifiquei a minha juventude para cuidar somente deles, para, no final, receber isso?
Não! Não vou aceitar!
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 74080
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 61
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: EM BUSCA DO AMANHÃ / Elisa Masselli

Mensagem  Ave sem Ninho em Qua Maio 24, 2017 8:58 pm

Vou fazer o que for possível e impossível, mas ele não se casará com ela!
Preciso que se case com Yara para que seu pai facilite a licitação.
É uma oportunidade sem par para a minha empresa.
Preciso pensar em uma maneira para evitar que ele faça uma loucura como essa!
Saiu do quarto e foi para a sala, onde Lia assistia à televisão.
Lia que a conhecia muito bem, percebeu que estava nervosa:
- Por que está nervosa assim, Raquel?
- Não é para estar, Lia? Você não está vendo que Marcos vai acabar com sua vida?
- Por que está dizendo isso?
- Não ouviu quando ele disse que está apaixonada por uma moça que além de pobre, é negra?
- Ouvi Raquel, e não vejo tanto problema como você está vendo.
Ele está feliz e isso era o que devia importar.
Condição financeira é questão de momento e, quanto à cor, não vejo motivo algum para esse nervosismo.
Somos todos iguais.
Já foi o tempo em que as pessoas eram julgadas pela cor da pele.
Deixe disso.
- Não posso deixar, Lia!
Tinha muitos planos para ele!
Isso de que somos todos iguais não passa de balela!
Não somos iguais! Branco é branco e negro é negro e, entre os dois, existe uma enorme distância!
Não foi para isso que criei meu filho! Não foi para isso que passei minha vida toda trabalhando!
Ele merece o melhor e o melhor, com certeza, não é uma negra!
- Ele merece ser feliz e se sua felicidade estiver ao lado de uma negra que seja Raquel!
Você trabalhou, sim, se sacrificou, sim, mas isso não lhe dá o direito de cobrar de seus filhos!
As escolhas que fez foram suas, não deles!
A vida que teve foi sua, não a de seus filhos!
Cada um deles tem sua vida, você não pode nem deve interferir!
- Como pode falar assim, Lia?
Logo você que acompanhou toda minha vida!
Que sabe por tudo o que passei!
- Estive todo esse tempo ao seu lado.
Sempre a admirei por sua luta, por sua garra!
Pensei que a conhecesse, mas, para minha tristeza, vejo que nunca a conheci!
O que você está fazendo não é certo, Raquel!
Por ser mãe, não pode fazer planos em relação ao seu filho! Com essa atitude vai afastar seu filho!
Não faça com que ele tenha de escolher entre você e a mulher que ama, pois, com certeza, ele vai escolher a mulher e você só vai sofrer.
Deixe que ele decida a vida que quer!
Até aqui, você oi uma óptima mãe e mulher, não se deixe levar pelo preconceito nem estrague uma vida tão cheia de realizações!
- Está dizendo isso porque ele não é seu filho, se fosse, pensaria diferente!
Lia ficou furiosa:
- Ele não é meu filho porque não nasceu de mim, mas é muito mais do que seu Raquel!
Eu cuido dele desde que era um bebé!
Enquanto você esteve trabalhando, fui eu quem cuidou deles, deu atenção e ensinou a serem quem são!
Seus filhos são mais meus do que seus!
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 74080
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 61
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: EM BUSCA DO AMANHÃ / Elisa Masselli

Mensagem  Ave sem Ninho em Qua Maio 24, 2017 8:59 pm

- Eles não são seus filhos, Lia! São meus!
- Sei disso, mas não vou permitir que faça com que sofram, por um preconceito qualquer!
Moacir já está casado e Marcos vai se casar com quem quiser!
- Ele, se casar com essa moça, vai se arrepender muito!
Não vai ser recebido em muitos lugares e, por todo lugar por que passar com ela será sempre apontado!
- Isso não deve importar a você, Raquel!
Ele é quem vai ter de enfrentar toda essa situação!
Não interfira.
Deixe que ele decida a vida que quer ter e, se der certo, muito bem, se não der, foi mais um aprendizado, foi escolha dele.
- Pode falar o que quiser, mas vou encontrar uma maneira de impedir que esse casamento aconteça!
- Nem sabemos se vai haver casamento!
A moça nem sabe que ele está apaixonado!
Estamos tendo essa conversa sem necessidade, Raquel!
Vamos esperar para ver o que acontece!
- Você acha que ela não vai querer ficar com ele?
Claro que vai, Lia!
Ele, além de ser bonito, é rico e pode dar a ela uma vida com a qual nunca sonhou!
Não posso e não vou permitir que isso aconteça!
- Não sabemos o que vai acontecer, mas, seja o que for, precisamos apoiar Marcos.
- Nunca vou apoiar uma coisa como essa, Lia! Nunca!
- Nunca é muito tempo, Raquel.
Vamos esperar para ver o que acontece.
Agora, vou preparar um chá. Vamos tomar e ficaremos mais calmas.
Depois, é só esperar.
Foram para a cozinha.
Lia colocou água para ferver.
O chá ficou pronto, começaram a tomar.
Marcos chegou e, ao vê-las sentadas, tomando chá, sorrindo e feliz, beijou-as e perguntou:
- Como estão as mulheres da minha vida!
- Estamos bem, Marcos.
Você parece que está feliz!
- Estou, sim, dona Lia.
Marília me aceitou!
Vamos namorar e, assim que eu terminar a faculdade vamos nos casar!
Lia olhou para Raquel, que disse:
- Tem certeza do que está fazendo, Marcos?
- Claro que tenho mamãe!
Assim que a vi, senti que era a mulher da minha vida!
Aquela que tenho procurado entre tantas!
A senhora vai conhecê-la e vai me dar razão!
Ela, além de ser linda, é educada.
- Como vai ficar Yara nessa história?
- O que tem Yara a ver com esta conversa?
- Todos sabem que vocês estão namorando.
Ele começou a rir:
- Todos sabem menos eu!
Nunca namorei Yara, mamãe.
Já lhe disse isso mil vezes.
Somos amigos, saímos juntos, mas sempre foi sem compromisso e ela sabe disso.
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 74080
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 61
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: EM BUSCA DO AMANHÃ / Elisa Masselli

Mensagem  Ave sem Ninho em Qua Maio 24, 2017 8:59 pm

- O pai dela pensa diferente.
Ele até me falou da casa que está comprando para vocês morarem.
- Ele pode comprar quantas casas quiser, mas não vou me casar Yara.
- Eu me comprometi com ele...
- Não devia ter feito isso, mãe.
Agora, terá de quebrar esse compromisso.
Sempre disse que nunca ia me casar, mas como à senhora fala, dona Lia, nunca é muito tempo.
Encontrei a mulher da minha vida e só com ela vou me casar, com mais ninguém.
Lia olhou para Raquel e percebeu que ela ia falar algo de que se arrependeria.
Apressada, disse:
- Está bem, mas agora já está na hora de dormirmos. Vamos, Raquel.
Deve estar cansada, trabalhou o dia inteiro.
Raquel, percebendo sua intenção, levantou-se, dizendo:
- Está certa, Lia.
Realmente estou cansada.
Outro dia conversamos a esse respeito, Marcos.
- Não há o que conversar mamãe.
Vou me casar com a mulher mais maravilhosa deste mundo!
Raquel e Lia se retiraram Marcos sentou-se e também tomou um pouco de chá.

SITUAÇÕES QUE SE REPETEM
Três meses se passaram.
Marcos e Marília continuaram apaixonados.
Todas as tardes, ele a esperava na hora em que ela saía da mercearia.
Namoravam por algum tempo sentados em um banco da praça e, depois, iam para casa de Lena.
Como isso se tornou uma rotina, aos poucos, Lena foi confiando nele e não colocou mais empecilho algum.
Aos sábados e domingos, ela permitia que saíssem que fossem ao cinema ou simplesmente passear.
Marília estava encantada com todo o carinho e atenção com que ele a tratava.
- Mãe, ele é maravilhoso e acho que gosta realmente de mim.
Estamos fazendo muitos planos para o nosso casamento.
- É difícil acreditar que ele esteja falando a verdade.
Ele é muito namorador, minha filha. Tome cuidado.
- Não se preocupe mãe.
Ele esta sendo sincero.
Quer mesmo se casar comigo!
- Está bem, mas tome cuidado.
Sempre ouvi dizer que ele namora até conseguir o que quer, depois, ele abandona as moças.
- Não acredito que isso seja verdade.
Ele, comigo, está sendo sincero.
Quer mesmo se casar.
Raquel, por sua vez, não se conformava com aquele namoro.
Fez simpatia, acendeu vela e tudo o que lhe ensinavam para que Marcos se desinteressasse de Marília.
Todas as noites, antes de dormir, dizia:
- Francisco, você precisa me ajudar a salvar o nosso filho.
Ele não pode se casar com essa moça! Ela não o merece.
Se for verdade que existe vida depois da morte, você, que sempre foi tão bom, deve poder fazer alguma coisa.
Francisco e Olímpia ouviam o que ela pedia.
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 74080
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 61
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: EM BUSCA DO AMANHÃ / Elisa Masselli

Mensagem  Ave sem Ninho em Qui Maio 25, 2017 7:50 pm

Ele, desesperado, dizia:
- Nada posso fazer Raquel.
Não posso interferir no seu livre-arbítrio ou no de Marcos.
Mesmo que pudesse, eu não o faria.
Você já cometeu um erro muito grande.
Está tendo a chance de se redimir.
Não interfira, deixe que Marcos viva a vida da maneira que escolher.
Não cometa o mesmo erro de antes.
Você fez tudo tão certo!
Conseguiu vitórias, não estrague a sua encarnação.
Sempre que foi possível, para ajudá-la a superar as crises, estivemos ao seu lado, mas, para isso, é impossível.
Somente você vai poder escolher o caminho que quer seguir.
Tomara que escolha bem.
Precisa agir certo para que, quando chegar a hora do seu regresso, possamos nos encontrar.
Embora sem saber, ela ouvia o que ele dizia, mas não dava atenção, continuava a pensar em uma maneira de evitar aquele casamento.
Sempre que estava em casa, Marcos, para desespero de Raquel, só falava em Marília.
- Está quase terminando o ano e vou pegar meu diploma.
Assim que isso acontecer, vou me casar.
- Não acha que ainda é cedo, Marcos?
Você é ainda muito novo!
- Como novo, mamãe! Estou com quase trinta anos!
Moacir se casou com vinte e três.
- Moacir sempre foi mais responsável, estudou e nunca repetiu o ano.
Você, ao contrário, repetiu muitos anos e, a muito custo, vai conseguiu se formar.
- Eu queria viver a vida, mamãe, mas isso terminou.
Daqui para frente, vou ser um homem decente e trabalhador.
Quero dar a Marília tudo o que ela merece!
Para isso, vou fazer aquilo que a senhora sempre quis, vou trabalhar na sua empresa e ter um salário como Moacir.
Vou trabalhar muito, a senhora vai ver!
- Realmente eu sempre quis que você fosse mais interessado na empresa.
Eu continuei com o trabalho de seu pai para que vocês pudessem crescer com tudo, mas, agora, acho que está sendo precipitado.
Deveria, ao receber seu diploma, começar a trabalhar e só depois de um ano ou dois, pensar em se casar.
- Não entendo a senhora, mãe!
Queria porque queria que eu me casasse com Yara.
Agora que encontrei a mulher da minha vida e quero me casar, diz que é cedo?
- Com Yara é diferente...
- Diferente, por quê?
Porque com o meu casamento a senhora poderia obter lucro para a empresa?
- Tem razão, mas não é somente esse o motivo.
Yara é uma moça rica, viajada, tem um diploma e pertence a uma boa família.
- Ela pode ter tudo isso, mas não é a mulher com quem quero passar o resto da minha vida!
A senhora precisa aceitar mãe!
Vou me casar com Marília e vou ser feliz!
- Está bem, a vida é sua.
Faça o que quiser com ela.
Depois de falar isso, ela saiu e foi para seu quarto.
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 74080
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 61
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: EM BUSCA DO AMANHÃ / Elisa Masselli

Mensagem  Ave sem Ninho em Qui Maio 25, 2017 7:50 pm

Lia, que a tudo vira, disse:
- Não ligue para o que sua mãe pensa ou diz Marcos.
Conheço-a há muito tempo e sei que ela só quer a sua felicidade.
Depois que se casar e ela vir que você é feliz, vai aceitar Marília e tudo vai ficar bem.
- Espero que seja assim, dona Lia.
Não queria ter de escolher entre Marília e minha mãe...
- Não vai ter de fazer isso. Ela vai aceitar.
Embora Lia falasse isso, Raquel, em seu quarto, tremia de tanto ódio:
Ele não vai se casar com ela! Não vai!
Não vou permitir que uma mulher como aquela entre para a minha família!
Seu ódio era tanto que atraiu para perto de si entidades que, assim como ela, sentiam muito ódio.
Juntas, rodopiavam à sua volta e iam intuindo-a com vários pensamentos de como ela poderia agir para conseguir o que queria.
Raquel, achando que os pensamentos eram seus, pensou:
Essa pode ser uma maneira de evitar que esse casamento não aconteça.
Amanhã, bem cedo, vou conversar com Yara.
Somente ela poderá me ajudar a evitar que Marcos se case com aquela moça!
No dia seguinte, logo cedo, ela estava na casa de Yara que, ao vê-la estranhou:
- A senhora tão cedo aqui, dona Raquel, o que aconteceu?
- Precisamos conversar Yara.
- Sobre o quê?
- Sobre Marcos.
- Acho que não adianta.
Ele está comprometido com aquela moça.
Já apresentou para todos os nossos amigos.
- Você desiste muito cedo, Yara!
Se eu tivesse agido assim, não teria chegado aonde cheguei!
Não quer mais se casar com Marcos?
- Claro que quero!
Foi o que sempre quis!
- Pois bem, sendo assim, existe uma maneira que, talvez, dê certo.
- Que maneira?
- Essa moça diz estar apaixonada por Marcos.
Não que eu acredite, ela, na realidade, está apaixonada é por nosso dinheiro, nossa posição.
- Será dona Raquel?
- Claro que sim, Yara! Porém, poderemos tirar essa dúvida.
- Como?
- Você vai ao encontro dela.
Diz que está grávida de Marcos e que ele não quer assumir a criança, pois diz estar apaixonado por ela.
Diga que ele a enganou até que se entregasse!
Vai precisar ser uma actriz, Yara!
Precisa convencê-la a abandoná-lo!
Diga que se ele não se casar com você, seus pais a colocarão para fora de casa!
- Não sei se vou conseguir...
- Precisa conseguir!
Essa é a única maneira de poder se casar com ele!
Chore! Implore!
- Mesmo que ela o abandone isso não quer dizer que ele vai se casar comigo...
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 74080
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 61
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: EM BUSCA DO AMANHÃ / Elisa Masselli

Mensagem  Ave sem Ninho em Qui Maio 25, 2017 7:51 pm

- Primeiro, vamos nos concentrar para que ela o abandone, depois encontraremos uma maneira de fazer com que ele se case com você.
- Ela pode contar a ele.
- Você precisa fazer com que ela não faça isso!
- Como?
- Diga que, se ele souber que você foi falar com ela, ele a abandonará de vez e você estará perdida.
- Será que vou conseguir?
- Claro que vai, Yara!
- Ela pode não se importar...
- Se fizer isso, teremos a certeza de que ela só quer o nosso dinheiro!
- Marcos, se descobrir, vai me odiar e ficará com ela para sempre!
- Não! Isso não vai acontecer!
Ele não vai se casar com ela, nem que, para isso, eu tenha de matá-la!
Olímpia, Samuel e Francisco estavam ali.
Olímpia, assustada, perguntou:
- Será que ela vai cometer o mesmo erro novamente, Samuel?
- Não sei Olímpia.
Tomara que não...
Francisco, também preocupado, perguntou:
- O que vai acontecer, se ela voltar a praticar o mesmo crime?
- Terá de passar por todos os tormentos por que passou e esperar a oportunidade de uma nova encarnação para poder, novamente, tentar resgatar.
- Mas Raquel, desta vez, fez tudo perfeito!
Conseguiu superar os momentos difíceis por que teve de passar!
Foi valente, guerreira!
Não é certo que, por não ter cumprido uma só das etapas, seja condenada para sempre!
- Não vai ser condenada para sempre, Francisco!
Terá, simplesmente de renascer e passar novamente pela mesma prova!
Embora seja mais uma das etapas, é a mais importante!
Não se esqueça de que na encarnação anterior, ela cometeu dois crimes horrendos!
Tirou a vida de uma mulher inocente e, o pior, tirou a vida de uma criança que não podia se defender!
Até os juízes da Terra condenam uma atitude como essa!
Precisou passar pelos tormentos do vale, mas teve a oportunidade de renascer e consertar o mal que fez.
Porém, se não aproveitar essa oportunidade, terá muito mais tempo de sofrimento no vale.
O plano espiritual, sempre há justiça e dela ninguém escapa.
Olímpia, desesperada, disse:
- Parem com essa conversa!
Não sabemos o que ela vai fazer!
Vamos orar para que faça o certo.
- É a única coisa que podemos fazer Olímpia.
Orar e esperar que as coisas aconteçam.
Podemos, também, jogar luzes de amor e paz sobre ela, mas sabemos que, por estar envolvida por essas entidades que atraiu sobre si, essas luzes dificilmente conseguirão chegar a ela.
Raquel, alheia a tudo o que falavam e na tentativa de ajudá-la, eufórica, continuou falando:
- Você precisa convencê-la de que está grávida Yara!
Precisa fazer com que acredite que Marcos somente a está usando, como usou você!
Diga que seu pai, por ser deputado, não vai permitir que você tenha um filho sem pai!
Sei lá, invente qualquer coisa, mas precisa convencê-la!
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 74080
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 61
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: EM BUSCA DO AMANHÃ / Elisa Masselli

Mensagem  Ave sem Ninho em Qui Maio 25, 2017 7:51 pm

No final, se fizer tudo direito, da maneira como estou falando, vai dar certo.
- Vou tentar, dona Raquel, tomara que dê certo...
- Vai dar Yara! Vai dar!
- Seria tão bom se fosse verdade, se realmente eu estivesse esperando um filho de Marcos, sei que ele se casaria comigo sem pensar...
- Esse casamento vai se realizar, Yara!
- Queria ter a mesma certeza que a senhora.
- Só venci na vida, porque sempre acreditei em mim!
Yara, embora soubesse que aquilo que Raquel queria fazer era errado, concordou com a cabeça.
Raquel disse:
- Vamos sair agora mesmo.
Durante a manhã, Marcos está na faculdade, portanto, não há perigo de que a encontre lá conversando com aquela moça!
- A senhora vai comigo?
- Vou, mas ela não pode me ver.
Enquanto conversa com ela, vou ficar na praça, sentada em um banco.
Faça da maneira que falei.
Procure ser verdadeira para que ela não desconfie.
- O que vou dizer a minha mãe para sair tão cedo?
Raquel pensou um pouco, depois, disse:
- Vamos dizer que preciso ir a um médico e que, por não querei ir sozinha, pedi a você que me acompanhasse.
Fizeram isso.
Depois de mentir à mãe, que aceitou prontamente, saíram.
Chegaram à praça que ficava perto da mercearia.
Raquel, olhando firme para Yara, disse:
- Agora, vá, Yara.
Não se esqueça de que desta conversa depende o seu futuro...
O seu casamento...
- Está bem, dona Raquel, vou fazer o melhor que puder.
- Vai conseguir! Agora, vá.
Vou ficar aqui esperando por você.
Yara respirou fundo e se encaminhou para a mercearia.
Assim que entrou, viu Marília que servia a um cliente.
Assim que o cliente se afastou, ela se aproximou:
- Bom dia, Marília!
Marília, admirada, disse:
- Bom dia.
- Você me conhece, não é?
- Acho que já a vi algumas vezes na casa da patroa da minha mãe.
- Isso mesmo. Sou amiga de José Carlos.
Fazemos parte da mesma turma.
- Agora, estou me lembrando, mas o que está fazendo aqui, tão distaste da sua casa?
- Preciso conversar com você. Será que poderia sair por alguns minutos?
- Não posso.
Estou trabalhando.
- Sei disso, mas o assunto que tenho para conversar é urgente.
- Urgente?
- Sim, e de seu interesse.
- Não posso imaginar que assunto, partindo de sua parte, possa ser de meu interesse.
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 74080
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 61
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: EM BUSCA DO AMANHÃ / Elisa Masselli

Mensagem  Ave sem Ninho em Qui Maio 25, 2017 7:51 pm

- Assim que falar o motivo de eu estar aqui, vai ver que temos muito em comum.
Marília, curiosa, olhou para o dono da mercearia.
Sabia, também, que, àquela hora o movimento era fraco.
Aproximou-se dele e perguntou:
- Senhor Fernando, será que posso sair por alguns minutos?
Preciso conversar com aquela moça.
Ele olhou para Yara que também o olhava e percebeu que ela não pertencia àquele bairro.
Também curioso, disse:
- Está bem, desde que não demore muito.
- Não vou me demorar.
Saíram e, já na rua, Marília perguntou:
- Qual é o assunto urgente que tem para conversar comigo?
- Você disse que me conhece, sabe que pertenço ao mesmo grupo de José Carlos, portanto ao mesmo grupo de Marcos.
Sendo assim, já deve ter ouvido que eu o namoro.
- Ouvi dizer que ele namorou muitas.
- Sei, mas, desde que éramos crianças, sabíamos que íamos nos casar.
Fizemos um acordo que, enquanto ele estivesse estudando, teria a liberdade de namorar quem quisesse, mas, assim que se formasse todas elas ficariam para trás e nós nos casaríamos.
- Eu e ele estamos namorando...
- Sei disso e é por isso que estou aqui.
- Não entendi...
- Como ele está terminando os estudos, resolvemos que vamos marcar a data do nosso casamento.
- Ele disse que quer se casar comigo!
Yara, esforçando-se para disfarçar seu nervosismo, sorriu:
- É o que ele diz para todas.
Faz isso até que elas se entreguem.
Marília, assustada, porque aquilo já havia acontecido, argumentou:
- Ele me pareceu sincero...
- Ele sempre parece, mas o real motivo para eu estar aqui é outro.
- Que motivo?
- Estou grávida.
- Como?
- É isso que ouviu.
Estou grávida de um mês e precisamos marcar o nosso casamento.
- Não pode ser...
- Não pode ser por quê?
- Estamos namorando há três meses e ele me jurou que nunca mais teve interesse por outra...
- É bem a maneira como ele age, mas o que estou dizendo é a verdade.
- Ele já sabe?
- Claro que sabe e ficou muito feliz!
- Preciso conversar com ele.
- Eu preferia que não fizesse isso, pois ele poderá ficar bravo comigo.
Nem a mãe dele nem meus pais sabem.
Marcos quer que contemos juntos, a eles.
Só estou aqui para alertar você.
- Desculpe, mas preciso conversar com ele, no mínimo, para dizer que não presta!
- Por favor, não faça isso!
- Não tem como eu aceitar o seu pedido!
Ele me enganou, aproveitou-se do meu amor!
Não posso deixar que fique impune! Hoje à tarde, ele deve vir me pegar, quando eu sair da mercearia.
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 74080
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 61
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: EM BUSCA DO AMANHÃ / Elisa Masselli

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 8 de 11 Anterior  1, 2, 3 ... 7, 8, 9, 10, 11  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum