NADA FICA SEM RESPOSTA / Elisa Masselli

Página 10 de 10 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: NADA FICA SEM RESPOSTA / Elisa Masselli

Mensagem  Ave sem Ninho em Qui Jun 15, 2017 7:33 pm

- Mas, dessa, maneira, elas também recebem com mais facilidade os pensamentos de dor e sofrimento.
- Sim, Juliana.
Infelizmente, isso acontece muitas vezes, mas, com o tempo, esses pensamentos de dor e sofrimento vão ficando cada vez mais raros e se transformam em pensamentos de amor e saudade, o que faz muito bem a todos, mas, principalmente, às crianças.
- É... a Lei é realmente sábia... mas agora vamos deixá-la, sabemos que tem muito trabalho. Vamos?
Despediram-se e saíram felizes por mais aquele aprendizado.
O tempo foi passando.
Cada um começou a trabalhar em algo que lhe agradava.
Virgínia dividia seu tempo entre as crianças e os estudos.
Ela se modificou completamente.
Tinha consciência do imenso mal que havia feito, sabia ter sido a responsável pelas mortes de Renato, Juliana, Helena.
Sabia que, por sua culpa, eles foram obrigados a interromper aquilo que estava programado.
Sabia que eles teriam de recomeçar.
A todo instante, pedia perdão a Deus e implorava por uma nova oportunidade.
Cássio agora fazia parte de uma equipe de socorro para aqueles que regressavam após terem cometido o suicídio e ficado muito tempo nos vales de sofrimentos.
Juliana trabalhava no hospital, estando sempre ao lado de todos quando acordassem, dando a eles as primeiras palavras de amor e respondendo às muitas perguntas que eles faziam.
Em uma manhã, ela entrou em um quarto onde sabia que alguém havia chegado durante a noite.
Abriu a porta e entrou lentamente, para não acordar o paciente que ali estava.
Assim que se aproximou, quase soltou um grito.
Muito feliz, conteve-se.
A senhora que ali estava aos poucos, foi abrindo os olhos e, assim que viu Juliana, gritou:
- Minha menina!
Finalmente a reencontrei.
Como estou feliz!
Juliana a abraçou e beijou seu rosto.
Lágrimas corriam só que agora de felicidade.
- Querida Elvira!
Também estou muito feliz por revê-la.
Senti tanta saudade!
Ficaram assim abraçadas por muito tempo.
A porta se abriu e por ela entraram Renato e Helena.
Ao vê-los, Elvira correu para abraçá-los.
O reencontro foi só de felicidade e muita saudade, pois, enfim, estavam juntos novamente.
Para Elvira não foi difícil entender e aceitar sua nova situação, já que estava feliz por se ver novamente ao lado daqueles que amara.
Após alguns instantes, uma sombra passou por seus olhos:
- Menina Juliana, onde estão à menina Virgínia e o menino Cássio?
Antes que Juliana respondesse, da porta ouviu-se uma voz:
- Estamos aqui.
Eu e Cássio, graças à bondade de nossas vítimas, estamos aqui e felizes por revê-la.
Elvira abriu os braços.
Os dois correram para ela, que os abraçou com muito carinho.
- Obrigada, meu Deus, por tanta felicidade.
Obrigada por trazer meus meninos de volta para Sua companhia.
Agora, estavam todos juntos.
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 73959
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 61
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: NADA FICA SEM RESPOSTA / Elisa Masselli

Mensagem  Ave sem Ninho em Qui Jun 15, 2017 7:34 pm

Elvira contou a todos o que havia acontecido com a fazenda.
Contou do sofrimento de Rogério, e que agora ele estava bem:
casara-se com uma boa moça e tinha três filhos, que muito amava.
Elvira foi sempre muito bem tratada por todos.
Ficou doente por vários anos, até que dormiu e, quando acordou, estava em frente à Juliana.
O reencontro foi feliz para eles ao retornarem.
Alguns com sua missão cumprida, como Renato e Elvira.
Juliana e Helena deixaram de cumprir seu tempo previsto.
Virgínia e Cássio fracassaram, mas teriam uma nova chance.
Após a felicidade do reencontro, todos voltaram para suas obrigações.
O trabalho continuou.
Certo dia foram avisados que Rogério estava prestes a retornar.
E assim aconteceu.
Ele voltou e foi recebido por todos.
Ao ver Juliana, não suportou e começou a chorar.
- Juliana, você está viva?
Como pode ser?
Mas isso não importa, estou feliz por vê-la.
- Estou viva, sim.
E esperei-o durante todo esse tempo.
Seja bem-vindo.
Novamente, a felicidade chegou àqueles corações.
Rogério tomou conhecimento de tudo.
Cássio aproximou-se:
- Rogério, meu primo, não sei como lhe pedir perdão.
Entendo, hoje, a imensa responsabilidade que tenho, tanto para com você quanto para com Juliana e Helena.
Peço a Deus todos os dias a chance de me redimir desse erro.
Rogério, a princípio, sentiu muito ódio daquele que havia destruído sua vida.
Olhou para Juliana e Renato, e eles apenas sorriram.
Ele entendeu.
- Está bem, meu primo.
Todos somos passíveis de erros.
Se Juliana o perdoou, quem sou eu para ir contra sua vontade?
Agora, sim, todos haviam retornado da Terra.
A vida continuou.
Trabalhavam, estudavam e se preparavam para uma nova chance de aprendizado.
Certo dia, Marina mandou chamar todos, inclusive Helena.
- Já que todos estão aqui, preciso comunicar-lhes que uma nova chance será dada a todos.
Voltarão para a Terra e novamente se encontrarão.
Aqui, estão vivendo em um ambiente de amor, perdoaram-se entre si, mas lá é diferente.
Com o peso do corpo físico, o espírito algumas vezes volta a ter sentimentos de vingança.
Terão de conseguir se perdoar ali também.
Não será uma tarefa fácil, mas terão todo o auxílio necessário para que consigam.
Fez uma pequena pausa e continuou:
- Primeiro, irá Elvira.
Ela tem ainda um acerto de contas com o passado, por isso terá marido e filhos.
Terá a oportunidade de ajudar Juliana.
Os próximos serão Virgínia e Cássio.
Terão a oportunidade de ajudar, proteger e dar a Juliana a condição de perdoar-lhes.
Cássio terá novamente de lutar contra o suicídio.
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 73959
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 61
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: NADA FICA SEM RESPOSTA / Elisa Masselli

Mensagem  Ave sem Ninho em Qui Jun 15, 2017 7:34 pm

Por várias vezes fracassou, vamos torcer para que desta vez consiga.
Virgínia terá uma vida difícil, bem diferente da que teve na última encarnação.
Terá de proteger, amar e ajudar Juliana e Helena.
Juliana e Rogério se reencontrarão e começarão do momento em que pararam.
Helena voltará para Juliana, a quem amará muito.
Entenderam? Alguma pergunta?
Juliana olhou para Renato e para Marina.
Perguntou:
- E Renato? Não voltará?
- Não. Ele tem um trabalho muito importante que não pode ser interrompido.
Mas estará o tempo todo a seu lado.
Sempre que precisar, estará ali.
- Renato, estou com medo.
Não quero me separar de você novamente. - Juliana disse suplicante.
- Sei meu amor, mas é preciso.
Você terá o livre-arbítrio para usar da maneira mais certa.
Eu ficarei aqui, ajudando-a em tudo que puder.
O trabalho que estou fazendo agora é muito importante para minha evolução.
Preciso ajudar um espírito amigo que, em uma de minhas encarnações, foi minha mãe, há quem muito amo.
Não se preocupe, estou aqui e estarei a seu lado sempre. Eu a amo.
Vamos pedir a Deus que você consiga voltar vitoriosa e eu consiga ajudar minha mãe.
Assim, seguiremos juntos por toda a eternidade.
Ela sabia que ele estava com a razão.
Sabia que precisava voltar para encontrar Rogério e Helena e daí seguir ao lado deles para que o programado e interrompido fosse cumprido, mas sentia muito medo.
Olhou suplicante para Marina.
- Preciso mesmo ir?
Marina sorriu.
- Não se preocupe.
Nunca estará sozinha.
Tenho certeza de que voltará vitoriosa.
A tela ficou toda branca.
A sala se iluminou.
Damião olhou para Farias, dizendo:
- O resto você já sabe, Farias.
Agora está em suas mãos à sentença que deve ser dada a Márcia.
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 73959
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 61
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: NADA FICA SEM RESPOSTA / Elisa Masselli

Mensagem  Ave sem Ninho em Qui Jun 15, 2017 7:35 pm

A SENTENÇA DE FARIAS
Márcia continuava adormecida.
Marlene ficou o tempo todo sentada em uma poltrona que havia perto da cama.
Seguia todos os movimentos da filha.
Percebendo que ela agora estava calma, saiu do quarto e foi para a sala conversar com Luciana e Marluce.
Elas estavam caladas, abismadas e sem entender o que haviam presenciado, mas ansiosas para saberem o que estava acontecendo dentro daquele quarto.
Assim que viram Marlene se aproximando, correram em sua direcção.
- Marlene, como ela está?
Que história foi aquela de ela dizer que é sua filha?
Marlene sorriu.
- Dona Luciana, a senhora pode ficar tranquila:
ela agora está muito bem.
Está dormindo.
Quanto àquela história, precisamos entender que ela estava sob efeito do álcool.
Mas agora ela parece estar bem.
Vocês podem ir embora.
Ficarei aqui com ela e sei que, quando acordar, tudo já terá terminado.
Confio em Deus.
Ele é nosso Pai e nunca deixa sozinho, um filho Seu.
- Está bem.
Estou percebendo que você não quer falar sobre esse assunto.
Eu respeito.
Vou embora tranquila, porque sei que minha amiga está agora em boas mãos.
Se precisar de alguma coisa, basta telefonar e virei em seguida.
- Ela não está em minhas mãos.
Está nas mãos de Deus nosso Pai, que nunca abandona a gente, pecadores ou não.
Pode ir tranquila obrigada por tudo e, se precisar, eu telefono, sim.
Você também, Marluce, vá à paz e obrigada por tudo que tem feito por ela até hoje.
Elas saíram e Marlene voltou para o quarto.
Márcia continuava dormindo.
A seu lado, Lenita estava deitada com os bracinhos sobre ela.
Ao vê-las daquela maneira, Marlene pensou:
O que deve ter acontecido no passado com elas, para que hoje sintam uma pela outra tanto amor?
Voltou a se sentar na poltrona.
Durante o tempo todo, permaneceu em vigília.
Percebeu que Farias e Gervásio não estavam mais ali.
Olhava para a filha, que lhe parecia tão frágil, e orava.
Meu Deus, Pai supremo de bondade e amor.
Não sei por que tudo isso está acontecendo com minha filha.
Não sei por que tenho levado uma vida de tanta miséria e sofrimento.
Só sei que é meu Pai muito amado e que nunca me abandonou.
Permita meu Pai, que minha filha encontre o caminho da paz e da tranquilidade, nem que para isso eu precise continuar longe dela.
Em Suas mãos, entrego nossas vidas.
Márcia dormia tranquila.
Ela se via novamente naquele lugar cheio de luz e felicidade.
Sonhou com dona Leonor.
Ao vê-la, Márcia correu para seus braços.
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 73959
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 61
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: NADA FICA SEM RESPOSTA / Elisa Masselli

Mensagem  Ave sem Ninho em Qui Jun 15, 2017 7:35 pm

Ela a recebeu e carinhosamente disse:
- Minha menina!
Estou muito feliz por vê-la agora protegida.
Entendo que cometeu desatinos, mas sei que sempre foi muito boa e que essa bondade, com as graças de Deus, vai aflorar.
A Lei é justa e soberana.
Estou daqui torcendo para que consiga vencer.
Marlene, que seguia todos os movimentos de Márcia, olhava agora para aquele rosto bonito.
Percebeu que ela sonhava e sorria.
Teve a certeza de que Deus a estava protegendo.
Márcia abriu os olhos e viu a seu lado àquela senhora envelhecida e humilde.
Quis dizer algo, mas não conseguiu.
Fraca, pois há muito não se alimentava, e por toda a bebida que havia ingerido, fechou os olhos novamente e voltou a dormir.
Abraçada a Márcia, Lenita também dormia.
As duas se encontraram em sonhos.
Corriam uma para os braços da outra.
À medida que se aproximavam, os rostos e as roupas iam se alternando.
Viam ora Márcia e Lenita, ora Juliana e Helena.
Não importava qual aparência possuíam, estavam muito felizes.
Encontraram-se e o abraço foi imenso e carinhoso.
Na sala de projecção, Farias chorava muito.
O arrependimento que sentia por tudo o que havia feito como Cássio fazia com que sofresse muito.
Damião e Duarte permaneceram calados, sabiam o que ele estava sentindo.
Ele havia exigido o cumprimento da Lei e agora teria de dar a sentença.
Esperaram calados, mas os dois pediam a Deus, com sinceridade, para que aquele irmão fosse iluminado com sua luz.
Após ter chorado muito, com lágrimas ainda correndo por seu rosto, Farias disse:
- Quando a conheci, gostei dela.
Ensinei tudo o que sabia.
Fiz com que se tornasse uma boa profissional.
Fiz minha parte.
Ela que não aceitou.
- Sabemos de tudo isso.
Em relação a ela, você fez realmente sua parte, mas e com você mesmo?
Fez o certo?
Conseguiu fazer com que seu espírito reagisse contra a covardia de sempre?
Conseguiu enfrentar o suicídio e se livrar dele?
Após assistir a esse filme, entendeu que, embora ela tenha sido um instrumento para levá-lo ao desespero, foi também o instrumento para que você conseguisse se superar, buscar e encontrar Deus dentro de si mesmo, e assim vencer?
Sentiu-se injustiçado.
Exigiu seu direito à justiça da Lei.
Exigiu um julgamento para que ela fosse condenada.
E agora, o que me diz?
Farias olhava para Damião.
Estava ali, diante daquele espírito superior que, exibindo o filme, deu a ele a oportunidade de reflectir sobre tudo, muito mais sobre a justiça daquela Lei que ele entendia agora ser realmente justa.
- Entendo agora por que me fez assistir a esse filme.
Quis que eu aprendesse que nunca devemos julgar um irmão, seja em que circunstância for.
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 73959
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 61
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: NADA FICA SEM RESPOSTA / Elisa Masselli

Mensagem  Ave sem Ninho em Qui Jun 15, 2017 7:35 pm

- É isso mesmo.
Nosso pior inimigo de hoje pode ter sido um dia nossa maior vítima.
Mas agora não deve se preocupar com isso.
Está pronto para julgá-la.
Por ela ter se desviado do caminho do bem, está com ela em suas mãos.
Ela está se destruindo.
Cabe a você deixar que ela continue assim ou tenha a chance de reencontrar Rogério e Helena e recomeçar de onde parou.
Está em suas mãos.
- Que preciso fazer?
Sinto que tenho para com ela dívidas e que preciso fazer tudo o que estiver ao meu alcance para ajudá-la.
Só não sei como.
Marlene continuava ali.
Percebeu que o quarto se iluminara.
Olhou ao redor e viu Damião entrando, acompanhado por Farias e Duarte.
Não conhecia nenhum deles, mas sabia que estavam ali para ajudar a ela e a Márcia, por isso os recebeu com um sorriso.
Damião deixou-se ver exactamente por isso, para que ela soubesse que suas preces haviam sido atendidas.
Emocionada, Marlene disse:
- Obrigada, meu Deus, por esta visão maravilhosa.
Sinto que agora tudo ficará bem.
Damião sorriu e olhou para Farias, que, naquele momento, via diante de si Virgínia.
Aproximou-se e, sorrindo, estendeu as mãos.
Marlene não sabia quem ele era, mas sentia que o conhecia e que o amava.
Também sorrindo, estendeu suas mãos.
Quando as mãos se encontraram, ela sentiu um bem-estar muito grande.
Teve a certeza de que ele era um amigo muito querido.
- Meu irmão, não sei quando e onde já nos encontramos, só sei que estou muito feliz por vê-lo.
- Também estou feliz, muito mais por ver que conseguiu realmente vencer.
Que Deus, nosso Pai, a proteja.
Marlene, emocionada, sorriu:
- Está aqui para ajudar minha filha?
Ela está precisando muito.
- Sou apenas um aprendiz, não sei se poderei ou se saberei como, mas estou aqui para que a Lei e a Justiça sejam cumpridas.
Marlene agradeceu. Farias olhou para Damião.
- Realmente, não sei o que fazer.
A única sentença que posso dar é meu pedido de perdão.
Damião olhou para ele e para Marlene, que também o olhava encantada.
- A decisão é sua, Farias.
Você tem todo o poder sobre ela.
Faça o que seu coração sentir vontade.
Farias olhou para suas mãos e percebeu que delas saíam raios de luz coloridos.
Encantado, olhou para Damião.
- Que é isso, Damião?
Que luzes são essas?
- São suas armas para que possa fazer com que a Lei seja cumprida.
Poderá usar como quiser.
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 73959
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 61
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: NADA FICA SEM RESPOSTA / Elisa Masselli

Mensagem  Ave sem Ninho em Qui Jun 15, 2017 7:35 pm

Farias olhava para as mãos, para Marlene e ficou sem saber o que fazer.
Estava encantado demais com o que via.
Marlene sorria também encantada ao ver, pela primeira vez, em sua frente, um espírito recebendo luz.
Sorrindo, disse:
- Que tal jogar essas luzes maravilhosas sobre minha filha, sobre Márcia?
Acredito que ela esteja precisando.
Ele voltou a olhar para Damião e Duarte, que nada disseram, apenas sorriram.
Timidamente, bem devagar, ele estendeu as mãos sobre a cabeça, de Márcia, que, embora estivesse dormindo, fez um leve; movimento e começou a sorrir.
Ele foi lançando luzes por todo o seu corpo.
Percebeu que dela também saíam luzes que iam ao encontro das dele.
As luzes se misturavam e iam para o alto, envolvendo todo o quarto.
As luzes subiam e desciam sobre todos.
O espectáculo era deslumbrante.
Marlene acompanhava tudo chorando, mas, desta vez, era de muita emoção.
Já havia tido muitas visões durante toda a vida, mas nunca uma como aquela.
As luzes se espalharam por todo o quarto e, aos poucos, foram desaparecendo.
As mãos de Farias também pararam de gerar luz.
Ele olhou para Damião.
- Que aconteceu aqui?
- Você desejou, do fundo do seu coração, um modo de ajudá-la.
Nesse momento, sem que percebesse, proferiu sua sentença.
As luzes vieram do alto, numa clara demonstração da aprovação do que havia decidido.
Marlene, ainda muito emocionada, disse:
- Obrigada, meu Pai, por mais essa graça.
Sei que agora tudo vai ficar bem.
Damião olhou para ela, dizendo:
- Estou muito feliz porque, apesar de tudo que lhe acontece, continua ainda com tanta fé.
Deus a abençoe.
Agora, tudo ficará bem.
Farias que era o obsessor de Márcia, de hoje em diante será seu guia espiritual.
Farias retrucou:
- Eu? Como posso ser um guia espiritual?
Sou imperfeito. Um suicida!
- Você é um espírito que aprendeu muito.
Pode e deve ficar ao lado dela, mas desta vez só com a intenção de ajudá-la.
Acredita que possa fazer isso?
Se assim o fizer, poderão aprender muito um com o outro.
Só não pode interferir em seu livre-arbítrio.
Farias não sabia o que fazer.
Nunca imaginou que um dia pudesse estar ali, ao lado de Márcia, a quem havia durante tanto tempo odiado.
- Não sei se poderei.
Não sei como fazer.
Hoje, sei que tenho uma dívida muito grande para com ela, mas não sei como pagar.
- Não se preocupe com isso.
Tudo há seu tempo.
Continue apenas com essa vontade firme de ajudar, somente isso.
Continue ao lado dela, envolva-a sempre com essas luzes que sabe hoje possuir e permita que ela, seguindo seu livre-arbítrio e sem sua interferência, consiga retomar a própria vida em suas mãos.
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 73959
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 61
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: NADA FICA SEM RESPOSTA / Elisa Masselli

Mensagem  Ave sem Ninho em Qui Jun 15, 2017 7:35 pm

O resto deixe por nossa conta.
- Confio em suas palavras.
Permanecerei aqui, esperando as bênçãos do alto.
- Faça isso, meu irmão.
Estará contribuindo para o bem estar de Márcia e, principalmente, para o seu próprio.
Agora, tenho de ir, estou a muitas horas fora de meu local de trabalho.
Fiquem em paz e na confiança de que Deus é nosso Pai infinito.
Faça sua parte, não se preocupando com nada mais.
- Ficarei aqui e farei o que souber e me for possível.
Obrigado por tirar a venda de meus olhos.
Damião sorriu e olhou para Marlene, que, encantada, observava tudo.
- Assim como eu, você precisa voltar a seus afazeres, Marlene.
Agora está tudo bem, não precisa se preocupar com nada mais.
- Estou muito emocionada para dizer algo.
Só posso agradecer em meu nome e no de minha filha.
Que Deus continue aumentando sua luz.
Damião, sorrindo, foi desaparecendo, até sumir completamente.
Marlene olhou para o lado em que Farias estava, porém não mais o conseguia ver, mas sabia que ele estava ali.
Olhou também para Márcia, que continuava dormindo ao lado de Lenita.
O relógio em cima de um criado-mudo estava marcando onze e quinze.
Marlene se acomodou melhor na poltrona e, ainda recordando os momentos maravilhosos que havia passado, adormeceu.
Dormiu tranquila. Sonhou que estava em um campo muito verde e se via correndo, acompanhada por mais dois jovens.
Estava muito feliz.
Abriu os olhos e percebeu que já amanhecera.
Voltou a olhar para o relógio: agora faltavam quinze para as sete da manhã.
Márcia continuava dormindo ao lado de Lenita.
Percebeu que ela permanecia na mesma posição em que estava no momento em que adormeceu.
No chão, ao lado dos pés da cama, estavam as roupas sujas de bebida que Márcia vestia quando ela chegou àquele apartamento.
Levantou-se da poltrona e pegou a sacola que trouxera por saber que teria de passar a noite na casa de outra pessoa.
Encaminhou-se para o banheiro, lavou o rosto e escovou os dentes.
Voltou para o quarto, pegou as roupas de Márcia, saiu do quarto, desceu a escada.
Não sabia onde ficava a cozinha e a lavandaria, por isso começou a abrir as portas para descobrir.
Só então pôde perceber o enorme luxo que existia ali.
Encantou-se com tudo, muito mais com a porta de vidro, o jardim e a piscina.
Ela venceu realmente.
Que terá acontecido para que ficasse nessa situação tão deprimente?
Encontrou, finalmente, a cozinha e, logo atrás, a lavandaria.
Colocou as roupas sobre a máquina de lavar e voltou para a cozinha.
Procurou e encontrou o pó de café e colocou água para ferver.
Em poucos minutos, estava sentada à mesa, tomando seu café.
Será que tudo aquilo aconteceu realmente?
Quanta beleza!
A cada dia tenho mais certeza de que Deus existe e está ao nosso lado em todos os momentos.
Terminou de tomar o café, voltou para o quarto de Márcia e chamou baixinho por Lenita.
A menina abriu os olhos.
Marlene fez um sinal com os dedos para que ela não falasse nada e não acordasse Márcia.
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 73959
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 61
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: NADA FICA SEM RESPOSTA / Elisa Masselli

Mensagem  Ave sem Ninho em Qui Jun 15, 2017 7:36 pm

Lenita entendeu.
Olhou para Márcia, sorriu e se levantou.
Marlene pegou em sua mão e a levou para fora do quarto.
Já lá fora e sem que Márcia as pudesse ouvir, disse:
- Precisamos ir embora.
Vovó tem de trabalhar e você precisa ir para a escola à tarde.
Lave o rosto e escove os dentes.
Assim que Marluce chegar, iremos.
- Eu não queria ir embora.
Queria ficar aqui com ela.
Viu como é bonita, vovó?
- É muito bonita, sim, mas não podemos ficar aqui.
A vida dela é muito diferente da nossa.
Tristemente, a menina ouviu o que a avó disse, lavou o rosto e escovou os dentes.
As duas, em seguida, se dirigiram até a cozinha.
Marlene abriu a geladeira, pegou leite e serviu para a menina com algumas bolachas.
Estavam ali quando Marluce chegou.
- Bom-dia. A senhora está aí?
Como dona Márcia está?
Passou bem à noite?
- Bom-dia. Ela está muito bem e dormiu tranquilamente.
Lenita está terminando de tomar o leite e a gente vai embora.
- Tem certeza de que ela está bem mesmo?
Acha que vou poder ficar com ela sozinha?
Estou com medo...
- Não se preocupe, ela agora está bem e ficará ainda melhor.
Talvez não se lembre do que aconteceu aqui, mas, se perguntar se havia alguém com ela, diga que somente havia dona Luciana.
Não diga que estive aqui, isso não faria bem a ela.
- Tem certeza do que está dizendo?
É mesmo mãe dela?
- Tenho certeza, sim, e não sou mãe dela.
Ela estava embriagada e não sabia o que dizia.
Não será bom para ela saber que mais alguém a viu naquela situação.
Ela precisa esquecer o que aconteceu e retomar sua vida.
Por isso, não quero que saiba que uma pessoa estranha acompanhou tudo. Só isso.
- Está bem.
Se achar que assim será melhor, farei.
Marlene sorriu.
Lenita terminou de tomar o leite.
Marlene pegou a menina pela mão e as duas saíram.
Já na rua, enquanto se dirigiam ao ponto de ônibus, Marlene pensava:
Permita meu Pai, que ela realmente encontre seu caminho de volta.
Por tudo que presenciei, sei que ela está protegida.
É só isso o que desejo.
Vou continuar minha vida.
Não tenho riquezas na Terra, tenho até uma vida muito difícil, mas esses momentos de visões maravilhosas, como aquela que tive, fazem com que eu tenha forças para continuar.
Sei que tudo que estou passando tem um motivo maior.
Permita que eu continue aprendendo através da vida.
Agora, vou telefonar para dona Luciana e pedir-lhe que não conte nada do que aconteceu.
Márcia não pode saber que estive em sua casa.
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 73959
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 61
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: NADA FICA SEM RESPOSTA / Elisa Masselli

Mensagem  Ave sem Ninho em Qui Jun 15, 2017 7:36 pm

Ela nunca ia me perdoar.
Assim que Marlene saiu, Márcia abriu os olhos.
Sentia-se muito bem, como se houvesse dormido por muito tempo.
Lembrava-se de alguma coisa a respeito do dia anterior.
Lembrou-se de ter visto Luciana.
Mas não havia só Luciana... minha mãe esteve aqui?
Lenita também?
Eu as vi, tenho certeza...
Levantou-se e foi até o banheiro.
Lembrou-se de Lenita:
Ela é tão linda! Sei que a vi. Será que sonhei?
Vou perguntar a Marluce.
Colocou a banheira para encher.
Precisava de um banho tranquilizante.
Enquanto a banheira enchia, voltou para o quarto.
Estava tudo em ordem, mas sabia que algo havia acontecido.
Voltou a lembrar-se de Ronaldo:
Onde será que ele está? Sinto que o perdi para sempre.
Como será minha vida sem ele?
Começou a entrar em desespero novamente.
Farias acompanhava todos os seus movimentos.
Ao perceber que ela se descontrolava, timidamente estendeu sobre ela suas mãos, as quais começaram a emitir luzes que envolviam Márcia, fazendo-a, aos poucos, sentir-se muito bem.
Farias muito mais que qualquer outra pessoa, encantava-se com suas mãos.
Sentiu uma felicidade indescritível.
Estas luzes estão saindo mesmo de minhas mãos.
Realmente, eu as ganhei.
Obrigado, meu Pai.
Vou ajudar Juliana.
Ela vai conseguir vencer.
Estarei aqui a seu lado, até que consiga reencontrar seu caminho.
Márcia voltou para o banheiro.
A banheira já estava quase cheia.
Pegou alguns sais e jogou dentro dela, apertou um botão e uma espuma começou a se formar.
Entrou, acomodou a cabeça e fechou os olhos.
A lembrança de Lenita voltou.
Ela é tão querida.
Preciso encontrar um meio de ajudá-la.
Preciso voltar ao trabalho.
Já perdi muito tempo.
Nunca mais colocarei uma bebida em minha boca.
Tenho tentado me colocar como vítima, mas sei que tive intenção de prejudicar Osvaldo por simples orgulho ferido.
Sei, também, que fui avisada para não tomar aquela atitude e que a cobrança viria.
Preciso aceitar que perdi Ronaldo por minha própria culpa.
Preciso aceitar que o que desejei para Osvaldo e sua mulher voltou-se contra mim.
Ficou lá por muito tempo, até começar a sentir frio.
Levantou-se, abriu o chuveiro e deixou a água cair, sem fazer um movimento sequer.
A água caía por seu corpo e ela sentia que todos os pensamentos ruins estavam indo embora pelo ralo.
Terminou de tomar banho e voltou para o quarto.
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 73959
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 61
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: NADA FICA SEM RESPOSTA / Elisa Masselli

Mensagem  Ave sem Ninho em Qui Jun 15, 2017 7:36 pm

Colocou uma calça e uma camiseta e foi em busca de Marluce.
Sabia que ela tinha muita coisa para lhe contar.
Ao passar pela sala, percebeu que tudo estava em ordem.
Só seu tapete não estava mais ali.
Tentou lembrar o que havia acontecido, mas não conseguia. Lembrava-se vagamente de ter bebido, nada mais.
Foi até a cozinha.
Marluce estava na lavandaria, colocando algumas roupas para lavar.
Ela se aproximou:
- Bom-dia, Marluce.
Marluce se voltou:
- Bom dia, dona Márcia.
A senhora está bem?
- Por que não estaria?
Aconteceu alguma coisa?
- Não. Não aconteceu nada.
Só que a senhora ontem não estava muito bem.
- Muito bem como? Que aconteceu?
Eu bebi muito, não foi?
- Foi. A senhora bebeu muito e eu fiquei assustada.
Tem de me desculpar, mas, sem saber o que fazer, chamei dona Luciana.
- Luciana? Então ela esteve mesmo aqui?
- Esteve, sim, e ajudou muito.
- Quem mais esteve aqui?
Marluce pensou nas palavras de Marlene e disse:
- Mais ninguém. Só dona Luciana.
- Tem certeza disso? Não veio uma senhora e uma menina muito bonita?
- Não, não veio mais ninguém, só dona Luciana.
- Tem certeza?
- Tenho, sim.
Só dona Luciana.
- Está bem. Devo ter sonhado.
Pode me servir o café na sala.
Saiu da cozinha e foi para a sala.
A mesa do café estava posta, com pães, doces e frutas.
Enquanto esperava Marluce trazer o café com o leite, ela começou a comer um mamão e a pensar em sua vida:
Sinto que não devo lutar mais para que Ronaldo volte.
Tenho de me conformar com o facto de que o perdi.
Se continuar insistindo, vou me destruir.
Marluce entrou, trazendo o café e o leite, e estava terminando de colocá-los na mesa quando o telefone tocou.
Olhou para Márcia, que disse:
- Não estou para ninguém.
Se for Luciana, diga que estou tomando banho e que mais tarde eu telefono.
Marluce atendeu:
- Alô. Quem é? Quem?
Senhor Ronaldo?
Ao ouvir aquilo, Márcia deixou a xícara cair.
Seu corpo começou a tremer.
Ela, desesperada, levantou-se e tirou o telefone das mãos de Marluce:
- Alô. Alô, Ronaldo! É você mesmo?
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 73959
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 61
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: NADA FICA SEM RESPOSTA / Elisa Masselli

Mensagem  Ave sem Ninho em Qui Jun 15, 2017 7:37 pm

- Sou eu, sim, Márcia.
Como você está?
- Estou bem.
as e você, onde está?
- Estou aqui no Rio de Janeiro, e não suporto mais a saudade.
Não adianta, eu te amo.
Vou voltar e iremos até um médico descobrir o que foi que aconteceu.
Se me aceitar novamente, hoje à noite estarei aí e serei o homem mais feliz do mundo.
Você aceita?
- Claro que sim. Claro que sim!
Eu te amo. Volte logo.
Ele desligou, e ela continuou com o telefone na mão, não sabendo se ria ou chorava.
- Marluce, ele vai voltar. Vai voltar!
Sou a mulher mais feliz deste mundo!
Marluce ria por ver Márcia tão feliz.
Farias também estava ali e não conseguia acreditar que estava feliz por ver a felicidade dela.
Márcia saiu da sala sem terminar de tomar o café.
Foi para a porta de vidro, olhou para fora:
o dia estava lindo.
Abriu a porta e jogou-se na piscina com roupa e tudo.
Ficou nadando por quase uma hora.
Sentia-se outra pessoa, nada igual à que havia sido até agora.
Saiu da piscina, sentou-se em uma cadeira e ficou olhando para as nuvens brancas que passavam e formavam imagens.
Há quanto tempo não olho para o céu?
Acho que desde criança... mas agora estou muito feliz.
Acredito até que aquele Deus, que minha mãe sempre disse existir, exista mesmo.
Minha mãe? Por que me lembrar dela em um momento tão importante em minha vida?
Seu rosto crispou-se, e aquela luz de felicidade que fazia seus olhos brilharem desapareceu.
Por que me lembrar dela agora?
Ronaldo vai voltar.
Tenho de ter meus pensamentos voltados só para ele.
E se aquela coisa horrível voltar a acontecer?
Se ele for embora novamente?
Não suportarei.
Farias percebeu que ela estava novamente sentindo muito medo.
Mais uma vez olhou para suas mãos e as colocou em direcção à cabeça de Márcia.
As luzes voltaram a envolvê-la.
Ela voltou a pensar em sua mãe e em Lenita.
A simples lembrança da menina fazia com que ela ficasse mais calma.
Não posso pensar nelas agora. Ronaldo vai voltar hoje à noite, preciso me preparar para recebê-lo.
Se aquele cheiro horrível voltar, iremos a um médico.
Ronaldo me ama, e isso é o que importa.
Levantou-se da cadeira, e suas roupas ainda estavam molhadas.
Correu para seu quarto, trocou-se e saiu para a rua.
Lá fora, o sol brilhava, estava um dia quente.
Foi até uma loja, precisava comprar um vestido novo.
Queria estar linda naquela noite.
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 73959
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 61
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: NADA FICA SEM RESPOSTA / Elisa Masselli

Mensagem  Ave sem Ninho em Qui Jun 15, 2017 7:37 pm

Foi a um cabeleireiro.
Eram seis horas quando retornou ao apartamento.
Marluce já havia ido embora.
Entrou e olhou tudo para ver se estava em ordem.
Tudo perfeito. Hoje, voltarei a viver!
Sobre a mesa do telefone havia um bilhete.
Nele, Marluce dizia que Luciana havia telefonado e que ela lhe dissera que Márcia estava muito bem.
Carregando os pacotes, Márcia foi para seu quarto.
Arrumou-se e ficou esperando. Ronaldo não telefonou mais, mas ela sabia que ele viria.
Recomeçariam de onde pararam e seriam felizes para sempre.
Ela olhava para o relógio.
Parecia que o tempo havia parado os ponteiros não se movimentavam.
Às oito horas, o interfone tocou.
Era o porteiro do prédio, avisando que Ronaldo estava ali.
Márcia, gaguejando, pediu-lhe que o mandasse subir.
A campainha tocou.
Ela, tremendo e muito emocionada, abriu a porta.
Ele estava ali em sua frente.
Os olhos se encontraram, os dois tremiam sem saber o que falar.
Ficaram assim, por alguns segundos, apenas se olhando, sem nada dizer ou fazer.
Ele abriu os braços, ela se aninhou, e chorando se abraçaram e se beijaram com muito amor, carinho e saudade.
Entraram abraçados.
Sentaram-se em um sofá.
Os dois, calados, apenas se olhavam.
Queriam se amar, um desejava o outro desesperadamente, mas sentiam muito medo.
Aquele momento estava sendo tão mágico, tinham medo de que tudo terminasse.
Não havia cheiro algum, mas, mesmo assim, quase não falavam apenas se olhavam.
Ronaldo tirou do bolso uma caixinha e deu a ela.
- Abra, espero que goste.
Ela a abriu e ficou encantada, ao ver o lindo anel que havia dentro, de ouro branco com um brilhante muito grande.
- É lindo! Maravilhoso!
Eu te amo muito.
Colocou o anel no dedo, estendeu o braço e ficou movimentando-o para ver o brilho.
Seus olhos reluziam de felicidade.
Sem saber por que, lembrou-se de sua mãe e de Lenita.
Tentou espantar aquele pensamento, mas não conseguiu.
Tomou coragem e disse:
- Meu amor, estou feliz por ter voltado.
Sem você, quase enlouqueci, mas todo o meu sofrimento me fez reflectir sobre minha vida, sobre tudo o que fiz de certo e de errado.
Não podemos recomeçar se eu não for absolutamente sincera, sem que haja mentiras.
Vou te contar uma história, espero que tenha paciência para ouvir.
Após saber toda a verdade, se ainda quiser, aceitarei este lindo anel e ficarei com você para o resto de minha vida.
- Acredita mesmo ser necessário?
- Sim. Se eu for recomeçar minha vida a seu lado, tem de ser com meu coração livre de todos os meus erros.
Só conseguirei viver feliz com você após ter lhe contado tudo.
Só assim poderemos ser felizes realmente.
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 73959
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 61
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: NADA FICA SEM RESPOSTA / Elisa Masselli

Mensagem  Ave sem Ninho em Qui Jun 15, 2017 7:37 pm

Começou a contar tudo, desde o início, quando saiu de sua casa e foi morar com dona Leonor.
Contou tudo, inclusive o que havia feito com Osvaldo.
Ele ouviu sem deixar transparecer em seu rosto o que sentia.
Embora estivesse com medo de sua reacção, ela não parou de falar.
Farias, ao lado, ouvia tudo.
Em determinado momento, ela disse:
- Tive um amigo, seu nome era Farias.
Ele me ensinou tudo sobre minha profissão, gostava de mim como se fosse uma filha.
Eu, tomada pela inveja e pela ganância, o chantageei e o levei ao suicídio.
Hoje, após tudo que passei, reconheço o mal que fiz.
Não sei o que acontece após a morte, mas, se ele conseguir me ouvir, quero que receba meu pedido de perdão.
Estou muito arrependida.
Dos olhos de Farias, lágrimas corriam.
Uma luz invadiu a sala.
Ele olhou para trás e lá estava Damião.
- Chegou à hora, meu irmão.
O que responde a ela?
Farias estendeu as mãos sobre a cabeça de Márcia e novamente as luzes apareceram.
Chorando, disse:
- Querida Juliana, querida Márcia... sou eu quem tem de pedir perdão.
Naquilo que depender de mim, você será muito feliz.
Que Deus nos abençoe.
Olhou para Damião, que também jogava luzes sobre o casal enquanto dizia para Márcia:
- Meus parabéns, meu amor.
Você conseguiu vencer seu orgulho e revolta.
Seja feliz. Estarei esperando-a.
Para surpresa de Farias, ele foi se transformando e surgiu Renato.
- Damião... Renato...
Damião, você é Renato?
O que está fazendo naquele vale horrível?
- Sim, sou Renato.
Quando soube que você e Virgínia se encontravam no vale, pedi permissão e fui para lá, juntamente com Juliana, Marina e outros amigos.
Precisava ajudar de alguma maneira, os dois companheiros de jornada que haviam se perdido no caminho.
Após vocês regressarem como Farias e Marlene, pedi para ficar no vale, pois senti que lá poderia ajudar muitos irmãos.
Fiquei lá por todo o tempo em que estiveram na Terra.
Para minha surpresa, você voltou para o vale.
Pedi a Gervásio que ficasse observando-o, até que percebesse ser a hora de trazê-lo à minha presença.
- Está me dizendo que foi para lá aquela vez apenas para nos ajudar, eu e Virgínia?
Seus inimigos? Seus assassinos?
- Não. Fui ajudar dois irmãos.
Jesus nos ensinou a perdoar sempre e a ajudar nossos inimigos, porque ajudar um amigo sempre é muito fácil.
Estou feliz ao ver que todos nós, agora, estamos no caminho certo.
- Vai continuar no vale?
- Sim. Ali é meu lugar, até que Juliana volte.
- Não entendo, mas posso lhe fazer um pedido?
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 73959
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 61
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: NADA FICA SEM RESPOSTA / Elisa Masselli

Mensagem  Ave sem Ninho em Qui Jun 15, 2017 7:37 pm

- Claro. Estou aqui para ajudar.
- Agora que tudo parece estar bem com Juliana, Virgínia e a pequena Helena, acredito que não terei muito para fazer aqui.
Posso ir com você e trabalhar ao lado de Gervásio, ajudando os irmãos que queiram encontrar a Lei?
- Você quer ir viver ali?
Logo você, que tanto odiava aquele vale?
Não estou entendendo.
Poderá agora ser encaminhado para um lugar muito bom, onde viverá feliz, aprendendo e preparando-se para uma nova encarnação.
- Talvez tenha razão, mas é meu desejo.
Se você foi viver lá por minha culpa, por que não posso fazer o mesmo por desconhecidos?
- Claro que pode.
O espírito é livre, pode fazer o que quiser.
Garanto-lhe que ali existe muito trabalho.
Aqui está tudo bem, podemos ir embora. Vamos?
Após contar toda a sua vida a Ronaldo, Márcia permaneceu em silêncio, com a cabeça baixa e chorando baixinho.
Ronaldo ficou em silêncio por alguns instantes.
Levantou a cabeça de Márcia, olhou bem em seus olhos e disse:
- Entendo o quanto foi difícil para você me contar tudo isso.
Não posso dizer que você não errou, mas eu te amo o suficiente para esquecer essa Márcia ruim e calculista.
Pretendo amar, e muito, esta Márcia que está aqui em minha frente.
Eu te amo. Nosso amor será mais forte que tudo.
Juntos, venceremos qualquer obstáculo.
Segurando seu queixo, Ronaldo, trouxe os lábios dela, para junto dos dele e beijou-a com muita paixão.
Ela correspondeu àquele beijo com todo o amor que sentia.
Assim, abraçados e aos beijos, foram para o quarto.
Amaram-se com intensidade e nada de ruim aconteceu.
Quando tudo terminou, ela, ainda deitada em seus braços, disse:
- Foi tudo perfeito.
Embora não soubesse, acredito que, com minha confissão, todo o mal foi afastado.
- Sim, meu amor.
Graças a sua confissão e nosso grande amor.
- Nunca mais vamos nos separar.
Naquela noite ele não foi embora.
Ficaram juntos a noite toda.
Sentiam medo de se afastar.
Pela manhã, ele se despediu.
Havia ficado muitos dias longe de seu trabalho.
Ela, feliz, continuou deitada.
Mais tarde, levantou-se.
Pegou o telefone e ligou para o escritório.
Falou com o doutor Fernando, dizendo que se sentia muito bem e que no dia seguinte voltaria ao trabalho.
Ele, muito feliz, respondeu:
- Espero que volte mesmo.
Estamos sentindo muito sua falta.
Isto aqui, desde que deixou de vir, virou uma bagunça.
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 73959
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 61
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: NADA FICA SEM RESPOSTA / Elisa Masselli

Mensagem  Ave sem Ninho em Qui Jun 15, 2017 7:38 pm

Ela desligou o telefone.
Tinha consciência da profissional que sempre fora.
Isso, para ela, não tinha mais o menor valor.
Sabia também que, sem o amor de Ronaldo, nada teria importância em sua vida.
Voltaria ao trabalho porque aquilo também era um pedaço dela, mas não faria mais nada com o objectivo exclusivo de receber promoções.
Simplesmente, continuaria dando tudo de si pela empresa, fazendo, assim, jus ao dinheiro que recebia.
Foi até a piscina e sentou-se em uma cadeira.
Depois, levantou-se e foi até a grade que rodeava a área da piscina e, de onde podia ver toda a cidade do alto.
Respirou fundo. Como esta cidade é linda!
Vou sair e andar sem destino.
Foi exactamente o que fez.
Vestiu-se, pegou o carro e saiu dirigindo, sem destino.
Lembrou-se do parque onde havia conhecido Ronaldo e foi para lá.
Estacionou e foi andando até o banco onde estava sentada no dia que ele passou correndo.
Sorrindo, pensou:
Naquele dia, minha vida começou a mudar.
Hoje sou a mulher mais feliz do mundo!
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 73959
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 61
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: NADA FICA SEM RESPOSTA / Elisa Masselli

Mensagem  Ave sem Ninho em Qui Jun 15, 2017 7:38 pm

EPÍLOGO
Marlene trabalhou o dia inteiro na casa de dona Sílvia.
Estava feliz por saber que Clarice e Osvaldo viviam muito bem e que esperavam o terceiro filho.
No ônibus, voltando para casa, ia pensando:
Como foi bom ter encontrado minha filha!
Não aguentava a agonia de não saber por onde andava e o que tinha feito com sua vida.
Hoje, sei que ela está no caminho e que conseguiu tudo o que quis na vida... que Deus a proteja...
Chegou, finalmente, em casa. Desde que perdera o barraco no incêndio, morava em um quartinho que havia nos fundos da casa de uma amiga.
O quarto era pequeno, mas o aluguel também era barato, o que ela conseguia pagar.
Entrou no quintal e foi até os fundos.
A porta estava aberta, mas não se admirou, porque Lenita sempre a deixava assim, enquanto a avó não chegasse.
Chegou à porta. Parou, não conseguiu entrar.
- Entre, mamãe, estamos esperando pela senhora.
- Márcia! Você aqui? O que quer?
Sei que gosta muito de Lenita.
Veio tirar ela de mim?
- Se assim fosse, a senhora a daria para mim?
Ainda da porta, sem coragem de entrar, Marlene respondeu:
- Essa menina é tudo o que tenho na vida.
Eu a amo de todo o meu coração, mas você sabe como ela é doente.
Precisa de tratamento e cuidados.
Com muita dor em meu coração, digo:
se quiser, pode levar ela com você.
Se ela continuar comigo, talvez morra antes do tempo.
Sei que você tem condições de dar tudo que ela precisa para ter uma vida feliz.
- Como sempre, a senhora tem razão e muita sabedoria.
Amei essa menina desde a primeira vez que a vi.
Posso, sim, dar a ela tudo o que precisa.
A meu lado, terá um bom tratamento e uma boa alimentação, além de estudo.
Terá tudo isso, menos um amor igual ao seu.
Não foi para isso que vim até aqui.
- Então, foi para quê?
Com lágrimas nos olhos, Márcia abriu os braços:
- Vim aqui para lhe pedir perdão por tudo que a fiz sofrer.
Marlene continuava petrificada.
Parada na entrada, ao ver sua filha estendendo-lhe os braços, tomada de muita emoção, abriu também os seus, deu dois passos e se encontraram em um abraço que já devia ter sido dado há muito tempo.
Ficaram abraçadas por um longo período.
Lenita, que até aquele momento estivera no colo de Márcia, sorria e pulava de felicidade.
Só quando se separaram foi que Marlene viu o belo rapaz que também estava ali.
Márcia se deu conta de que não o havia apresentado.
- Mamãe, este é Ronaldo.
Vamos nos casar e queremos que vá ao nosso casamento.
- Não posso minha filha.
Ele parece ser um moço muito fino e educado, de boa família.
Eu sou humilde, quase sem educação.
Não posso aparecer em seu casamento. Estou contente por te ver feliz.
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 73959
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 61
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: NADA FICA SEM RESPOSTA / Elisa Masselli

Mensagem  Ave sem Ninho em Qui Jun 15, 2017 7:38 pm

Ronaldo se aproximou, pegou suas mãos e as beijou.
- Conheço muito pouco a seu respeito, mas já foi o suficiente para saber que é uma grande mulher.
Vai, sim, ao nosso casamento, e ficará no altar com meus pais.
Eles a receberão com muito carinho e respeito.
E mais: a partir de hoje, agora mesmo, as duas irão connosco.
Passarão a viver ao nosso lado.
Marlene não acreditava no que estava ouvindo.
- Fico muito feliz por ver que minha filha, além de encontrar um homem muito bonito, encontrou também alguém de bom coração.
Obrigada por seu convite, mas não posso ir morar com vocês.
Estão se casando agora e vão querer ter uma vida a dois.
- Realmente, a senhora tem razão.
Vamos querer ficar juntos, mas ao lado do apartamento de Márcia há um outro que está à venda.
Nós o compraremos, e a senhora e esta menina bonita terão uma outra vida.
Só assim poderemos ser felizes.
Marlene olhou para os dois, que a olhavam ansiosos.
- Por favor, mamãe.
Quero ficar ao lado de vocês.
A senhora já trabalhou e sofreu muito nesta vida.
Poderá, agora, descansar.
- Não posso parar de trabalhar.
Como viverei sem trabalho?
- Não se preocupe com isso.
Pretendo ter filhos, e quem vai me ajudar a cuidar deles?
Marlene sorriu. Abraçou e foi abraçada.
Renato, Elvira e Farias também estavam ali. Renato, sorrindo, disse:
- Agora podemos ir embora.
Estão no momento exacto em que foram interrompidos.
A Lei é assim: por mais voltas que dê, sempre atinge seu objectivo.
Pecamos a Deus que nos abençoe a todos.
- Damião... desculpe, mas prefiro te chamar assim... posso fazer uma última coisa antes de irmos embora?
- Claro que pode.
O que é?
Farias estendeu as mãos e sorriu enquanto via as luzes que saíam delas sendo lançadas sobre todos os presentes.
Aquele quarto humilde ficou todo iluminado.
Marlene, ao ver a luz, disse:
- Obrigada, meus amigos, e que Deus os abençoe...

§.§.§- O-canto-da-ave
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 73959
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 61
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: NADA FICA SEM RESPOSTA / Elisa Masselli

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 10 de 10 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum